, SABOR DO NORDESTE | A ARTE DE NEWTON AVELINO SABOR DO NORDESTE - A ARTE DE NEWTON AVELINO

SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

13 de jun de 2017

SABOR DO NORDESTE

LÍQUIDO PRECIOSO NO SERTÃO | FONTE DA IMAGEM: Hojemais














LÍQUIDO PRECIOSO NO SERTÃO










       As feiras livres do Nordeste brasileiro, é reconhecidamente um shopping popular, a céu aberto. Com um clima frenético e uma grande circulação de pessoas, a procura de mercadorias expostas ali, para venda. O comércio ambulante das feiras livres, faz gerar emprego e renda para muitos feirantes. A palavra feira, teve origem na palavra latim feira, que significa dia santo ou feriado. As feiras livres do Nordeste brasileiro, foram introduzidas no Brasil no tempo do Brasil colônia. Trazidas por imigrantes europeus, e depois foram tomando uma proporção de grandes negócios e prosperidade para os habitantes locais de cada feira livre que existia dentro do nordeste brasileiro, foi assim então, que essa tradição foi perpetuada, não só pelos Nordestinos, mas também por todos os brasileiros. 






      De acordo com o crescimento econômico, esse tipo de comércio ambulante foi avançando, as feiras livres começaram a se perpetuar até os dias de hoje.  Dizem os historiadores que elas já apareciam 500 anos antes de Cristo. Percebemos que, dentro das feiras livres, que estão situada em cada cidade do Nordeste brasileiro, existem várias tradições, tanto na área gourmet como dentro de várias outras áreas, como por exemplo, o “troca-troca” as cantorias com repentistas, a feira de pássaros e animais, a sulanca, e tantas outras coisas. Mas hoje vamos falar um pouco do caldo de cana com pastel, que é uma tradição secular. 






      O caldo de cana ou garapa é uma bebida extraída diretamente da cana de açúcar através de um processo de moagem relativamente simples, pois antigamente essa moagem era manual, você só usava a força humana, mas com novas tecnologias esse processo de moagem se modernizou, e hoje a moagem da cana para extrair o caldo de cana, é feita na maioria das vezes, em máquinas portátil e gerada a energia elétrica. Primeiro raspa-se a cana para eliminar as sujeiras, depois a cana é prensada e o caldo cai em uma jarra, já pronto ele pode ser consumido e acompanhado de bolo ou pastel. 






      A origem do consumo do caldo de cana, está ligado à própria exploração da cana de açúcar, ao processo da produção da cachaça, que foi aprimorado desde a descoberta do vinho da cana, conhecida como garapa azeda, logo após a chegada da cana de açúcar no Brasil, no século XVl. O caldo de cana é composto basicamente de água e sacarose e conserva todos os nutrientes da cana de açúcar: minerais, ferro, cálcio, potássio, magnésio, cloro, vitaminas B e C, contém glicose, frutose, proteínas, amido, ceras, ácidos graxos, corantes, ácidos fenólicos e flavonoides. 






      O que nos impressiona mais é que, essas duas iguarias, o caldo de cana e o pastel, não são invenções brasileira, mas terminaram fazendo parte da cultura popular do Nordeste e porque não dizer, do Brasil. O pastel é uma invenção chinesa, e o caldo da cana tem influências europeia. A popularização de caldo de cana com pastel começou no início da segunda guerra mundial aqui no Brasil, pois os responsáveis por isso foram os japoneses, que imigraram para o nosso continente nessa época. Durante a segunda guerra mundial, os japoneses abriram pastelarias nos grandes centros brasileiros, para se passarem por chineses. Isso foi necessário, pois eles sofriam preconceitos, já que o Japão tinha se associado à Alemanha e Itália. 






      Com essa popularização, esse costume de se tomar caldo de cana com pastel virou uma febre nas feiras livres de todo o Brasil inclusive do Nordeste, já o Nordeste foi ponto estratégico na 2ª segunda guerra mundial, então deve ter sido por isso que até hoje, vemos uma popularidade ainda bem presente nas feiras livres dessa região. O que é certo é que, a cultura popular de se comer um pastel com um caldo de cana bem geladinho, foi perpetuada dentro do nosso convívio, e hoje, ainda mantemos essa tradição entre nós.










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia antes de fazer seu comentário
-Os comentários do site são moderados.
-Só publique comentários relacionados ao conteúdo do artigo.
-Comentários anônimos não serão publicados.
-Não coloque links de artigos de seu blog nos comentários, para isso utilize o campo url
-Os comentários não refletem a opinião do autor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...