, A ARTE DE NEWTON AVELINO: TURISMO NO NORDESTE A ARTE DE NEWTON AVELINO: TURISMO NO NORDESTE

SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!
Mostrando postagens com marcador TURISMO NO NORDESTE. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador TURISMO NO NORDESTE. Mostrar todas as postagens

19 de fev de 2018

TURISMO RELIGIOSO

SERRA DO BODOPITÁ | Fonte da imagem: geotrilhas









SERRA DO BODOPITÁ







      A pedra de Santo Antônio, é um ponto turístico religioso que fica na Serra do Bodopitá no município de Fagundes, no estado da Paraíba. Essa pedra é formada como tantas outras, por agrupamentos de diversos minerais e que formam as montanhas. São minerais sólidos que formam elas. E essa é uma como tantas outras que estão espalhadas no sertão e no agreste nordestino que, terminam se tornando pontos turísticos; tanto pelas suas belezas quanto pela fé do homem do Nordeste. 





      Na verdade, reza à lenda que, essa pedra começou virá ponto de visita desde a época que acharam uma imagem católica de Santo Antônio dentro de uma das fendas dessa pedra lá pelo século XlX. Alguns descendentes de escravos vindo de Pernambuco, foi quem encontraram essa imagem dentro da fenda dessa rocha, e depois de muito tempo levaram a mesma imagem para uma igreja em Fagundes, só que misteriosamente a imagem tornava a voltar para a rocha, local de origem. Depois do terceiro desaparecimento, a pequena passagem tornou-se de difícil acesso e a imagem nunca mais foi vista. No ano de 1904, foi erguida uma capelinha no lugar, com uma estátua de Santo Antônio. Depois disso, começaram as romarias que ocorre até os dias atuais. 





      Hoje em dia, milhares de devotos de Santo Antônio sobem a pé os quase 2 quilômetros que separam a rocha da simpática cidade de Fagundes, uma pequena cidade situada no pé da serra e principal porta de entrada para os encantos escondidos na pedra. Depois que você chega até à pedra, você tem o trabalho de rastejar por uma fenda de 40 cm que foi esculpida pelo vento, no pé da grande rocha. Os fiéis além de obterem curas para as diversas enfermidades, os devotos garantem que, uma vez realizado o sacrifício, no próximo ano ele consegue um casamento. Não é de agora que Santo Antônio é conhecido como santo casamenteiro. 





       Além de muitas festas católicas e de muitas romarias no local, você ainda pode se deliciar com um bom forró pé de serra e com um cardápio tipicamente regional. Fagundes é um pequeno município do compartimento da Borborema, situado a 120 km de João Pessoa, comemora largamente as homenagens de milhares de brasileiros a Santo Antônio. Por lá você irá encontrar um cenário repleto de trilhas ecológicos e monumentos naturais, o recanto atrai, além dos turistas aventureiros, milhares de fiéis que visitam o lugar para agradecer as graças alcançadas em devoção a Santo Antônio. 





      Apesar de não possuir ainda infraestrutura adequada para receber um número maior de turistas, a Serra do Bodopitá já se destaca como ponto para a prática de Treking(, trilhas pelas matas), assim como para quem gosta de desafiar o medo através de esportes de aventura, como por exemplo, o rapel e da escalada em rocha. Nos passeios pela Serra e possível ter ainda um contato direto com a fauna local, formada principalmente por répteis e pássaros típicos da região. Quem chega a Campina grande vindo de João Pessoa, à capital paraibana, vindo pela BR 230, não pode deixar de se admirar com a imponente cadeia de montanha que forma a Serra do Bodopitá. Ali, existe quase 900 metros de altitude em relação ao nível do mar. Se você vier à Paraíba, não deixe de conhecer esse maravilhoso local. Procure um guia autorizado, alguém que conheça o local.




      

2 de mai de 2017

TEMPLO CULTURAL DO NORDESTE

ATRATIVO TURÍSTICO | Fonte da imagem: Teatrocaetanno's Blog










ATRATIVO TURÍSTICO








      O sertão do Nordeste brasileiro tem vários atrativos turísticos, tanto dentro do seu bioma, a caatinga, como fora dele, ou seja, na maior parte do seu litoral. Em algumas partes do seu bioma, existem vários pontos turísticos criados pela própria mãe natureza. Deus nos deu toda beleza desses locais, o homem apenas entrou com infraestrutura, logística e divulgação desses pontos turísticos. Quando algumas sub-regiões dentro do Nordeste brasileiro não beneficiado pela natureza com pontos turísticos naturais, o homem cria. 





