. ARTE E CULTURA POPULARA ARTE DE NEWTON AVELINO: 10/29/14

Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    SEGUIDORES

    Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

    29 de out de 2014

    ESTRADAS DO SERTÃO NORDESTINO

                         
                                       Fonte da imagem: terrasnordestinas
                                                      



                                            PAISAGENS SERTANEJAS
               




           Passei a olhar o meu nordeste de outro ângulo para saber se era verdade o que diziam de tão ruim dele, mas vi que a região a onde eu nasci e moro, não era nada do que falavam. Vi que a minha região, é uma região bela, de pessoas lindas, de fibra e muito hospitaleiras, vi também que somos um celeiro potencial em todos os aspectos, no que se refere à cultura, tal como: Nas artes, na culinária, no turismo, na sétima arte, na poesia, na música e dança. Somos alto-suficiente em energia limpa e renovável, somos exportadores de alguns produtos, e que só me orgulha muito, em ser dessa terra abençoada por Deus.
         
         




            Indo um pouco além da minha imaginação da minha infância e de uma autocrítica, vejo nas estradas dos sertões, as maravilhas de um povo que antes de tudo, é um forte e trabalhador. As paisagens sertanejas do sertão nordestino é um colírio para os olhos, tanto dos nativos como também dos viajantes ou turistas.
         
          




           Nessa terra, já nasceu muitos artistas, nessa terra já viveu muitos menestréis, nessa terra, já lutaram muitos homens valentes, nessa terra já teve palcos de batalhas e nessa terra a sabedoria do sertanejo dominou para perpetuar a criação e o criador.
        
           




             Nos caminhos do meu sertão, vejo a aroeira, vejo o meu mandacaru, vejo o juazeiro, vejo à macambira, e vejo o xiquexique, vejo também o vaqueiro, vejo seu moço, as plantas secas no tempo da estiagem, e vejo o verde nos tempos da invernada, vejo o gado do rico e do pobre, vejo também a asa branca voando pelas paisagens do meu sertão, vejo o sanhaçu, e também vejo o anum, vejo os marrecos nos canários das paisagens desse sertão, eu vejo o cantador o agricultor e as lavadeiras, vejo o meeiro e o vaqueiro trabalhando nesse sertão de meu Deus, por fim vejo muita gente boa sorrindo a toa e distribuindo alegria por onde passa.
       
           




             Essas são as paisagens do meu sertão. Sertão que tanto eu amo de paixão, sertão da minha terra, sertão da nossa terra. Vindo ao nordeste seu moço, procure conhecer o sertão, o sertão da nossa gente, o sertão de homem forte e inteligente, sertão de homem bom e hospitaleiro, sertão seu moço, de homem brasileiro.

    ÁRVORE IMPONENTE: O JUAZEIRO

                          
                                           Fonte da imagem: linemarienobrasil
                                                        




                                        ÁRVORE FRONDOSA DO SERTÃO
      





         O juazeiro é uma árvore sombrosa e oponente no sertão nordestino e no cerrado. Ele é uma das árvores nordestinas, que sempre está verdinha e fazendo muita sombra, tanto para os animais, como para as pessoas.
       





         O mesmo serve também de abrigo para animais, nesse sertão seco de meu Deus. Essa árvore é da família Rhamnaceae. Ele é típico da região da caatinga, e pode atingir de 5 a 10 metros de altura. A largura do seu tronco chega até 50 cm de diâmetro.
       






          Suas folhas têm camada de cera, e suas flores são amareladas, os seus frutos são comestíveis e muito saborosos, eles são arredondados e amarelados.  Essa planta pode viver até 100 anos. Essa planta tem outros benefícios, não só em sua sombra e seus frutos, mas têm os benefícios medicinais, como as cascas do seu caule que é muito usada em garrafadas e chás.
       






           Suas folhas são muito usadas em cozimento, para lavar cabelos, e que também serve para combater caspas e piolhos. Também tem um pó que é obtido da entrecasca da árvore para ser utilizado como pasta de dente.
       






             A indústria vem incluindo as propriedades medicinais do juazeiro, em diversos produtos de higiene e estética. Na verdade mesmo, esse símbolo da caatinga, é cantado em versos e prosas por vários artistas sertanejos, com Luiz Gonzaga, o rei do baião, por Dominguinhos e outros.
       






            Por aí você como essa planta é admirada e respeitada pelos nordestinos. O juazeiro é uma planta, que as suas raízes sempre vão buscar água no subsolo, por isso é que essa planta sempre é verdinha, tanto faz está na seca como inverno.
       






            Ela é uma planta muito oponente no sertão e no serrado. A paisagem do sertão do nordeste brasileiro, só é bonita, com a presença dessa linda planta. Já cantava o rei do baião, Luiz Lula Gonzaga, “Juazeiro, Juazeiro, me responda, por favor, Juazeiro, velho amigo, onde anda o meu amor. Ai, juazeiro ela nunca mais voltou, diz juazeiro onde anda meu amor.”
       






           Então essa planta desperta até os poetas, não sou eu quem vai dizer que ela não é símbolo do nordeste, Ela é sim, símbolo nordestino, assim como o chapéu de couro, o mandacaru e outros tantos. O juazeiro é nosso, o juazeiro é do nordeste, planta forte e oponente.
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    GOSTARIA DE ASSINAR O NOSSO FEED?

    100% gratuito

    RECEBA AS ATUALIZÇÕES DO NOSSO BLOG DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO BLOG