, A ARTE DE NEWTON AVELINO: 06/22/13

Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    SEGUIDORES

    Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

    22 de jun de 2013

    MARINAS






    UNIVERSO DE CORES 
               
                 


            Nos anos 2000 Newton Avelino veio abrilhantar a sua carreira artística com mais essa bela obra. A linguagem e a temática que o artista emprega nessa pintura, mostra todo arrojo, traços e cores que ele usou nesse quadro.
                 


            
           Ele tem um estilo próprio, e tem uma linguagem muito regional já que a temática aplicada, fala sobre a história de pescadores do litoral do nordeste do Brasil. Essa é uma das obras do artista que fez parte da sua exposição "Do sertão ao litoral", e que o artista teve que produzi-la para demonstrar todos os costumes e tradições desses pescadores do mar.
                 



            A sensibilidade e todo o talento que Deus deu pra esse artista, ele faz questão de mostrar para os amantes de sua arte que todas as suas obras, que  o mérito é de Deus. O artista diz que é apenas um coadjuvante das obras de Deus, e como artista popular e autodidata, só faz assina-las.
                 



            Essa obra hoje já não pertence mais ao acervo do artista, e sim, a uma clínica médica em natal-rn Brasil. Para ele, considera que cada obra executada é como um filho que cada artista gera entre tintas e pincéis. Hoje ele está preparando novas obras para a sua próxima exposição no próprio nordeste, a cidade ainda é incerta mas pode ser escolhida no tempo certo.
                 



             Newton Avelino, sempre agradece a Deus por ele lhe dá a oportunidade de está pintando coisas sem apelação e mostrando para as pessoas amantes das artes, que o importante é colorir o mundo passando mensagens de esperanças e de apoio as pessoas que procuram por uma sociedade mais justa e menos desigual. Essa sempre é a mensagem do artista.



     

    QUEBRA POTES


                                                           Fonte da imagem: maltanet
                                                                  


                                   ROMANTISMO E ARTE
                           


             
            O Folguedo junino quebra pote é antes de mais nada uma brincadeira ingênua a onde as pessoas colocam duas forquilhas e um travessão apoiado em cima das mesmas, nesse travessão coloca-se um pote de barro  pendurado cheio de prêmios como doces e outras coisas para as crianças, o recheio vai muito da imaginação dos organizadores da festa. 
                  


            O mais impressionante é que adultos, idosos e crianças que participam da festa, ficam ansiosos para verem o pote ser quebrado, mas o mais impressionante é a curiosidade dessas pessoas para saber o que tem dentro desse pote.
                  


             A imaginação fértil das pessoas é legal porque o fuzuê da gritaria orientando a pessoa que está com os olhos vedados e com o porrete na mão, para que ele acerte o pote. Quando o pote é quebrado corre todos para pegar as guloseimas e outros objetos que estejam lá dentro.
                  


            Esse folguedo realmente é uma tradição nas festas de são joão que acontecem no nordeste. Essa festa é uma das mais ingênuas do são joão nordestino. Ele é feito para todos sem distinção de idade cor ou crédulo. Em todo nordeste você vai constatar esse folguedo e vai ver que ele já vem de muito anos e que faz parte da cultura popular do nordeste.


    EXPLOSÃO DE CORES


                                                    
                                                  



                                       UM ARTISTA DE OFÍCIO
                              
                  


          Uma obra do artista Newton Avelino feita para o cenário do programa virtual que tem como  apresentadora Luciana Oliveira, Este programa é aos sábados na Simtv. O artista se preocupou em fazer uma obra que fosse de vanguarda e que desse ao programa uma roupagem bem cultural de acordo com o programa.

              


          Newton Avelino, é um artista que sempre gosta de trabalhar com o cultural e com as diversidades do dia a dia, e com o social de seu povo. Nesse painel foram pintados alguns dos personagens da sociedade nordestina e do sertão dessa região.

               


          O nordeste tem como alguns dos símbolos culturais o sanfoneiro, o vaqueiro, o violeiro a rendeira o pescador e outros personagens que faz parte do nordeste brasileiro, tanto do sertão, quanto do litoral. Então o artista teve a sensibilidade de pintar nessa obra a cultura popular do seu povo.
             
               


           Na verdade essa é uma obra muito especial que o artista teve o prazer de fazer, porque ela vai sendo mostrada através da tv para as pessoas que não tem condições de irem a galerias ou a museus. 



            O seu trabalho sendo mostrado dessa maneira para as pessoas quebra todos os paradigmas de que  obras de artes tem que está só em galerias. Ele entende que elas  precisam está mais próxima da sociedade menos favorecida.




                

    BERIMBAU



                    
                                                        fonte da inagen :Timbocapoeira
             
                        


                                MAIS QUE UM INSTRUMENTO





                    O surgimento do berimbau foi há quase vinte mil anos dizem os mais estudiosos. O instrumento é milenar, ele nada mais é do que um arco parecidíssimo com um arco para usasr para atirar flexas e que deu origem ao arco musical. De qualquer forma, o instrumento deve ter chegado ao Brasil na época da colonização, já junto com os primeiro escravos.

             
              

             No Brasil o berimbau passou a fazer parte como elemento típico de capoeira. Ele só entrou nas rodas de capoeiras no século XX. No nordeste ele é feito de um arbusto chamado briba que é fácil de de envergar. Na sua base usa-se a cabaça para servir como uma caixa de resonância que extrai o som, o percursionista usa uma baqueta e uma moeda pequena para extrair os sons do instrumento nas rodas de capoeiras.

                
              

             A palavra capoeira vem do tupi. Hoje o berimbau é tocado em todo o mundo. A origem do berimbau é angolano, quando ele entrou no Brasil na época da colonização ele foi popularizado nas rodas de capoeiras no nordeste. No Brasil o berimbau também é conhecido por vários nomes, urucungo, rucungo, gunga etc. A afinação depende muito da aprovação do mestre da roda de capoeira, por isso as regras quase não existe.


             









     



                          


    A LITERATURA DE CORDEL


                                                                              fonte da imagem: senado.gov.
                                         
                                                         
                                       

                                      FORMAS E RIMAS


               

          O cordel é um tipo de poesia popular, ele é impresso em folhetos rústicos colocados à venda pendurados em cordas, daí veio a origem do nome. Na literatura de cordel, geralmente as histórias vem narrando o cotidiano do nordeste. Eles são feitos em formas de rimas e os poemas são ilustrados em xilogravuras. As estrofes mais comuns são as de dez.

                


            Os cordelistas recitam versos acompanhados de violas. A literatura de cordel, está ligada a outras culturas europeias que desembarcaram no Brasil a partir do império, desde a idade média, e começou com o romanceiro luso espanhol e do renascimento. No Brasil, o cordel se popularizou mesmo foi no sertão nordestino e são geralmente vendidos em feiras, mercados e em sebos, pelos próprios artistas ou outros. Em outros estados brasileiros são comercializados em lojas que tem produtos tipicamente nordestinos.

                


            Esses artistas populares, que são os cordelistas, criam versos improvisados de qualquer acontecimento ou alguém que eles queiram falar. São formas variadas de todos os tipos. O cordel existe também em prosa em uma parte da europa, como: Itália, portugal e espanha. Na américa central tem o méxico que também tem toda a história de cordéis de prosa. No Brasil o nordestino soube dá uma roupagem toda especial a essa forma de cultura e de arte, mostrando que o cordel realmente se tornou uma parte de sua cultura.









    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    GOSTARIA DE ASSINAR O NOSSO FEED?

    100% gratuito

    RECEBA AS ATUALIZÇÕES DO NOSSO BLOG DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO BLOG