, BÓIAS FRIAS / CORTADORES DE CANA | A ARTE DE NEWTON AVELINO BÓIAS FRIAS / CORTADORES DE CANA - A ARTE DE NEWTON AVELINO

SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

6 de jun de 2013

BÓIAS FRIAS / CORTADORES DE CANA

                                                                         
                                   
                                        


                              SANGUE SUOR E LÁGRIMAS

      

      Os boias frias são aqueles agricultores que eram convocados pelos donos de engenhos para trabalharem na colheita da cana de açúcar. Geralmente esses engenhos ficavam na zona da mata. 




      



      Hoje, os cortadores de cana acordam pela madrugada, preparam sua marmita, e, no máximo, às cinco da manhã eles tem que está no ponto de ônibus que os leva até à lavoura, muitas vezes, quilômetros de distância de sua casa.




      



       Os cortadores de cana enfrentam uma jornada de trabalho desumana. Eles começam o corte da cana antes do sol nascer, trabalham incessantemente durante todo o dia, em sol muito quente. Por várias e várias vezes ultrapassam o seu horário normal de trabalho. 




       



       Esses incessantes e frenéticos movimentos de trabalho cortando a cana é uma forma de produzir mais e poder ter uma vida mais digna. A cana de açúcar no tempos dos engenhos e dos escravos só enriquecia cada vez mais os senhores de engenhos. 




     



      Hoje, recebem por produção e esse tipo de remuneração faz do cortador de cana um escravo, porque ele vai trabalhar de acordo com o que os donos de engenhos lhe propuser. Os boias frias são homens e mulheres que sempre estão se dedicando ao máximo para ver se tiram o seu sustento, pois algumas dessas pessoas nunca conseguiram estudar para ter um emprego mais digno.





      

        Boia fria é um termo que se dá aquele indivíduo que faz esse tipo de trabalho na zona rural sem ter vínculo empregatício. São pessoas que apesar de todas as adversidades, sustentam direta ou indiretamente essa cultura do trabalhador rural que faz parte da história do nordeste desde a colonização com a mão de obra escrava e que depois passou para os dias de hoje, com a mão de obras indiretamente mal remunerada, e que indiretamente se torna escrava. 



      



        A cultura nordestina traz o boia fria, o cortador de cana, como uma importante mão de obra braçal. E essas pessoas tem no seu trabalho, nas suas crenças, danças e nos seus folguedos, a história de um povo que faz de tudo isso uma realidade menos pesada.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia antes de fazer seu comentário
-Os comentários do site são moderados.
-Só publique comentários relacionados ao conteúdo do artigo.
-Comentários anônimos não serão publicados.
-Não coloque links de artigos de seu blog nos comentários, para isso utilize o campo url
-Os comentários não refletem a opinião do autor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...