, A ARTE DE NEWTON AVELINO: 06/20/15

Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    SEGUIDORES

    Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

    20 de jun de 2015

    SÃO JOÃO NO SERTÃO

                                                                   Fonte da imagem: expressopb

                                                   

                                  
                              DECORAÇÃO JUNINA


        
       Eu vou falar um pouco das festas juninas pelo meu nordeste. Sei que a diversidade de decoração na época de São João é enorme, e sei também que as pequenas cidades nordestinas essa festa são mais tradicionais do que nas cidades maiores do nordeste. Porque isso?  


       Eu acho que é porque as pessoas do sertão preservam a sua cultura, e que esta festa faz parte de um contexto dentro da comunidade destas cidades, principalmente aquelas menores e que tem algum tipo de incentivo seja ele qual for, ou por parte da iniciativa privada ou por parte de algum setor público, assim a tradição e a cultura vão se perpetuando dentro da história de um povo, seja ele da cidade pequena, média ou grande. 

       

       No Nordeste, é claro que vai ter muita festança, é a cultura se perpetuando através destas festas e dos seus costumes. Bem, mais o que importa é que na maioria das cidades sertanejas desse meu imenso Nordeste, elas ainda preservam a cultura e preservam o autêntico São João. É lindo ver a decoração junina e o empenho das pessoas destas cidades em decorá-las para a festa de São João.  

       

        As decorações dessas cidades de pequeno porte é um colírio para os olhos dos visitantes quando se depara com tanto colorido, sejam nas diversidades de cores das bandeirinhas, como também dos balões e de todo um clima que paira nessas ornamentações. Já as roupas típicas das festas juninas, elas estão relacionadas ao modo de se vestir as pessoas que moram na zona rural, isso já há décadas atrás. 

       

        Completando todo esse ambiente cultural, e que a gente se depara com instrumentos musicais como a sanfona, zabumba, pandeiro e cavaquinho, que dão um espetáculo a parte nessas festas. Também temos a fogueira, um símbolo marcante das festas. Além de muito forró a noite toda, nós também temos as brincadeiras que são feitas nessa época tais como: corrida do saco, que é um tipo de corrida que cada brincante entra em um saco grande, que vai até a cintura e aposta corrida pulando dentro dele, com os dois pés juntos, até a linha de chegada. 

       


        Corrida do Saci: São traçadas duas linhas paralelas e distantes uma da outra. Na primeira os participantes tiram os sapatos e eles são levados para trás da linha de chegada, onde são misturados. Quando é dado o sinal, todo mundo sai pulando com o pé esquerdo até a outra linha. Chegando lá cada um tem que achar e calçar seu sapato e tem que voltar pulando com o pé direito. Vence quem chegar primeiro e estiver calçado de modo correto. Também tem a pesca da maçã, que em uma bacia com água, colocam-se algumas maçãs. 

       


        Cada participante coloca as mãos nas costas e tenta morder uma maçã. Quem conseguir, ganha um brinde. Nas festas juninas a gente ver que existe várias brincadeiras e que temos diversos meios das pessoas se divertirem. Essa é uma festa que temos muito forró, fogueira queimando, quadrilhas juninas dançando, comida na mesa e um céu colorido com a queima de fogos. O São João do Nordeste é assim com muita tradição.



    COMIDAS TÍPICAS

                                                                           Fonte da imagem:biossaude

                                                          


                                     CARDÁPIO JUNINO




         As festas juninas chegaram, e com elas vêm os fogos de artifícios as comidas típicas da época, e tudo que está dentro do contexto junino. A culinária nordestina já é um manja, e quando acrescentado as comidas doces das festas juninas, é aí que a gente ver o quanto essa cozinha nordestina é saborosa e aromática. 

       No cardápio das festas juninas tem algumas comidas e bebidas que não podem faltar, pois elas já fazem parte da cultura nordestina.  A época da colheita do milho, no Nordeste, é na mesma época do São João. O milho é a principal matéria prima para algumas comidas, tanto na época junina quanto em todo o período do ano. 

       O nordestino tem em seu cardápio, o milho como uma fonte de sabor e de energia para a sua sobrevivência da sua alimentação diária. Por tanto no mês de junho, o cardápio todo é à base do milho tais como: o curau de milho a pamonha, canjica, cuscuz, bolo de milho, broa de fubá etc. Depois do carnaval, esta é a festa mais esperada pelos Nordestinos, pois ela atrai milhares de turistas para o Nordeste, além de mostrar que as festas juninas no Nordeste, são as mais tradicionais de todo Brasil. 