      Ele inventa alguma coisa que gere emprego e renda para aquelas pessoas desses locais, sem falar que movimenta o setor cultural desses lugares. Um exemplo real disso, é a cidade-teatro de Nova Jerusalém, onde acontece desde 1968 o espetáculo da Paixão de Cristo, que acontece na semana santa. Esse teatro aberto fica na cidade de Brejo de Deus que fica a 48 Km de Caruaru e a 190 da capital de Pernambuco, Recife. Ele fica no distrito de Fazenda Nova aonde fica esse teatro. A construção dele, tem 100.000², com uma muralha de 3.500 metros por 9 metros de altura, com 70 torres. 





      No local do teatro existe uma pousada: Pousada da Paixão. O espetáculo da paixão de Cristo é um dos mais importantes para o setor turístico do estado de Pernambuco. Nesse período, as pousadas e hotéis da região chega a lotar mais do que em outras épocas de festejos. Mais de 250.000 pessoas circulam pela cidade, durante a época da semana santa. Umas 90 mil assistindo ao espetáculo da paixão de Cristo, e o restante no entorno da cidade teatro. Também existe feiras de artesanato e de alimentação. Esse local é uma réplica da cidade de Jerusalém, em Israel. Esse teatro é considerado o maior teatro ao ar livre do mundo. A paixão de Cristo de Nova Jerusalém, completa 50 anos de apresentação no maior teatro ao ar livre do mundo, em 2017. 






      Desde que foi inaugurada, a paixão de Cristo, vem sendo encenada por 450 atores e figurantes, todos os anos, envolvendo mais outras centenas de profissionais na sua produção. Visto por cerca de 4 milhões de pessoas ao longo de sua existência, o espetáculo, que em 2016 será realizado de 19 a 26 de março, onde conta a vida de Jesus enfocando alguns dos principais fatos relatados na Bíblia sagrada. Iniciando com o sermão da montanha e terminando com a linda cena da ascensão de Jesus Cristo, aos céus. São nove palcos plateia com uma arrojada cenografia que reproduz lugares, ambientes e prédios de Jerusalém daqueles tempos de Jesus. 






      Como o templo, fórum romano, o palácio de Herodes e o Monte do Calvário. Ainda existe um lindo e rico figurino dos atores, e muito efeito especiais, enriquecendo e deixando ainda mais próximo das cenas reais que aconteceram na época de Jesus Cristo. A ideia de construir esse enorme projeto foi de Plínio Pacheco, que chegou a Fazendo Nova em 1956. Mas o seu plano só veio dá início no ano de 1968, com o primeiro espetáculo na Nova Jerusalém. Sua inspiração foi através de um evento da páscoa semelhante, realizado por habitantes de uma cidade alemã, para criar algo que atraísse turistas e movimentasse o comércio local. 






      Os primeiros espetáculos da pequena vila, começaram com a participação apenas de familiares e amigos. Com o passar dos anos, as encenações começaram a atrair atores e técnicos de teatro do Recife e depois foi ganhando notoriedade em outros estados passando de pequeno espetáculo para grande espetáculo até chegar aos dias atuais. Além de um grande espetáculo cultural e teatral, virou um grande negócio, que gera emprego e renda, direta e indiretamente para o povo dessa região.









21 de fev de 2017

UMA CULTURA PRAIANA

MODO SIMPLES DE VIVER | Fonte da imagem: TripAdvisor












MODO SIMPLES DE VIVER








       O litoral do Nordeste brasileiro é realmente um dos lugares mais belos para se passar férias e para ser desbravado. Com águas mornas em umas praias e águas mais frias em outras, esse litoral tem muito atrativo para ser mostrado e ser devidamente conhecido pelos turistas, tanto do Nordeste e do Brasil quanto pelos turistas internacionais. Com sol forte e muito calor, essa região tem um verão de 365 dias do ano, que favorece e muito, para um grande verão, e para que os turistas gostem muito das praias do Nordeste. 





     Esses ingredientes são muito importantes para um verão de sucesso. A região litorânea dessa região, é considerada “o caribe do Brasil”. Dentre muitas cidadezinhas litorâneas, escolhemos uma para destacar uma pousada, pois se tratando de verão, claro que a infraestrutura desses locais tem que ser impecável ou não, vai depender muito da administração desses locais. Jericoacoara é um desses lugares que se coloca o pé na área sem preocupação com nada. 





