, A ARTE DE NEWTON AVELINO: 05/29/14

Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    SEGUIDORES

    Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

    29 de mai de 2014

    SERTÃO CULTURAL

                                    
                                                                                           Fonte da imagem: crato
                                                             


                                                                                  
                                                     CULTURA DO SERTÃO
        



        As Bodegas que existiram e ainda existem no sertão do Nordeste brasileiro, fazem parte da história dessa região. Elas eram a opção e a melhor forma que os sertanejos tinham de comprar os seus alimentos e algumas bugigangas que eles precisavam em casa.

        
        No sertão, essas mercearias sempre foi ponto de paradas, tanto para quem mora nos vilarejos ou para quem mora nos sítios e fazendas da região. Essas bodegas eram rústicas de tal forma que o pão ainda era enrolado com papel grosso de embrulho, ou você ainda comprava tudo pela metade como, por exemplo: Meio quilo de feijão, de arroz, farinha etc.

         

         Nessas Bodegas de tudo um pouco existia lá. De fumo a pavio de candeeiro, de prego a alpargatas de rabichos, ou até mesmo chocalho para animais. Essas bodegas eram realmente um shopping de antigamente, de tudo tinha um pouco.

          

          As suas prateleiras eram cheias de cachaças de todos os tipos e gostos, a escolha dos clientes. De cocadas a rapadura, de brote a bolacha de leite do sertão, tudo isso você podia achar nessas maravilhosas vendas. O sertanejo sempre foi criativo e para o lado de comércio, aí é que ele dá um show. Ele só precisa de capital para investir um pouco.

          

          Era muito comum ver esse tipo de comércio nos confins do Sertão do Nordeste do Brasil. Nessas mercearias era comum se comprar fiado realmente. As cadernetas eram o cartão de créditos que os sertanejos usavam nesse caso aqui. O bodegueiro vendia realmente fiado porque os sertanejos que compravam, honravam realmente os seus compromissos com aquele comércio.

          

          O balcão dessas bodegas eram o máximo, além de ser de madeira maciça ele tinha uma tremenda balança com vários pesos ao lado que eram usados para pesar cada produto adquirido por quem ia comprar. Dentro daquelas bodegas a gente podia ver o querosene da marca jacaré, os sacos de farinha, feijão e arroz.

          

          Também os bodegueiros vendiam em suas bodegas chumbo e pólvora para espingardas de soca que eram muito comuns na época para caça no sertão. O proprietário tinha a mania de colocar a caneta entre a orelha e ainda tinha a mania de ficar batendo papo, jogando conversa fora com os clientes.

          

         Essas maravilhosas mercearias a gente podia encontrar a famosa mortadela, queijo coalho junto com algumas tranças de alho branco e roxo e uma variedade de muitas bugigangas. As bodegas fazem parte da história do sertão do Nordeste.

    NORDESTE BRASILEIRO


                                                                    Fonte da imagem:umbuzada
                                       






                                             HISTÓRIA DO NORDESTE BRASILEIRO









          Canudos é um município brasileiro que fica situado no sertão da Bahia, localizado no Nordeste do Brasil. A cidade atual de Canudos, já é a terceira Canudos da região. A primeira foi feita no século XVlll às margens do rio Vaza-Barris, ela foi feita como uma pequena aldeia na fazenda Canudo

        



        O Nordeste no final do século XlX, tinha uma seca terrível, fome, violência e um abandono político que afetava os nordestinos. Realmente a região era muito precária e pobre. Essa situação afetava principalmente a população mais carente da região. A grave situação foi desencadeada um grave problema social.

         



          O conflito começou no ano de 1896, no sertão baiano. O governo da Bahia pediu apoio Federal para conter essa situação formada por fanáticos, jagunços e muitos sertanejos famintos e sem empregos. Antônio Vicente Mendes Maciel, conhecido como Antônio Conselheiro, era um beato.

          



         Ele nasceu em Quixeramobim no Ceará, e foi um líder religioso e social brasileiro. O Beato Conselheiro era considerado um fora da lei pelas autoridades nordestina. Os jagunço e fanáticos e outros foras da lei, começaram a seguir o beato Antônio Conselheiro, depois de um certo tempo eles usavam de violência nas comunidades saqueando e fazendo tudo que não presta em nome de uma ideologia que não tinha muito haver.

          



         O Beato passou mesmo a ser conhecido só depois da Proclamação da República, ele liderava aqueles movimentos no sertão baiano. Ele acreditava que eram um enviado de Deus para acabar com as ideias e as diferenças sociais, e também os pecados republicanos, entre alguns, estavam o casamento civil e cobranças de impostos.

          



        O governo federal, com auxílio de tropas locais, organizou uma ofensiva militar contra o arraial liderado por Conselheiro. O conflito armado, conhecido como "Guerra de Canudos, ocorreu entre 1896 e 1997". Só no quarto confronto foi que essa guerra se deu por finalizada. O cerco foi tão grande que quem morava no arraial, não tinha nenhuma chance de ir à busca de qualquer tipo de alimentos e muitos morreram de fome, ou eram baleados tentando fugir do cerco que havia no arraial.

          



         O massacre foi de tamanha proporção que nem mulheres, crianças e idosos escaparam dele. Só na quarta tentativa de invasão das tropas federais e estaduais e de algumas regiões do Brasil, foi que a guerra de Canudos chegou ao fim. O beato Antônio Conselheiro foi morto durante a batalha em 22 de setembro de 1897, com ferimentos causados por granada. Hoje a cidade de Canudos já a terceira Canudos. A sua história fica para novas gerações de Nordestinos.

      




        
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    GOSTARIA DE ASSINAR O NOSSO FEED?

    100% gratuito

    RECEBA AS ATUALIZÇÕES DO NOSSO BLOG DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO BLOG