SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!
Mostrando postagens com marcador Igrejas do Nordeste. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Igrejas do Nordeste. Mostrar todas as postagens

3 de abr de 2017

TEMPLO RELIGIOSO

      ESTILO MANEIRISTA | Fonte da imagem: Momentos pelo Mundo









ESTILO MANEIRISTA






      O nordestino por si só, já é por demais, muitos católicos e devotos de vários santos da igreja católica, pois são homens de boa fé e de fé inabalada, pois eles são conhecedores de toda uma história de fé dentro de suas famílias. Então isso nasce de berço, pois vai passando de pai para filho e é assim que essa prática de fé religiosa passa de geração para geração dentro das famílias desses sertanejos. 





      Na região Nordeste do Brasil, a religião católica é predominante, e é assim desde o descobrimento do Brasil, pois os povos que vieram aqui na época de Brasil império, colônia e até a data de hoje de Brasil república, esses povos eram da religião católica, e por estar na rota do descobrimento, o Nordeste foi a porta de entrada de padres jesuítas a catequizar índios e brancos daquela época, de lá para cá é claro que a influência só veio a aumentar a tendência religiosa desses povos. 





      Bem, mas hoje vamos falar de uma igreja católica e talvez seja a mais antiga igreja do Brasil, que está em solo pernambucano e dentro do Nordeste brasileiro. Como o Brasil foi descoberto pelo Nordeste, é capaz de que essa igreja católica seja a mais antiga do Brasil. Ela fica no município de Igarassu no estado de Pernambuco. 





      Após a vitória dos portugueses sobre os índios Caetés, nativos que habitavam aquela região daquela época de 1535, por ordem do capitão Afonso Gonçalves, foi dada uma ordem para construírem uma igreja no local da vitória Portuguesa sobre os nativos daquela região. Então foi construída uma capela e consagrada aos santos católicos Cosme e Damião. O estilo dessa capela é simples e parece mais com o estilo maneirista. 





      Por volta 1654 a igreja foi reconstruída, já que durante a invasão holandesa em Pernambuco lá pelos anos de 1630, talvez um pouco mais, essa igreja foi depredada. Em 1950, ela passou por uma restauração que a deixou mais próxima das suas características do século XVll. Os nomes de São Cosme e Damião no Brasil estão misturados com a história da escravidão. Muitos dos escravos trouxeram da mãe África, suas crenças e não aceitaram o cristianismo. 





      Ninguém pode culpa-los pois como era que um cristão escravizava outro cristão?! Eles eram proibidos de cultuar suas crenças, isso era feito pelos fazendeiros de origem portuguesa, que festejavam seus santos cristãos. Falam os estudiosos que essa tradição nasceu dentro da igreja católica, mas até hoje, muita gente segue a tradição de distribuir doces e balas para as crianças. Bem, voltando ao nosso assunto da capela, ela foi tombada pelo IPHAN – Patrimônio Histórico e Artísitico Nacional, no dia 25 de maio de 1951. 





      É bom a gente destacar que, desde o descobrimento oficial do Brasil em 21 de abril de 1500, até a década de 1530, não houve uma colonização efetiva do território brasileiro. A colonização só ocorreu diante da ameaça de outros países europeus roubarem a coroa portuguesa. O milagre atribuído aos santos da igreja católica Cosme e Damião, ocorreu no ano de 1685, quando as cidades de Recife e Olinda, Itamaracá e Goiana foram isoladas pela febre amarela e Igarassu escapou ilesa da epidemia. 





      Como vemos, não é à toa que, os nordestinos e todos nós brasileiros, têm a influência de Portugal em todos os aspectos: na culinária, na religião, na moda, no idioma e em toda nossa cultura. Isso é cultural, porém, nós herdamos, adaptamos e depois conseguimos absorver tudo isso e por fim nós construímos nossa própria cultura através de cada passo dado, de cada criação que nós criamos e de cada costume que nós tínhamos e temos, isso fez de nós mesmos, criadores de nossas próprias criações dentro do nosso universo cultural, a nossa cultura é única, é nossa e genuinamente brasileira. Herdamos sim, muitas riquezas culturais de outros continentes e isso enriqueceu a nossa cultura realmente, mas nós temos a nossa própria cultura.









