, A ARTE DE NEWTON AVELINO: 05/19/16 05/19/16 - A ARTE DE NEWTON AVELINO

SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

19 de mai de 2016

CANYON DO PIAUÍ

CANYON DO RIO POTI | Fonte da imagem: tribunadebarras










CANYON DO RIO POTI







      As belezas naturais do nordeste brasileiro, são coisas de cinema. Tudo isso dentro de um contexto de que o turismo precisa antes de mais nada, ter belos lugares, ter uma estrutura boa, e ter uma logística ótima. Do ponto de vista econômico e social, essa região tem tudo para ser mais um celeiro de uma vertente em trelada a cultura, que é o turismo de aventura junto com o eco turismo. Essa região é propícia para esses tipos de eventos. 





      Sabemos que o diferencial hoje, é o turismo tanto dentro dessa região chamada nordeste quanto no resto do Brasil. Se ilude os que pensam que essa não é a única saída, pois eu poderia dizer que pode ser uma das melhores saídas para se enfrentar crises econômicas, pois o turismos, ele pode ter um volume de negócio extraordinário. Ele tem que ser voltado para os nativos, as pessoas de outras cidades brasileiras e até para os próprios estrangeiros. 





      O nordeste tem um clima ótimo, tem um solo incrível e tem todos os requisitos exigidos na hora de montar uma estrutura para se capitar recursos através do turismo. Hoje vamos falar de uma região maravilhosa dentro da caatinga nordestina, vamos falar do “Cânyon do Poty”. Ele fica no estado do Piauí, precisamente no município de Buriti dos Montes, ao norte do estado do Piauí. Com muitos paredões rochosos, com pelo menos 60 metros de altura, esse Cânion é formado. 






      Ele naturalmente foi formado através das escavações feitas pela correnteza do rio Poti, que nasce no estado do Ceará e chega ao estado piauiense cortando formação rochosas. As características desse Cânyon é propícia para a prática de vários tipos de esportes tais como: canyonismo, rapel e trekking. Os visitantes podem chegar nesse local, através de carro, moto, bike, e até de barco. Nas Furnas dos Pescadores, é o local ideal, escolhido pelos praticantes do rapel, lá os visitantes vai ter a ajuda dos instrutores, isso com equipamentos de segurança e muita orientação. 





      A descida chega até 35 metros, é uma boa forma de explorar este lugar do rio de forma mais vertical. Essa beleza feita por Deus, foi esculpida de forma paciente pela natureza. Apesar desse local ainda não ser muito conhecido pelos turistas internacionais e também por alguns nacionais, mesmo assim, o Cânyon do Poty, ainda atrai muitos turistas de todas as partes do Brasil e de outros países. Esse local de tanta beleza, e de tanta paz, e que é um dos pontos mais apreciado pelos que gostam de fazer esportes de aventura e de fazer eco turismo, ele fica a cerca de 230 KM de Teresina, a capital do estado do Piauí. Para você chegar até ele, você tem duas opções, uma é pela cidade de Castelo do Piauí, e a outra é pela cidade de Juazeiro do Piauí. 





      Sendo assim, você nota que a cada região nordestina que você esteja, vai sempre encontrar um ponto turístico dentro da caatinga, e que pode te surpreender há cada visita que você venha a fazer nesses lugares maravilhosos que Deus nos deixou. Sabemos também, que os amantes da natureza e do eco sistema, agradecem, pois todos nós dependemos da preservação da nossa flora e fauna, para termos uma qualidade de vida mais sadia e mais completa dentro de um contexto de preservação. Sendo dessa forma, é que agradecemos a Deus por ter nos dado essa região tão maravilhosa como é essa que chamamos de Nordeste brasileiro. Vindo ao estado do Piauí, procure conhecer o Cânyon do Poty, essa é uma região do estado do Piauí que nos enche os olhos, ela além de ser belíssima, é uma região de muitos contrastes e de muitas belezas, faz com que o homem entre em harmonia com Deus e com a natureza. Procure conhece-la.






CIDADE NORDESTINA

QUIXADÁ | Fonte da imagem: www.doity










QUIXADÁ






      O Ceará é um dos estados nordestinos que mais conserva o seu acervo cultural, seja ele arquitetônico e urbanístico, seja ele biográfico, fotográfico, documental, artístico, científico ou qualquer outros tipos. O estado cearense possui diversas vertentes na área cultural seja na capital Fortaleza ou no interior. Esse estado é um dos que mais saem artistas para trabalhar pelo Brasil afora, artistas que atuam em todas as áreas. Vamos falar aqui sobre uma cidade cearense que tem uma bela arquitetura urbanística, que é a cidade de Quixadá.






      Esse município fica a 175 KM de Fortaleza, e é um dos município da Mesorregião dos Sertões Cearenses e à microrregião do sertão de Quixeramobim. Tem uma população de 100.000 habitantes. Tem uma área da unidade territorial de 2.019.822 KM², densidade demográfica de 39,91 habitante por KM². Limita-se ao norte com Itapiúna, Noroeste com Choró, a oeste com Quixeramobim, ao sul com Banabuiú, ao leste Ibicuitinga, a nordeste com Ibaretama. 





      Ela é considerada como cidade universitária do sertão central, isso em 2014, por contar com seis instituições de ensino superior, públicas e privadas. Entre algumas dessas tem o Campus da Universidade Federal do Ceará e a Universidade Estadual do Ceará. Essa é mais uma das muitas cidades nordestinas que tem o mesmo aspecto de cidade que fica entre 100.000 e 200.000 habitantes, que nos surpreende pela sua arquitetura regional e até centenária. 





      Algumas tem prédios entre o século XVl e o início do século XVlll, isso mostra o quanto essas cidades são ricas no seu aspecto urbanístico e cultural. Quixadá pertencia ao município de Quixeramobim pois, como todos já estão casados de saber, elas foram erguidas em cima de terras de antigas fazendas, e Quixadá e Quixeramobim, não são diferentes de outra cidades nordestinas.






      Então em 27 de outubro de 1870, Quixadá foi desmembrada de Quixeramobim e, através de uma lei provincial nº 1347, tornou-se município. A cidade tem mais ou menos uns 146 anos, e é uma cidade que tem uma economia que depene muito do setor terciário, o seu comércio é praticamente no centro da cidade. Na pecuária, o município é representado pela bovinocultura de leite, caprinocultura, avicultura e a ovinocultura. 





      Na cultura, a cidade de Quixadá tem dois museus, o Centro Cultural Rachel de Queiroz e o museu Histórico Jacinto de Souza. O centro cultura da cidade oferece oficinas audiovisual, teatro, artes plásticas e músicas. Sua culinária é tipicamente regional, tendo um vasto cardápio de comidas típicas. Os pontos culturais da cidade são: a Pedra da Galinha Choca, Santuário Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão, Lagoa dos Monólitos, Morro do Urucu, Chalé da Pedra, Pedra do Cruzeiro, Serra do Estevão e a Trilha da Barriga, Fazenda Magé, Trilha Cabeça do Gigante, Museu Jacinto de Souza, Trilha Olho d’água, Trilha do Boqueirão, Fazenda Não me Deixes e Memorial Cego Aderaldo. Ou seja, vemos que nessa cidade cearense as pessoas podem encontrar muitos pontos turismo de aventura e eco turismo. Indo a Fortaleza, procure conhecer a cidade de Quixadá.






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...