. ARTE E CULTURA POPULARA ARTE DE NEWTON AVELINO: 11/18/16

Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    Curta Nossa Página do Facebook!


  • Desenvolvido Por Iago Melanias

    SEGUIDORES

    Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

    18 de nov de 2016

    PÁSSARO DA FLORESTA BRANCA

    SERICORA DA CAATINGA | Fonte da imagem: PET Friends












    SERICORA DA CAATINGA







          Pássaro da fauna do sertão, a caatinga, e que está em extinção, ele também é conhecido como “três potes”, sericoia e sericora, por conta do seu canto. Estamos falando da saracura. Ela é bastante conhecida no sertão nordestino, e também é muito comum no estado do Ceará. A saracura ou “três pontes”, gosta de estar próximo aos açudes dessa região, principalmente nas áreas de cultivo. Na época de inverno, não é tão fácil de acha-la nesses mesmos locais, mas na época de secas, ela sempre aparece a procura de alimentos, a beira desses reservatórios. 






           Esse pássaro é muito arredio, e se espanta facilmente. A saracura quando se sente ameaçada, corre para se esconder no meio da vegetação. Ela é mais escutada do que vista em certas ocasiões.  Gosta de dá o seu show de canto, no amanhecer e no entardecer do dia. O sertão fica muito mais bonito com o cantar desse pássaro, ao raiar do dia, pois ele e outros pássaros da caatinga, bioma nordestino e único no mundo, vira uma sinfonia só. 






           Os pássaros da catingueira, são pássaro que tem um significado próprio para o homem sertanejo, e a saracura do brejo, é um desses pássaros. Pena que o homem não tenha tanta consciência de preservação, e sim, de destruição do meio ambiente. A consciência de preservar o meio ambiente, é a certeza de que, no futuro próximo, a espécie humana possa ter mais qualidade de vida e possa a vir a ter a consciência de que, tenha vindo a contribuir para a preservação das espécies. 






           A saracura mede, entre 33 a 40 centímetros de comprimentos, e pesa entre 350 e 466 gramas. Sua plumagem é castanha e esverdeada, único membro do gênero Aramides, com a cabeça e o pescoço de coloração cinza, garganta esbranquiçada. O seu dorso e asas, são marrons, as pernas e os pés dessa ave, tem coloração vermelha e íris também vermelha. Vista em locais abertos, parece com uma galinha, por manter sua cauda levantada entre as asas e pelas típicas passadas. Cisca igual a galinha, folhas e terra. Levanta a cauda rapidamente, de vez em quando. 






           Ela passa o dia escondida e em silêncio. O macho e a fêmea, cantam em dueto e tem um ditado popular que, essa ave quando canta, é pronuncio de chuvas. O seu canto, é bastante alto e responde ao canto de outras aves da catingueira. Se alimenta com o bico capturando insetos, vermes e pequenos animais invertebrados, após o abate, usa as patas para segurar a presa enquanto despedaça com o seu bico forte. Formam casais monogâmicos e na época da reprodução, cantam fazendo duetos. Seus ninhos são feitos com gravetos e galhos forrado com fezes de gado, barro e folhas secas. São ninhos feitos na copa de árvores, a fêmea põe dois ovos rosados e incuba de 24 a 30 dias. O casal, reversa a incubação.









    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    GOSTARIA DE ASSINAR O NOSSO FEED?

    100% gratuito

    RECEBA AS ATUALIZÇÕES DO NOSSO BLOG DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES DO BLOG