27 de nov de 2016

PATRIMÔNIO HISTÓRICO ESQUECIDO

ACERVO DENTRO DA CAATINGA | Fonte da imagem: lugaresesquecidos













ACERVO DENTRO DA CAATINGA









       O nordestino é muito católico, é só prestarmos atenção na quantidade de festas e comemoração de santos católicos padroeiros das cidades dessa região. No interior dessa região, também não foge à regra. Vemos que o nordestino por si só, já tem a tradição de ser fervoroso quando se trata de religião. Também vemos que nessa região o turismo religioso é muito praticado, pois sempre tem festas religiosas em comemoração a algum santo da igreja católica. 






       Também podemos destacar aqui, essa religiosidade estampada dentro da caatinga nordestina, através de milhares de capelinhas dentro do bioma nordestino. Por onde você andar dentro dessa floresta branca, você perceberá que vai existir uma pequena capelinha, para que os sertanejos daqueles locais possam orar e fazer seus pedidos a Deus e aos santos da igreja católica. Geralmente, essas capelas, eram construídas por várias famílias abastardas, que tinham grandes quantidade de terras espalhadas em alguns desses municípios de algumas dessas sub-regiões nordestinas. 






       Elas antigamente, serviam também para missas dominicais, para batismos e orações com Deus, ou seja, para o homem se aproximar mais de Deus. Nos dias de hoje, ainda vemos muitas dessas preciosidades espalhadas no sertão e em todos os cantos da região Nordeste do Brasil. A arquitetura dessas construções, são impressionantes, pois cada uma delas tem um formato diferente e sempre vai mudando de uma para outra, mas também podemos encontrá-las com o mesmo formato e da mesma cor, a cor branca, que é a mais comum nessa região. 






       Essas capelas já fazem parte da cultura nordestina e também fazem parte dessa paisagem sertaneja. É bem comum quando a gente está viajando pelo sertão ou por qualquer outra parte do Nordeste brasileiro, a gente avistar elas espalhadas dentro de alguma fazenda dessa região. As pequenas capelas do Nordeste, eram construídas ou através de doações de pessoas que tinham mais posses, ou eram doadas por essas pessoas, para algum distrito encravados nos mais longínquos rincões dessa região, ou elas eram construídas dentro das fazendas desses grandes fazendeiros. 






       Também temos que falar aqui, que algumas dessas igrejas estão abandonadas e em má conservação. Isso preocupa, porque elas fazem parte de um acervo cultural do Brasil. O mais importante seria, as autoridades responsáveis por catalogar esse acervo cultural tão importante do Brasil, tentarem fazer reformas na parte estrutural desses acervos, para que o Nordeste brasileiro tivesse mais pontos culturais dentro da caatinga e em outros estados brasileiros vom uma boa conservação física. Do ponto de vista cultural, isso é extremamente negativo, pois esse acervo está sendo destruído pelo tempo, e pior, sem ter manutenção alguma. 






       Talvez esses lugares sejam esquecidos, porque isso não interessa aos políticos ou a alguns empresários. Infelizmente o nosso acervo está sendo destruído pelo tempo e ninguém consegue fazer absolutamente nada para recuperá-lo. É uma pena, porque eles fazem parte da história de um povo que constrói essa nação. Um país sem memória é um país sem identidade. Hoje no sertão nordestino, vamos encontrar uma variedade de pequenas e médias capelas encravadas dentro do bioma nordestino ou não, algumas são conservadas e outras nem tanto, isso é uma parte de uma vertente da cultura nordestina, a parte religiosa dessa região.



