SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

18 de set de 2016

FRUTA SAGRADA

ÁRVORE QUE DÁ DE BEBER | Fonte da imagem: imbuzeiro.blogspot













ÁRVORE QUE DÁ DE BEBER










      A caatinga, bioma do nordeste brasileiro, tem uma variedade de frutas comestíveis e que nos surpreende muito pelos seus aromas e poder vitamínico que eles têm. São frutos que ainda não são muito conhecidos, nem pelos nativos nem tão pouco pelos turistas. Para se aventurarem dentro do bioma e sair comendo todo fruto que vir pela frente, não é aconselhável, pois tem frutos que não são comestíveis. Para que as pessoas possam fazer isso, tem que ser com um guia da região qualificado em botânica. 






       O mais incrível de tudo isso, é que, esses frutos são frutos altamente ricos em vitaminas, por aí vai. Mais ao contrário que eu falei logo aí acima, no poste, hoje vamos falar do umbuzeiro que é muito conhecido em todo nordeste brasileiro e que é uma fruta encontrada em todo o Nordeste. Ele pode ser encontrado nas regiões do agreste, na região do Cariri cearense e no cariri paraibano, dentro da caatinga, no Pernambuco e na Bahia, no Rio Grande do Norte e em todo o Nordeste. Também é encontrado no norte do estado de Minas Gerais. 






      O período de floração e frutificação dessa planta, muda de estado para estado na região nordeste. Durante quase todo o ano, encontramos essa fruta nas feiras livre do nordeste brasileiro, justamente porque ela não tem uma flora exata com outra flora de outro estado nordestino, elas não são distintas, não flora na mesma época. O fruto é pequeno e arredondado, tem a casca lisa ou com pequenos pelos, que lhe conferem uma textura levemente aveludada. Ele tem um cheiro doce e um sabor meio azedado. Sua cor é verde e amarela. Tem uma propriedade nutricional muito grande, e é rico em vitamina C. O nome científico é: (Spondias tuberosa). 






      O nome Imbu ou umbu, é tupy guarani, que significa “árvore que dá de beber”. A planta pode alcançar até 7 metros, tem um tronco curto e uma copa em forma de sombrinha, ou de guarda chuvas, como queiram. Tem flores brancas e juntas, e também exala um perfume de brejeira. 






      O umbuzeiro é conhecido como a árvore sagrada do sertão. Esse fruto é apreciado in natura, também é muito usado na fabricação de polpa, sorvete, doce, geleia e suco. Também pode ser feito umbuzada e vinagre. Talvez essa árvore tenha o nome de árvore sagrada do sertão, porque ela pode armazenar até mil litros de água, e também dá uma batata, que, na época de grandes secas, pode ser utilizada como alimento. 






     Tem uma vida útil de cem anos. Seja no sertão ou no agreste, você sempre vai ver um pé de umbuzeiro no quintal dos nordestinos. Como planta resistente do sertão, assim como outras plantas da caatinga, ele perde as folhas nas secas, e volta a florar nos períodos chuvosos. 






     O processamento de frutos de umbuzeiro é uma atividade em crescimento nas áreas rurais da região do Nordeste. É muito rentável a forma de exploração e de mobilização dos pequenos agricultores nessas áreas. As comunidades rurais têm um ganho rentável maior na forma oriunda da coleta extrativista desse fruto. 






      O saco de 60 kg desse fruto, pode chegar até R$ 20,00 ou mais. Então como a gente ver, esse fruto é muito comum nessa região, e também podemos encontra-lo dentro da caatinga nordestina, o seu fruto e a planta umbuzeiro, são quase uma instituição da cultura nordestina. As folhas do umbuzeiro, também como um alto valor nutricional, elas servem para o alimento animal, tais como: caprinos e ovinos. Suas folhas servem para alimento animal, tanto verdes como secas, pois tem muitas proteínas e que ajuda muito na alimentação desses animais criados pelos pequenos agricultores do nordeste.










-  


 -



















































Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...