, A ARTE DE NEWTON AVELINO: Novembro 2013 Novembro 2013 - A ARTE DE NEWTON AVELINO

SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

19 de nov de 2013

ARTE SACRA



TEMÁTICA PECULIAR

         Um dos belos trabalhos do artista Newton Avelino, é esse São Francisco.
          Essa obra faz parte de alguns trabalhos desse artista, que segue um pouco a linha sacra.
          O artista se propôs em fazer essa temática, porque faz parte da fé sertaneja, e que resgata um pouco a história da crença do homem do sertão nordestino.
          Esse artista  mostra toda sua habilidade entre tintas e pincéis nos seus traços arrojados e sua cores vibrantes, um pouco da sua arte.
           Esse artista costuma dizer que ele é o coadjuvante das suas obras, e que Deus lhe dá o talento para pintar as obras de Deus.
           A cultura nordestina é muito ligada as coisas religiosas, e o artista procura passar um pouco dessa história em suas telas.
          
           Newton Avelino é um artista que além de pintar lindas peças, procura dá uma linguagem própria aos seus trabalhos.
          
           Com uma temática peculiar, ele procura sempre mostrar as temáticas da sua região. Newton Avelino, um artista do nordeste.


18 de nov de 2013

CULINÁRIA PIAUIENSE

Fonte da imagem: oslaineartes

PRATO TIPICAMENTE DO PIAUÍ
         A cultura nordestina sempre teve a influência portuguesa, isso não é nenhuma novidade, mas na culinária do nordeste essa influência aflora em cada prato e nos seus sabores.
         Com novos toques, e temperos ela foi ficando genuinamente brasileira. Não existe nenhuma pesquisa que comprove a origem dessa receita.
          O nome desse prato é um pouco brejeiro que leva o nome de Maria Isabel. Ele é típico do estado do Piauí. Para fazer esse prato, você tem que ter 1 kg de arroz, 1 kg de carne seca picada, três dentes de alho, uma cebola, óleo e pimenta do reino.
           Agora vem o preparo dessa iguaria. Primeiro Lave a carne seca e picada, doure em óleo quente. Em seguida, acrescente a cebola e o alho. Refogue bem, junte o arroz misturando bastante com os temperos e a carne. Acrescente a água quente e a pimenta de cheiro cortada ao meio. Tampe a panela até o arroz ficar solto.
           Agora é só servir e degustar essa iguaria tão apreciada pelos piauienses e pelos nordestinos. A culinária nordestina é uma das mais ricas do Brasil, tem pratos de todos os gostos e para todas as ocasiões, com vários temperos e vários sabores. Maria Isabel é um prato tipicamente do nordeste, oriundo do estado do Piauí.




OLINDA


                                                   Fonte da imagem: Luizberto     

                                



                     CAPITAL BRASILEIRA DA CULTURA
                                
                    




     A cidade de Olinda é muito cultural, o seu patrimônio arquitetônico é um dos mais belos entre algumas cidades tombadas. Ela é marcada por altos e baixos na sua geografia. Essa cidade começou a ser povoada em 1935, ela foi oficialmente reconhecida como vila por Alvará Régio de 12 de março de 1537. Essa cidade foi quem  iniciou o  desenvolvimento de Pernambuco.
           




      A cidade nasceu e cresceu em volta do alto da Sé. Esse foi o local escolhido por Duarte Coelho para iniciar a povoação na vila, e por ser um ponto estratégico que dava uma boa visualização. O seu donatário fez tudo para que essa terra se desenvolvesse.
           




      Ele fundou o primeiro engenho de açucar, ele desenvolveu a agricultura, estabeleceu um livro de Tombo e em 1577 ordenou a construção de edifício ao funcionamento de Senado da Câmara de Olinda. Esse prédio foi doado ao primeiro Bispo de Olinda Dom Estevam Brioso de Oliveira em 1976, que transformou em palácio episcopal.
            





        Esse título é conservado até hoje. Em novembro de 1676 a igreja da Sé foi elevada a catedral. Olinda está localizada no estado de Pernambuco, e é uma das mais antigas cidades brasileiras. Conhecer a cidade de Olinda é passear por suas ladeiras centenárias, é experimentar a sua arte e muito mais. A beleza natural dessa cidade é ímpar.
             





       Ela foi declarada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela Unesco em 1982. É a primeira capital da cultura dede 2005. O seu carnaval é o tradicional, o de rua. O Frevo, O Maracatu, Os Caboclinhos, O Cavalo Marinho e muito mais, você vai encontrar no carnaval de Olinda. Ela é uma cidade colonial de ladeiras e ruas de pedras com vários mercados para compras.
             





        A sua arquitetura é dos séculos XVl, XVll, XVlll e XlX. Encontramos uma rica gastronomia nessa cidade, várias opções de lazer e um grande comércio, para que os turistas possam comprar.
              





      Em Olinda, a catedral da Sé é o seu cartão postal mais conhecido, o mercado da Ribeira é outro ponto muito conhecido, a Igreja de Nossa Senhora dos Pretos também é muito conhecida. Bom vindo a Recife a capital do Pernambuco, não deixe de conhecer Olinda, essa cidade fica apenas 6 km de Recife.







17 de nov de 2013

LUIS CORREIA

Fonte da imagem: portal costa norte




     A ANTIGA AMARRAÇÃO
         
         


       A cidade de Luiz Correia no estado do Piauí já pertenceu ao estado do Ceará e se chamava Amarração. Esse local tinha esse nome porque era aonde atracavam muitas embarcações para diversos fins.
          



     Amarração, como era um pedaço do território cearense, deixava o Piauí sem saída para o oceano. O Piauí então, para ganhar essa passagem que é de pelo menos 66 km de praias, e que ia servir para que ele fizesse o seu porto para exportar as suas mercadorias, cedeu  para o Estado cearense os municípios de Independência e de Príncipe Imperial, que hoje se chama Crateús.
         



        No ano de 1935, o nome de Amarração foi substituído pelo de Luís Correia. No dia 1 de Janeiro de 1939 aconteceu a instalação oficial do município. Esse território começou ser criado devido ao movimento de diversos pescadores em um mesmo local.
            



       Na guerra dos Balaios, a cidade foi muito importante para os embarque e desembarques de tropas no porto. As embarcações a vapor também contribuíram muito para o desenvolvimento da região, e os grandes navios que estavam nessa rota rumo a países europeus e a Guiana Francesa.
              



       As companhias de navegação construíram grandes armazéns para estocagens de vários produtos comerciais, mas com o passar dos tempos, as grandes marés veio a destruir alguns desses, o que gerou muitos problemas comerciais. Com o crescimento de dunas no local  os habitantes foram obrigados a fugir para outros locais.

             



       O presidente da república Epitácio Pessoa  autoriza a construção do porto na cidade de Parnaíba. Sendo assim, o distrito de Amarração perdeu aquela autonomia de distrito econômico e se integra ao município de Parnaíba.

              



      Hoje, o município Luiz Correia, antiga Amarração, fica a uns 12 km da cidade de Parnaíba. Luiz correia tem belas praias como: a praia de atalaia, pedra do sal, praia do coqueiro e outras. Vale apena conhecer esse território Piauiense.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...