. ARTE E CULTURA POPULARA ARTE DE NEWTON AVELINO: 04/09/16

Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    SEGUIDORES

    Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

    9 de abr de 2016

    MONT SERRAT

    MONT SERRAT | Fonte da imagem: panoramio








    A PONTA DO HUMAITÁ






          É muito gostoso falar de várias histórias sobre o nordeste brasileiro e também de seus pontos turísticos que só nos enche de orgulho. Nessa região poderíamos dizer e citar milhões de atrações turísticas e belas histórias sobre a nossa própria história, desde o Brasil império, Brasil colônia e Brasil república e em cada história dessas iríamos nos surpreender bastante, pois temos influências de várias culturas e isso foi o que enriqueceu mais nossa história. 





          Não é de agora que temos igrejas seculares com uma preservação de dar inveja a qualquer um. Vamos falar aqui de uma pequena igreja incrustada sobre recifes e que fica localizada na Ponta do Humaitá, em Mont Serrat, um bairro de Salvador, fazendo parte da cidade baixa dessa linda capital nordestina e cosmopolita, Salvador. Nesse bairro, encontramos uma arquitetura bem antiga. A igreja de Mont Serrat, que também é mosteiro, data do ano de 1580 e foi construída pela família Gárcia D’Ávila muito tradicional e rica da Bahia. 





          Ele doou o templo ao Mosteiro de São Bento. Logo no início do século XX ela foi reformada e o altar-mor recebeu ornamentos da Igreja de São Bento. O convento e a igreja pertence a ordem dos beneditinos. O conjunto harmonioso projeta-se para o mar gerando uma paisagem aérea incrível. A ponta do Humaitá agrega esse lindo conjunto arquitetônico do Mosteiro e a Igreja de Mont Serrat, e o antigo Iate Clube de Mont Serrat, e várias casas no estilo arquitetônico do século XIX, também existe um farol construído no começo do século XX para guiar as embarcações vindo de outros lugares e que passam por aquela região. 





            O culto à Nossa Senhora do Monte Serrat é originado dos tempos medievais no velho mundo, já no Brasil esse culto vem da época colonial do Brasil. Todo esse acervo está localizado em uma pequena península sobre a Baía de Todos os Santos conhecida como Ponta de Monte Serrat, foi em uma época passada que esse lugar servia como ponto estratégico para a observação da Baía e defesa da cidade de Salvador. O nome dado a esse local foi em referência à imagem da virgem espanhola, trazida por um padre jesuíta que implantou a devoção a Nossa Senhora de Mont Serrat, no local. 





            Toda essa área da ponta de Humaitá, que inclui o forte, a igreja e o farol de Mont Serrat, pertence ao Parque Regional de Manutenção do Exército. Esse lugar é considerado um dos mais belos pontos da cidade de Salvador. A sensação que ele passa para todos nós, é de tranquilidade, calmaria e uma paisagem de cinema. Sendo assim, vemos que em cada cantinho do nordeste do Brasil encontramos um pouco da nossa história, seja no período imperial, colonial ou república, sempre vamos encontrar a força de todos nós brasileiros no crescimento cultural, social e econômico do nosso Brasil. A nossa história é belíssima e muito rica, cabe a cada um de nós antes de sair para conhecer coisas novas, conhecer a nossa própria história e o nosso próprio país. Indo a Salvador, procure conhecer esse pedaço da nossa história.


    .






                                     
                                                                                      




    COMIDA NORDESTINA

    SUVACO DE COBRA | Fonte da imagem: Aartedenewtonavelino








    SUVACO DE COBRA







          O nordestino é criativo por natureza, pois Deus lhe concedeu o dom de ser criativo e espontâneo. Sabemos que ele sempre gosta de inovar e fazer coisas novas, isso dentro da sociedade, dentro das artes e em todos os suportes que ele participe, para mostrar o seu valor. Ele gosta mesmo de se reinventar e de ser uma pessoa criativa. É claro que isso faz um diferencial tremendo para todos que participam direta ou indiretamente das inovações da vida no social, cultural e econômico. 





        O nordestino foi criado praticamente vendo e aprendendo a ser criativo dentro do mundo gourmet regional, com isso, tornou-se um hábito participar de criações de novos aromas, gostos e temperos, dentro dos manjares que são feitos dentro dessa cozinha. 





            Essa é uma cozinha dentre tantas cozinhas brasileiras que faz muito sucesso e se destaca pelos sabores, aromas e temperos. Podemos dizer aqui, que a cozinha que se aproxima mais da cozinha nordestina, é a cozinha mineira, que também é outro manjar. Então vemos que nessa região além dos pratos serem maravilhosos, todos os dias aparecem mais novidades dentro desse mundo gourmet. 





         As capitais nordestinas estão se perfeiçoando em oferecer restaurantes tradicionais com comidas tradicionais, isso é mais um atrativo para o clientes assíduos e o novos clientes. Vamos destacar um prato dessa região que tem um nome não muito sugestivo, mas isso já faz parte da criatividade do nordestino, do nordeste brasileiro. Ele só precisa de uma frase para poder criar o dialeto que ele quiser. Frase antiga: “mais sovaco do que buraco de cobra”, daí surgiu o nome do prato regional que até hoje faz sucesso na mesa do nordestino. 





         Primeiro você vai ter que ter: 500 g de carne de sol, 70 g de bacon picado, 1 cebola grande, 12 ovos de codornas, 1 vidro com palmitos cortados em rodelas, 1 lata de milho verde, 1 maço de salsinha, 2 tomates picados, 1 maço de coentro, 1 maço de cebolinhas cortadas. 150 gramas de queijo de coalho cortadinho em pedaços pequenos, tipo cubo, 3 colheres de manteiga. Ingredientes para o purê de macaxeira: 500 g de macaxeira cozida, 350 ml de leite, 180 g de queijo parmesão ralado fresco. 





         Para preparar você deve fritar a carne de sol em pedaços, depois deixe a carne esfriar passe no liquidificador, coloque a carne em uma travessa grande de vidro. Coloque todos os ingredientes e dê uma boa misturada. Decore com cheiro verde e tomates. Modo de preparo do purê de macaxeira: Bata as 500 g de macaxeira cozida, coloque os 350 ml de leite e os 180 g de queijo parmesão ralado fresco. Em uma panela derreta 1 colher (sopa) manteiga, despeje a mandioca batida com o leite e o queijo, acerte o sal. 





         Depois é só colocar o purê por cima da carne e dos ingredientes que você já colocou já na travessa, também você pode colocar um pouco de queijo ralado por cima, agora é só levar ao forno para dourar. Esse prato pode ser servido com arroz branco. Então está aqui o tão conhecido prato nordestino “suvaco de cobra”. 





        Então vemos que com tão pouco e com muita criatividade, você pode fazer um prato exótico e com sabor de um manjar. Por isso eu sempre falo sobre a criatividade dos nordestinos, eles já nasceram com o dom de sempre mostrar algo novo dentro e fora do cenário em que vivemos.





    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    GOSTARIA DE ASSINAR O NOSSO FEED?

    100% gratuito

    RECEBA AS ATUALIZÇÕES DO NOSSO BLOG DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO BLOG