. ARTE E CULTURA POPULARA ARTE DE NEWTON AVELINO: 11/16/16

Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    SEGUIDORES

    Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

    16 de nov de 2016

    A ESPERA DE UM MILAGRE

    FOME SEDE E MISÉRIA | Fonte da imagem: site.radioindependencia









    FOME SEDE E MISÉRIA











           A espera de um milagre, os nordestinos vão se virando como podem, as chuvas são escassas nesse território de meu Deus, e sem o líquido precioso, a tendência é as coisas piorarem, pois já não existem plantações, porque não tem água, então a miséria bate à porta dessas pessoas sem dó e nem piedade. Geralmente, carros pipas são o paliativo para o momento tão desolador e triste para esses sertanejos, pois as cenas que vemos no alto sertão nordestino, não é mole não, quem não presencia as cenas de desesperos, talvez não seja tão impactante, mas para quem está vivendo todo aquele aperreio, é muito doloroso e triste, ver um irmão seu passando fome, sede e sem perspectiva nenhuma de crescer. 






           As cisternas que o governo deu para esses sertanejos, nesse caso não tem muita serventia, pois as chuvas não vieram, e aí, elas não encheram. Talvez a longo prazo possa servir para acumular a água das chuvas, por hora estão secas sem um pingo d’água. 






           Como eu falei, os carros pipas também enchem essas cisternas com água, mas os açudes estão secando a galope, e aí, a tendência é essa região ficar em uma situação muito crítica. Por outro lado, o número de municípios que decretaram situação de emergência por causa da seca que castiga o Nordeste, continua crescendo. 






           A seca é tão avassaladora no sertão Nordestino que, dos noves estados, mais da metade declararam emergência, e que isso é consequência de estiagem prolongadas. Os períodos de estiagens são tão longos no sertão nordestino que, açudes, barreiros e barragens, não aguentam, secam mesmo, ou pelo menos perde a metade do seu volume. Nos últimos 12 anos, o Programa Cisternas instalou 1,2 milhões de cisternas de consumo humano no semiárido, mais não é o suficiente, ainda é preciso atender mais de 350 mil famílias que ainda não têm acesso à água. 






           O rebanho do Nordeste brasileiro ainda passa fome junto com milhares de pessoas do sertão, por causa das secas prolongadas. Essa região do Nordeste brasileiro é chamada de polígono das Secas, é uma depressão entre planaltos, isso prejudica a circulação de massas de ar úmidas e reduz a quantidade de chuvas. A umidade que vem da mata atlântica não tem forças para chegar a essa região, pois ela é barrada por obstáculos naturais. Outras massas vindas da Amazônia legal, também não atingem essa região, pois são barradas no oeste do Maranhão. 






           Algumas cisternas de plásticos colocadas em vários lugarejos encravados no sertão nordestino, talvez colocados por pequenas prefeituras, que não gere quase nada, porque esses municípios são pobres, elas fazem isso para socorrer aquelas famílias de baixa renda, que estão abaixo da linha de pobreza. Eles vêm buscar água em lombo de jegues equipados com ancoretas, e que, as vezes andam muitos quilômetros de distâncias. 






           Existe um segredo guardado entre os sertanejos que habitam o sertão Nordestino, eles sempre comentam ao pé do ouvido, que há com certeza, uma profecia sertaneja de que, há cada cem anos, uma estiagem sem precedente aparece no sertão. As crenças sertanejas, e a fé do homem do campo, nunca devem ser deixadas de lado, pois esses profetas sabem o que falam. Então antes de se falar de Nordeste brasileiro, de sertão nordestino ou de secas, fomes e misérias, temos que conhecer os conteúdos de “como”, “deve” e “solução”. 






           Ou seja, como podemos falar sobre um assunto tão complexo dessa região, invés de estarmos falando o que não sabemos e nem presenciamos. Como os órgãos públicos responsáveis deve fazer para amenizar a fome, a sede e a miséria dessa sub-região. Como podemos solucionar o problema para melhorar a situação dessa sub-região nordestina. Acho até que, o Nordeste brasileiro prefere programas sociais do que esmolas, pois, essa região já passou muito tempo vivendo de migalhas e de piedade de outras pessoas, o Nordeste brasileiro, mesmo com todas as dificuldades impostas por fenômenos climáticos, ele ainda espera que as pessoas reconheçam que essa região pode ser o celeiro do Brasil, só precisa de água para produzir no seu solo.











    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    GOSTARIA DE ASSINAR O NOSSO FEED?

    100% gratuito

    RECEBA AS ATUALIZÇÕES DO NOSSO BLOG DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO BLOG