, A ARTE DE NEWTON AVELINO: 02/10/13 02/10/13 - A ARTE DE NEWTON AVELINO

SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

10 de fev de 2013

CULTURA POPULAR

Fonte: Papo de Gringo



A HISTÓRIA DO CARNAVAL NO BRASIL

     

     O carnaval chegou ao Brasil em meados do século XVII, influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como a França, o carnaval acontecia em forma de desfiles urbanos, ou seja, os carnavalescos usavam máscaras e fantasias. 

     Embora de origem europeia, muitos personagens foram incorporados ao carnaval brasileiro, como, por exemplo, Rei momo, pierrô, colombina, etc. Os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos cortejos de automóveis (corsos) surgiram nessa época, mas tornaram-se mais populares no começo do século XX. 

     As pessoas decoravam seus carros, fantasiavam-se e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades, dando origem aos carros alegóricos. O carnaval tornou-se cada vez mais popular no século XX, e teve um crescimento considerável neste período, que ocorreu em virtude das marchinhas carnavalescas (músicas que faziam o carnaval mais animado).

     A primeira escola de samba foi criada no dia 12 de agosto de 1928, no Rio de Janeiro, e chamava-se “Deixa Falar”.Anos depois, a escola mudou seu nome para Estácio de Sá. A partir deste momento o carnaval de rua começou a ganhar um novo formato. Com isso, no Rio de Janeiro e São Paulo, começaram a surgir novas escolas de samba. 

     Organizadas em Ligas de Escolas de Samba, iniciaram os primeiros campeonatos para constatar qual escola de samba era a mais bela e animada. A Região Nordeste permaneceu com as tradições originais do carnaval de rua como, por exemplo, Recife. Já na Bahia, o carnaval de rua conta com a participação dos trios elétricos, embalados por músicas dançantes, em especial pelo axé.

CULTURA NORDESTINA




DO SERTÃO AO LITORAL
    

    O artista como de costume focaliza e enfatiza os temas regionais, como todos já sabem. O Nordeste tem uma cultura vasta e riquíssima  a cada exposição o tema é um só, a própria região.

    Na exposição no mês de junho, o artista foi convidado para participar do projeto piloto que há na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, a assembleia cultural.

     Entre outros projetos focalizou sertão nordestino ao litoral  mostrando toda riqueza da cultura do homem nordestino, com suas danças, o seu folclore e  músicas. Na verdade o artista produz em suas telas a transformação desse povo tão inteligente, lindo e rico em cultura, bem como  a pureza e alegria de um povo bravo e solidário.

     O artista também foca o homem do litoral que além de ser um povo hospitaleiro e rico culturalmente,  pulsando nas veias de um povo que já nasce fazendo cultura, pois o artista não se faz artista, o artista  ele nasce artista.

    No momento atual precisamos recordar o passado, pois sem o passado não existe presente, sem o presente não existe futuro, só assim é que o homem se torna saudosista, para que ele próprio faça parte de uma cultura e de um povo.

    Assim é que se sente o nordestino. E foi com esse propósito  que o artista Newton Avelino veio nessa exposição mostrar toda saga e arte de um povo que tanto contribui para o Brasil e para o mundo, com a sua cultura. Isso faz desse povo um povo lindo simples e rico culturalmente.



                                 






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...