9 de abr de 2016

MONT SERRAT

MONT SERRAT | Fonte da imagem: panoramio








A PONTA DO HUMAITÁ






      É muito gostoso falar de várias histórias sobre o nordeste brasileiro e também de seus pontos turísticos que só nos enche de orgulho. Nessa região poderíamos dizer e citar milhões de atrações turísticas e belas histórias sobre a nossa própria história, desde o Brasil império, Brasil colônia e Brasil república e em cada história dessas iríamos nos surpreender bastante, pois temos influências de várias culturas e isso foi o que enriqueceu mais nossa história. 





      Não é de agora que temos igrejas seculares com uma preservação de dar inveja a qualquer um. Vamos falar aqui de uma pequena igreja incrustada sobre recifes e que fica localizada na Ponta do Humaitá, em Mont Serrat, um bairro de Salvador, fazendo parte da cidade baixa dessa linda capital nordestina e cosmopolita, Salvador. Nesse bairro, encontramos uma arquitetura bem antiga. A igreja de Mont Serrat, que também é mosteiro, data do ano de 1580 e foi construída pela família Gárcia D’Ávila muito tradicional e rica da Bahia. 





      Ele doou o templo ao Mosteiro de São Bento. Logo no início do século XX ela foi reformada e o altar-mor recebeu ornamentos da Igreja de São Bento. O convento e a igreja pertence a ordem dos beneditinos. O conjunto harmonioso projeta-se para o mar gerando uma paisagem aérea incrível. A ponta do Humaitá agrega esse lindo conjunto arquitetônico do Mosteiro e a Igreja de Mont Serrat, e o antigo Iate Clube de Mont Serrat, e várias casas no estilo arquitetônico do século XIX, também existe um farol construído no começo do século XX para guiar as embarcações vindo de outros lugares e que passam por aquela região. 





        O culto à Nossa Senhora do Monte Serrat é originado dos tempos medievais no velho mundo, já no Brasil esse culto vem da época colonial do Brasil. Todo esse acervo está localizado em uma pequena península sobre a Baía de Todos os Santos conhecida como Ponta de Monte Serrat, foi em uma época passada que esse lugar servia como ponto estratégico para a observação da Baía e defesa da cidade de Salvador. O nome dado a esse local foi em referência à imagem da virgem espanhola, trazida por um padre jesuíta que implantou a devoção a Nossa Senhora de Mont Serrat, no local. 





        Toda essa área da ponta de Humaitá, que inclui o forte, a igreja e o farol de Mont Serrat, pertence ao Parque Regional de Manutenção do Exército. Esse lugar é considerado um dos mais belos pontos da cidade de Salvador. A sensação que ele passa para todos nós, é de tranquilidade, calmaria e uma paisagem de cinema. Sendo assim, vemos que em cada cantinho do nordeste do Brasil encontramos um pouco da nossa história, seja no período imperial, colonial ou república, sempre vamos encontrar a força de todos nós brasileiros no crescimento cultural, social e econômico do nosso Brasil. A nossa história é belíssima e muito rica, cabe a cada um de nós antes de sair para conhecer coisas novas, conhecer a nossa própria história e o nosso próprio país. Indo a Salvador, procure conhecer esse pedaço da nossa história.


.






                                 
                                                                                  




14 de dez de 2015

PATRIMÔNIO ARQUITETÔNICO



                                                                                       
                                       


                                 LUGAR DE ORAÇÕES


     

     Uma capelinha com ares de filmes dos anos 20, encravada bem próximo ao mar de Pirangi do sul, e que pertence ao município de Nísia Floresta RN. 


      Essa capela tem uma beleza rústica que chama atenção tanto dos turistas quanto dos nativos, pela sua beleza arquitetônica e simplicidade do lugar. 


      As pessoas que visitam esse local, ficam com ar de felicidade ao encontrar um lugar tão simples, e um patrimônio arquitetônico do começo do século passado escondido. 


      Esse lugar tem uma pequena capela que acolhe os religiosos do local de Pirangi do Sul. Na verdade Pirangi do sul começou a erguer as primeiras residências ao redor da capelinha. 


