. ARTE E CULTURA POPULARA ARTE DE NEWTON AVELINO: 08/25/15

Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    SEGUIDORES

    Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

    25 de ago de 2015

    ABELHAS SEM FERRÃO

                                          Fonte da imagem: educammc13

                                           MEL NATIVO DO SEMIÁRIDO     

        A abelha jandaíra é uma abelha sem ferrão, responsáveis pela polinização de 60% das plantas da caatinga, bioma da região nordeste brasileira. Essas abelhas também são encontradas em alguns pontos da mata atlântica. Pesquisadores falam que um terço das espécies dessas abelhas, está correndo risco de extinção. 

       A degradação do eco-sistema brasileiro é um dos motivos. É muito importante a conservação delas porque elas são responsáveis pela perpetuação da floresta e sua biodiversidade, como polinizadoras. Esse extrativismo predatório desenfreado e o desmatamento sem controle reduz as colônias, infelizmente. Ela é encontrada nos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará e Pernambuco, tendo a cidade de Mossoró o maior número de meliponicultores dessa espécie. 

       Elas produzem em ocos de árvores nativas da caatinga, e são encontradas principalmente em imburanas (Commiphora leptophloes – Burseracea e pela caatinga (Caesalpinia microphiylla – Leguminosae). A criação dessa espécie é uma atividade nobre, economicamente viável e sustentável. Devido elas não terem ferrão, sua criação se dá sem a necessidade de grandes estruturas ou mesmo sem precisar de roupas de proteção. 

       Elas são encontradas nas zonas rurais em beirais de casas. A criação em cativeiro dessas abelhas, é antes de tudo contribuir para a preservação da caatinga, além de ser uma atividade prazerosa. Esse mel nativo do semiárido, muito conhecido pelas suas características medicinais, ele não é muito disseminado pela baixa produtividade, mas é um importante reforço para o orçamento de pequenos produtores. 

       No Nordeste brasileiro usa-se o mel da abelha Jandaíra para colocar sobre feridas, curar conjuntivites, dor de ouvido e outras enfermidades de doenças de origem bacteriana. A colméia da Jandaira produz um litro de mel por ano, já a africana uns cinqüenta litros. Isso tem um motivo, a abelha Jandaira em sua colméia tem em média mil abelhas, ao passo que a africana em sua colméia tem oitenta mil abelhas. 

       Essas espécies vivem em colônias compostas por muitas operárias, que são responsáveis pela construção e conservação das colmeias. As jandairas são abelhas dóceis e de fácil manejo, fabricando um mel de raríssima qualidade e de alto poder medicinal. Talvez a diferença dessas abelhas para as africanas seja esta.



    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    GOSTARIA DE ASSINAR O NOSSO FEED?

    100% gratuito

    RECEBA AS ATUALIZÇÕES DO NOSSO BLOG DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO BLOG