. ARTE E CULTURA POPULARA ARTE DE NEWTON AVELINO: 01/02/16

Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    SEGUIDORES

    Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

    2 de jan de 2016

    CORDEL

    Fonte da imagem: apoesc



    UMA TRADIÇÃO MILENAR


          
         
         Não adianta falar de cultura nordestina se não falar da cultura dos folhetos, também conhecida no Brasil como literatura de cordel. Esse gênero literário popular escrito frequentemente na forma rimada, normalmente impresso em livreto de 08, 16 ou 32 páginas, o seu tamanho não costuma ser maior que as palmas da mão. 


      Essa forma de demonstração artística popular é encontrada facilmente nas feiras livres do nordeste brasileiro. O cordel é uma vertente diferente de outras formas de literatura, isto é, surge da fala comum de pessoas simples e também das histórias contada por elas, e não fixadas no papel. A literatura nasceu oral e foi assim durante milênios. 


         Nascida lá pelo século XVI na península Ibérica por meios dos trovadores, que recitavam seus versos a tradição chegou junto com os colonizadores portugueses ao Brasil, isso, como em quase todos os nossos costumes onde a influência portuguesa está presente em quase tudo que praticamos. 


        Claro que fomos adaptando tudo que eles deixaram por aqui, e isso foi valorizando e enriquecendo cada vez mais o nosso folclore. É tanto que todo o nosso folclore adquiriu características próprias.



        Os folhetos sempre foram sinônimos de publicação de baixo valor e prestígio. Sempre foram vendidos pendurados em cordões de barbantes, na portas de livrarias e, só depois, foi se popularizando, e com isso vieram as evoluções gráficas pelas mãos dos artistas das gerações seguintes. 


         Foi daí que suas capas ficaram modernas tipos cartões postais, até que, nos anos 50 o folheto teve a sua cara definida com desenhos rústicos feitos em xilogravura. Hoje, esse folhetos não são apenas reconhecidos, e não tem só uma identidade, eles tem grande relevância para a sociedade atual brasileira, pois trata de questões sociais tais como: a religião, a economia, a política e outras questões.



        Sendo assim, o cordel ainda continua vivo na cultura nordestina dando a sua contribuição como um ícone de cunho cultural e social para essa nova geração que aí está. O cordel ainda é encontrado pendurado em lugares que preserva a cultura popular e que conserva as trovas e os trovadores nordestinos. Dessa forma, onde tiver um artista popular do nordeste brasileiro, sempre ira existir o “folheto”.



    PÃO DE AÇUCAR

    Fonte da imagem: culturaeviagem 


                                                                                                 



                                  CRISTO REDENTOR



         

          O nordeste brasileiro tem um potencial cultural incrível, e em todas as áreas vemos que essa região é uma região com uma potencialidade enorme, isso na sua música, na sua culinária, nas danças, no seu folclore, e na sua arquitetura.      


         
          Diga-se de passagem, que essa região tem uma arquitetura colonial muito imensa e rica, e que por onde andamos dentro dessa terra maravilhosa, vemos que as cidadezinhas de interior são surpreendentes, chegam a nos emocionar pela beleza da sua arquitetura conservada e preservada até hoje, coisa que em algumas grandes cidades do próprio nordeste, não é tão fácil assim. 


          
          Hoje vamos falar da cidade de “Pão de Açúcar", uma cidade alagoana que fica no sertão. Ela fica às margens do rio São Francisco, no sertão alagoano. As terras a onde fica essa cidade hoje, no passado era dos índios, isso já no início do século XVll, pois eles receberam de D. João Vl, uma grande área de terras às margens do rio São Francisco. 


           
           Com o passar dos anos, precisamente no dia 07 de novembro de 1660, por meio de carta de sesmaria, essas mesmas terras, passaram ao domínio do português Lourenço José de Brito Correia, que com o fim da exploração a pecuária e o comércio, pelo porto de Penedo, ele então implantou a criação de gado e batizou a região de pão de Açúcar, nome inspirado talvez no morro de cavalete, uma elevação pórima dali, usada no processo de clarificação do açúcar. 


          
         Já em 1815, essas terras foram leiloadas. O padre José Domingos Delgado e seus irmãos, foram os ganhadores. A fazenda prosperou, tornou-se uma vila, e foi elevada à categoria de cidade já em 1877. Foi a partir daí, que essa cidade a cada dia se destacou mais e mais, no seu comércio e no seu turismo. 


           
          O acervo arquitetônico dela, se destaca por alguns pontos turísticos tais como: a igreja do Bonfim, de Jesus e Maria José, Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora da Luz. Seus sítios arqueológicos são muito importantes para a cidade no que se refere a parte cultura e social. Essa cidade tem um potencial enorme na área do turismo, como as suas praias a beira do rio São Francisco. 


           
          Essas praias encantam a todos, seja eles, turistas ou nativos. São elas: a praia das Mangueiras, Central e do Limoeiro, e também a Praia do Abati. Também existe outro ponto muito conhecido na cidade de Pão de Açúcar, que é o monumento do Cristo Redentor. 


          
          Esse é um dos mais visitados, ele fica em um ponto muito elevado da cidade, ou seja, fica no topo do morro do Cavalete, que por sua vez tem uma linda visão de toda a cidade. Com 12,8 metros de altura, a escultura do cristo está oponente de braços abertos para a cidade. 


          
           Essa estátua foi feita pelo artista João Lisboa em 1950, ele é filho do próprio município, ou seja, é açucarense, é assim que as pessoas que nasce na cidade de Pão de Açúcar são chamadas. A cidade tem mais de 25 mil habitantes, e fica a 190 KM da capital alagoana, Maceió. Como chegar até ela:  via BR-101 e BR-423.







    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    GOSTARIA DE ASSINAR O NOSSO FEED?

    100% gratuito

    RECEBA AS ATUALIZÇÕES DO NOSSO BLOG DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO BLOG