      Quem começou a erguer as primeiras casas, foram os pescadores do local. Essa capela foi erguida em um terreno doado por Manoel Joaquim Freire, Rita Maria de Macedo e Ignez Emiliano Freire, isso no século XIX. 


      Ela foi erguida em louvor de Nossa Senhora da Soledade. A sua construção começou a ser erguida a partir de 1920. Os festejos em comemoração da padroeira de Pirangi do Sul vão do dia 15 a 23 de novembro. O conselho da capela sempre se reúne todos os sábados. 


      Entre missas, terços, novenas, e outros festejos católicos, a doutrina da igreja vai arrebatando mais fieis para o seu rebanho e conservando os que lá estão. Essa capelinha é um marco histórico na cultura dos moradores desse lugar e da própria história dessa comunidade.


      Entre casas de veraneio e a paisagem linda da praia, ela se destaca pela sua beleza natural que a sua arquitetura mostra para todos nós. 


      Com um cruzeiro bem na frente da capela e uma espécie de pracinha, com bancos de madeiras, esse lugar traz mais beleza para a conjuntura da história desse patrimônio arquitetônico e cultural desse lugar. 


      Eu particularmente fiquei impressionado com toda essa maravilha que eu vi em Pirangi do Sul. Aproveitei para degustar um prato regional a base de mariscos do mar e verduras acompanhado com um feijão verde e farofa. 


      E aproveitei para apreciar essa capela e esse lugar que nos faz muito bem. Aconselho a todos a conhecerem esse local do Rio Grande do Norte.

10 de set de 2015

CARTÃO POSTAL DE PICOS

                                                                               Fonte da imagem: dp.15

                                               
                               ESTILO NEOGÓTICA

   Que no sertão nordestina tem igrejas belíssimas disso eu não tenho nenhuma dúvida, mesmo porque o povo sertanejo é muito católico e tais construções sempre eram erguidas nos séculos passados, uma dessas igrejas está situada na cidade de Picos no Piauí. Hoje como catedral Nossa Senhora dos Remédios. 

   Ela tem um estilo neogótica e que tem como destaque as suas duas belas torres campanário situadas uma a cada lado de sua fachada principal com seus 40 metros de altura. Com uma estrutura quadrada em forma de pirâmide pontiaguda ela se destaca por sua oponente beleza e que se torna um dos principais cartões postais dessa cidade. 

   Essa igreja é considerada uma das igrejas mais bonitas do Nordeste Brasileiro. Foi eleita uma das sete maravilha do estado piauiense. A sua construção aconteceu no século XlX, pelo Pe. Dr. José Antônio Maria Pereira Ibiapina, sendo feita em apenas noventa dias. Naquele mesmo ano a onde foi iniciado a construção da igreja, foram doados os sinos para as suas torres, e quem fez isso foi o Sr. Justiniano Antônio de Macêdo. 

   A construção da atual Igreja Catedral de Nossa Senhora dos Remédios foi iniciada pelo Padre José Ignácio de Jesus Madeira no dia 1º de outubro de 1948 e no dia 1º de janeiro de 1969 foi feito à benção solene. Ela é o principal ponto turístico da cidade e palco de muitos festejos da Padroeira Nossa Senhora dos Remédios. Chegou a ser dedicada Igreja Catedral de Nossa Senhora dos Remédios em 15 de agosto de 1976 pelo então Núncio Apostólico do Brasil, Dom Carmine Rocco.      
   
   Seus festejos vão de 05 de agosto a 15 de agosto. Resumindo o que essa igreja representa para essa cidade, a gente pode falar que ela é o centro da forte evangelização do povo de Deus, reunindo as famílias e os devotos católicos, e orientando todos para construir um mundo melhor sem hipocrisia, e dando um voto para todos que ali frequenta renovarem um voto em cristo. Essa catedral já comemora uma programação muito extensa, já são 165ª Festa de Nossa Senhora dos Remédios, a padroeira da cidade e da Diocese de Picos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...