, A ARTE DE NEWTON AVELINO: 01/16/17 01/16/17 - A ARTE DE NEWTON AVELINO

SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

16 de jan de 2017

UMA DANÇA DO FOLCLORE REGIONAL

UMA FESTA POPULAR | g7noticias











UMA FESTA POPULAR







        As diversidades culturais desse nosso país são imensas, com influências de todos as camadas possíveis e imaginária, a começar pelos europeus, passando pelos africanos chegando nos índios e misturando com asiáticos e outras nacionalidades, que ocuparam o Brasil no período colonial. Sabemos também que, toda essa influência foi muito importante para o crescimento e o desenvolvimento da nossa cultura, pois aprendemos muitas coisas boas, absolvemos tudo e depois criamos nossa própria identidade através dos nossos costumes. 






       O Brasil é um país multirracial que sempre mostrou com a miscigenação que, a mistura de costumes só veio a somar na riqueza cultura desse país. Não é à toa que, cada estado dessa nação sempre pode ter um costume diferente de outra região, mas que as vezes podemos encontrar uma história cultural parecida com a de outra região, isso é absolutamente compreensível, pois o Brasil sendo multicultural como é, isso é aceitável. A Marujada é um folguedo típico da região Nordeste e da região Norte do Brasil. Como o Brasil foi descoberto pelo Nordeste, provavelmente ele tenha aparecido primeiro nessa região. 






        Ele também é conhecido em alguns outros estados, como “fandango”. Esse folguedo é uma importante representação cultural, de caráter popular, do folclore brasileiro. Os brincantes desse folguedo geralmente são homens com instrumentos musicais. As mulheres, geralmente são nas danças e encenações junto com crianças. Tivemos a influência dos portugueses nesse folguedo e em muitos outros também. Ele surgiu em Portugal, como comemoração, no contexto das conquistas, já que os portugueses eram os descobridores dos sete mares, isso naquela época. Portugal conseguiu muitas conquistas e muitas descobertas nos séculos XVI e XVll. 






       Ele sofreu modificações e adaptações culturais em terras brasileiras, ficando um pouco diferente do fandango de Portugal. Como o próprio nome do folguedo diz, ele foi criado em cima das grandes vitórias em alto mar, pelos marinheiros portugueses daquele século. No início da encenação da marujada, os personagens, principalmente marinheiros da tripulação, puxam uma réplica pequena de um barco a vela ou caravela. 






       A marujada que é uma manifestação folclórica negra, comum em várias cidades baianas, ela data de duzentos anos, e engrandece culturalmente a beleza dessa festa de santos católicos tais como: São Benedito, protetor dos negros. Na apresentação desse folguedo, os indivíduos daquela família pareciam importantes oficiais da marinha, administrados por toda a comunidade, sendo simples trabalhadores braçais. Algumas cidades da Bahia, ainda preservam esse folguedo. O cargo de Mestre da marujada, é vitalício. 






       Outros cargos como contramestre, general e capitão são distribuídos pelos interessados de toda a cidade. Os brincantes usam uniformes branco e azul, a farda que padroniza os componentes da Marujada. Os que representam os marujos e os calafates, vestem-se com o mesmo uniforme, mas o mestre, o contramestre, o capitão e o general, cargos de destaques, usam outro uniformes e acessórios que diferenciam cada um deles, e que confere destaques durante o desfile da Marujada. As canções que acompanham esse desfile são canções simples que se refere ao mar, a batalhas, as cidades portuguesas e ao Santo homenageado.












Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...