, A ARTE DE NEWTON AVELINO: 05/03/16

Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    SEGUIDORES

    Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

    3 de mai de 2016

    COMÉRCIO INFORMAL

    FEIRA DE MANGAIO | Fonte da imagem: fabiomozart









    FEIRA DE MANGAIO






          As feiras nordestinas são cheias de variedades e tem uma tradição enorme nessa região tão cultural que é o nordeste brasileiro. Algumas feiras livres, as vezes, não tem a variedade que outras feiras tem, isso muda de cidade para cidade, mas basicamente, vendem quase tudo que as outras feiras livres do nordeste brasileiro, vendem. 





          Você chegando nessas feiras livres, você vai perceber que elas tem uma adversidade de objetos que são oferecido aos visitantes, tanto faz ser pessoas daquela área como de outras áreas, na verdade você pode se surpreender pelo volume de bens oferecido como objeto de venda. No sertão nordestino ou em qualquer outra parte do nordeste brasileiro, você pode ouvir os nordestinos falando da “feira de mangaio “isso pode soar diferente, mas na verdade pode ser até um dialeto nordestines.





          Mangaio na verdade é um tipo de mistura de coisas que estão sendo comercializadas, tais como produtos artesanais de uma variedade muito grande, que vão desde utensílios domésticos até homeopático. Também pode ter artigos de couro, chocalhos, cordas, fumo de rolo, ferro para marcar o gado, rabicheira, pé de moleque, alecrim, canela, peneira, panela de barro, colher de pau, e muito mais. Isso é que a feira de mangaio. 





         Esse é um tipo de feira bem tradicional que conserva os seus costumes, é verdade que ela vai resistindo ao tempo, pois as coisas vão se modernizando e se industrializando, e as pessoas preferem comprar produtos industrializados. Mas por outro lado, vemos que essa prática do nordestino, de tudo vender um pouco, ela vem se conservando como instrumento cultural da própria cultura propriamente dita, ou seja, esse costume vai se mantendo, as coisas vão se modernizando, mas até hoje, esse tipo de geração de venda de produtos artesanais, ainda persiste em cultivar uma maneira de preservar o cultural da história que todos nós fazemos parte. 





          Podemos até arriscar que o início dessas atividades do comercio informal de feiras livres, tenha começado no início do século passado, e que vem sendo preservado até os dias de hoje. Na verdade, são coisas que você quer comprar que só vai encontrar nas feiras de mangaio, pois são coisas que você não consegue encontrar em shoppings ou em alguns grandes centros comerciais das cidades. 





          A feira de mangaio, além de gerar emprego e renda para as famílias de baixa renda, ainda absorve a mão de obra artesanal de pequenas cidades do interior nordestino fazendo com que essas pessoas possam escoar os seus trabalhos para as feiras livres de pequenas cidades adjacentes daquele município a onde essas pessoas mais humildes moram e depende da venda desses produtos feitos por eles, para que eles tenham o seu sustento junto com o de sua família. 





          A tradição dessas feiras é bem legal, pois eu me convenço há cada dia que passa, que o nordeste é um celeiro de artistas, tanto faz no informal ou não, eles são pessoas que fabricam peças artesanais que você só encontra por essas bandas aqui. O que podemos crer é que, as feiras livres nordestinas são mais que tradicionais, elas tem um aspecto cultural muito importante para essa região, além do aspecto econômico e social. A feira de mangaio, é a porta de entrada e de saída para os produtos dos artesãos nordestinos, isso é uma forma de mostrar para todos, os trabalhos de pessoas que vivem nessa região tão imensa, rica e de várias modificações regionais. 





          Exemplo, quem mora no sertão, tem mais dificuldades do que quem mora no litoral do nordeste, quem mora no agreste tem menos dificuldades do que quem mora no cariri, e por aí vai. O mais importante é que, a feira de mangaio, ainda é uma parte da história cultural que faz parte da sociedade atual do homem nordestino, isso tanto faz você está no alto sertão como dentro da cidade ela está muito presente na vida e no cotidiano de todos nós, seja ele nordestino ou não.




    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    GOSTARIA DE ASSINAR O NOSSO FEED?

    100% gratuito

    RECEBA AS ATUALIZÇÕES DO NOSSO BLOG DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO BLOG