, A ARTE DE NEWTON AVELINO: 08/29/15 08/29/15 - A ARTE DE NEWTON AVELINO

SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

29 de ago de 2015

ÍNDIOS DO SERTÃO PERNAMBUCANO

                                         Fonte da imagem: opkrieka

                                A MAGIA DA CRENÇA                                                     
   Os índios Pankararu fazem parte de um grupo mais amplo e são conhecidos como índios do sertão, ou tapuia. Uma dessas aldeias está localizada em Jatobá no sertão pernambucano. 

   A história deles remete a políticas públicas e ações missionárias desde o início da colonização portuguesa, forçando a todos eles a deslocamentos de aldeias, impondo a convivência e a posterior indiferenciação de etnias diversas na região. 

   Os direitos fundiários não foram respeitados no reconhecimento oficial da terra indígena Pankararu. Depois de alguns anos foi reiniciado o processo de ampliação dessa terra. O sistema da cultura consiste no ritual do Toré  e no culto aos Encantados. Eles sempre fizeram oposição aos Tupis da Costa e ao Jê dos cerrados a Oeste. 

   Das doze etnias indígenas existentes em Pernambuco, sete se concentram no Sertão de Itaparica. Algumas dessas etnias acreditam na força encantada presente nos escolhidos para vestir os fardamentos dos pés a cabeça, e que é feito de fibra do caroá. 

   Eles realizam eventos ao longo do ano e que contam com a participação dos Praiás, a exemplo da corrida do umbu, que ocorre no mês de março, isso acontece nessa data porque é a data da safra do umbu, então a partir do momento que eles encontram o primeiro umbu maduro, é início do começo da safra, é aí a onde começa todo o ritual. 

    A população dessa etnia é de 4.146 índios, ocupando uma área de 14.294 ha. No início do século XVll foi quando começaram a haver os primeiros contatos, foi através dos missionários. A base econômica deles é a agricultura e a comercialização do que é produzido, isso não é suficiente para que eles sustentem as suas famílias, tendo que complementar com outras atividades tais como: o artesanato ou de transformação. 

   A produção deles é fruto de toda família, inclusive da participação das crianças, ao contrário de outros grupos, não se ouviram notícias de índios sem terra. A atividade que predomina entre essas etnias, é o cultivo da terra, ela é a principal ocupação do chefe de família, havendo participação de filhos e mulher. 

   O artesanato Pakararu é quase todo ele exclusivamente feito pelas mulheres. Elas transformam a palha, cipó e o barro em artesanato de primeira linha. Os Pakararus são os índios do sertão do Nordeste brasileiro.


LUGARES DO RN



                                           
                           UMA ENSEADA MARAVILHOSA

 
    O Estado do Rio Grande do Norte tem um litoral belíssimo e que proporciona para seus visitantes e para os nativos, lugares maravilhosos, tanto para a prática de esportes náuticos como para o lazer. Esta região litorânea desse estado é tão bela quanto o restante do litoral nordestino. 

   Vamos falar de uma praia maravilhosa que fica na região norte do estado. Com areias finas, coqueiros e muita natureza, a praia de Porto Mirim fica distante de Natal, a capital do Rio Grande do Norte, cerca de uns 50 quilômetros, esta praia pertence ao município de Ceará Mirim. Com um toque paradisíaco feito pela natureza e que Deus deixou para os homens, ela tem águas calmas e mornas, possui piscinas naturais, recife de corais que só enriquece o toque de beleza, e que faz com que turistas e nativos se apaixonem pelo local. 

   A praia de Porto Mirim tem uma bela enseada e uma vista deslumbrante. Ela recebe uma grande quantidade de turistas o ano todo, e de todos às partes do mundo. Com águas cristalinas e mornas, e um belo coqueiral, esta praia é um belo roteiro para quem quer conhecer belezas naturais ainda preservadas pelo o homem. 

   Ela tem como atrativos passeios de buggy, de cavalos e prática de pesca. Com um clima tropical e uma brisa provocada pelas águas do mar, este paraíso é um atrativo para quem lhe visita. Este local tem muitas casas de veraneio, algumas pousadas e poucos restaurantes, que servem para os turistas pratos a base de frutos do mar. 

   É bem legal se ver os pescadores puxando a rede de arrasto e trazendo peixes para sua sobrevivência e para o comércio.  Esta praia é um local realmente para relaxar. Para você que quer conhecer esta praia maravilhosa é só pegar a BR 101 em natal, fica entre a praia de Jacumã e Muriú. Chegando a Natal, procure conhecer esta linda praia, de águas claras e mornas e de uma beleza ímpar. Procure um guia autorizado e que lhe forneça todas as informações necessárias.       

CARTÃO POSTAL DO SEMIÁRIDO

                                                    Fonte da imagem: worldmapz
                                           
                       





                               

                          

                                    OBRA DIVINA NO SERTÃO NORDESTINO
                                            

    





     Uma das regiões do Brasil que tem mais açudes é a região nordeste, isso porque é uma das formas mais eficaz de se combater a seca no semiárido nordestino. Essa forma de combater a seca é bem praticada nessa região. Também existem outras formas de combate as secas que são as construções de barreiros, cisternas, e outros. 

  





     Dentre alguns estados Nordestinos, o que se destaca mais em quantidade de açudes é o estado do Ceará. Em todo o Nordeste brasileiro vemos grandes obras feitas pela engenharia desse país, e vemos também que todos eles além de cartões postais encravados no semi-árido, eles matam a sede de milhares de pessoas e ainda servem como área de lazer para o sertanejo

   





      Essas obras primas são a salvação do homem que vive no campo, e que precisa de suas águas para consumo próprio, para o consumo de animais e para a agricultura. Sem isso, não tem geração de emprego e renda, porque no sertão, tudo é gerado em função dessas águas. Vamos falar de uma obra prima da engenharia brasileira que eu já tive o privilégio de conhecer, que é o açude do cedro que fica na cidade de Quixadá no estado do Ceará

   





     Ele foi uma das primeiras grandes obras de combate à seca, que foi feita pelo Governo Brasileiro. Ele foi construído no império, quando a ordem foi dada por D. Pedro ll, quando a região foi assolada por uma grande seca entre os anos de 1877 a 1879. Essa seca teve um grande impacto social e econômico nessa região, na época. 
   





     Essa obra é a primeira obra hidráulica moderna do continente sul americano. A estrutura barra o rio Sitiá e tem capacidade de acumular 125.694.000 m³ de água. Engenheiros que participaram da construção foram o Britânico Jules Revy, Ulrico Mursa e Bernardo Piquet Carneiro. Foram mais ou menos 25 anos para terminarem a construção dessa grandiosa obra, eles usaram a mão de obra dos flagelados da seca. 

   





     Devido à importância histórica ele foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico. O açude do Cedro dispõe de locais para banho, pescaria e prática de esportes náuticos. Você também tem uma vista panorâmica da Pedra da Galinha Choca. Uma linda formação rochosa que serve de inspiração para turistas, poetas e nativos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...