       Esta tradição faz parte das comemorações, e é isso que alegra o povo do nordeste brasileiro nessa época. Nessa festa, além das comidas chamarem atenção, tem outros itens da festa que fazem partem de todo um ritual cultural, como a fogueira, as bandeirinhas coloridas de papel enfeitando os arraiás, quadrilhas juninas com roupas coloridas e lindas coreografias, também têm muito forró, barraquinhas com todos os tipos de comidas e bebidas para oferecer para os participantes e para os visitantes. Estas festas em algumas cidades do interior do nordeste, elas são organizadas por populares e também por algumas prefeituras. 

       A queima de fogos de artifícios é um colosso que abrilhanta também o ambiente e à festa, deixando os céus mais colorido e mais alegre. A festa Junina ou o “São João, eu considero uma das mais importantes, ou a mais importante, primeiro porque em cada casa as pessoas se preparam, enfeitam as ruas montam quadrilhas juninas e fazem um arraiá em cada bairro. Segundo porque além das pessoas se reunirem para fazerem comidas típicas, elas participam mais diretamente com o público, fazendo com que a festa fique mais harmônica e mais familiar. 

       E terceiro, porque em cada casa dessas cidades nordestina, essa festa no mês de junho é comemorada de todos os jeitos e todos os meios. No mais longínquo torrão do Nordeste brasileiro, sempre existirá uma fogueira, uma quadrilha junina, muitas comidas típicas e bastante foguetório. Venha para o Nordeste conhecer o São João dessa região brasileira a onde as festas Juninas são comemoradas o mês inteiro.     







    A CAPITAL DA FÉ

                                                                     Fonte da imagem: oestadoce

                                                 


                                  A CIDADE DOS ROMEIROS

       


         


          A cidade cearense de Juazeiro fica ao sul do estado cearense, ocupa uma área de 248 KM² e tem uma população de quase 300 mil habitantes. Esta cidade é conhecida pela sua movimentação religiosa e tem na figura do Padre Cícero Romão Batista um marco na construção da religiosidade, do seu povo e de toda região do cariri cearense. 

       





          Este sacerdote chegou à região cavalgando em jumento, a onde nesta época distante era apenas um arraial, só algumas casas de tijolos e uma pequena capela, isso em abril de 1872. Hoje Juazeiro é considerado um dos maiores centros religiosos popular da América Latina, pelo menos esta cidade recebe 1,5 milhão de fiéis por ano. Juazeiro fica quase na divisa com o Pernambuco, e está a 565 Km de Fortaleza, a capital cearense. 

       





          O nome de Juazeiro do Norte foi para diferenciar da outra cidade que se chama Juazeiro e que está situada no estado da Bahia.  Juazeiro do Norte tem pontos turístico tais como: A igreja Matriz Nossa Senhora das Dores,  a capela Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, o memorial do Padre Cícero, o museu vivo da cultura Nordestina, o Santo Sepulcro, a Muralha da Guerra de XIV e a Via Sacra E a própria Colina do Horto a onde está a estátua do Padre Cícero. Além de toda a religiosidade da cidade de Juazeiro, esta cidade respira artesanato. 

       





         Você vai ver isto no Centro de Cultura Popular Mestre Nonza, as pessoas podem acompanhar o oficio dos artesãos. Eles confeccionam e comercializam peças em madeiras. A cidade de Juazeiro também é um importante pólo agropecuário calçadista e de variados artigos folheados a ouro. A economia desse município proporciona a realizações de eventos de grande porte para esta região tais como: A Feira de Negócios do Cariri e a Feira de Tecnologia e Calçados do Cariri. Como a gente ver, não é a toa que esta linda cidade que respira prosperidade econômica e turística, é a segunda maior cidade do Ceara. 

       





          Juazeiro proporciona para os turistas que lá visitam, uma culinária bem peculiar e bem nordestina como o Baião de Dois com piqui, Queijo da Terra e Carne de Sol com Macaxeira. Os visitantes também podem prestigiar nesta cidade o Reisado, Bumba meu Boi, Mineiro Pau, Lapinha etc... Estas manifestações populares é uma tradição da cidade. Vindo ao Nordeste, procure conhecer Juazeiro do Norte.


    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    GOSTARIA DE ASSINAR O NOSSO FEED?

    100% gratuito

    RECEBA AS ATUALIZÇÕES DO NOSSO BLOG DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO BLOG