      A cidade é um charme só, fica localizada a cerca de 300 KM de Fortaleza, a capital do estado do Ceará, é uma antiga vila de pescadores e hoje é uma das praias mais conhecidas por ser um verdadeiro paraíso, com grandes atrativos. Como esse é um lugar que não é tão explorado, comparado com outras cidades da região Nordeste, a chegada até Jericoacoara não é muito fácil, tem que ser através de carros 4x4 ou jardineira, uma espécie de caminhão aberto que tem capacidade para umas 25 pessoas. 





      Mas vamos falar aqui hoje é de uma pousada que está localizada em Jericoacoara e que tem uma arquitetura daquelas de dá água na boca e deixar todos nós estarrecidos com a sua colorida e linda arquitetura de bom gosto. Um verdadeiro colorido tropical. Estamos falando da Pousada Ibiscus, que se parece mais com um Hotel rústico. Ela fica próximo da praia, uns 3 minutos se o turista for a pé. Com suas acomodações a pelo menos uns 250 metros da beira mar, essa pousada de alta qualidade dá para os turistas, todo o conforto de uma pequena cidade praiana que fica no litoral nordestino. 





      Ela tem quartos com ar condicionados e uma decoração bem tropical, um colorido que faz dela uma pousada diferenciada das outras. Seus quartos têm varandas privadas e todos estão equipados com frigobar e cofre, e um serviço de wifi disponível em todas as dependências. Ela oferece um bufe de café da manhã todos os dias, e se você quiser outras refeições você pode ir até o centro, que fica a 200 metros do hotel. Na pousada Ibiscus você pode desfrutar de passeios a cavalo através do Parque Nacional de Jericoacoara. Também pode reservar passeios de buggy nas dunas. 





      O local para esportes náuticos como windsurfe fica apenas a 300 metros da Pousada. Essa pousada é uma das que, pode te dá um dos melhores custos benefício de hospedagem em Jericoacoara. A equipe da pousada, sempre está disponível para atender aos hóspedes, sendo assim, você pode se sentir como se estivesse em casa. Então vemos que, quem vem para o Nordeste brasileiro atrás de boas férias a beira mar, deve primeiro consultar cada pousada daquele lugar que ele quer passar suas férias, para depois, fazer a reserva em alguma pousada. 





      Para chegar a Jericoacoara, no Ceará, indo por Fortaleza, você pode pegar um ônibus e a viagem só dura 6 horas, depois pega uma jardineira até Jeri, mais uma hora. A outra opção é contratar um transporte particular. Para chegar a Jericoacoara tem que ser um carro 4x4. A beleza e o bom trabalho hoteleiro da Pousada Ibiscus podem deixar o turista a vontade como se você estivesse em casa. A beleza do lugar é outro fator que pode te surpreender, pois o colorido desse local é diferenciado e contrasta com atmosfera do ambiente. Antes de fazer sua viagem, o turista tem que entrar em contato com o seu guia turístico para que suas férias não seja um desastre.















26 de dez de 2016

TURISMO NO SERTÃO

CÂNION NA CAATINGA | Matraqueando












CÂNION NA CAATINGA







       A região nordestina é simplesmente diversificada de belezas naturais abençoadas por Deus, sendo menos favorecida pelos fenômenos climáticos como por exemplo, invernos regulares. Para isso, alguns estudiosos tem uma explicação: a ocorrência do El Niño, fenômeno de aquecimento das águas do oceano Pacífico que transforma todo o clima global. 





      Por aqui ele enfraquece a brisa do atlântico sul fazendo, assim, que pouca umidade chegue ao sertão Nordestino. Com isso, essa região é toda afetada, tanto economicamente como socialmente, quase sem infraestrutura em algumas sub-regiões, alguns setores procuram suprir a falta de chuvas com iniciativas dentro do próprio bioma do Nordeste.






      Então, dentro da caatinga, alguns setores públicos ou privados, procuram implantar centros turísticos para gerar emprego e renda dentro dessas regiões, e uma dessas iniciativa é que alguns pontos do rio São Francisco são usados como turísticos e um deles fica dentro do Estado de Sergipe, que é o passeio de catamarã. 





      Esse passeio sai da cidade de Canindé que fica a 200 quilômetros de Aracaju. Depois de meia hora de navegação, os turistas chegam ao imponente cânion do Xingó, com direito a mergulho nas águas verdes e cristalinas do rio São Francisco, o maior rio do Nordeste brasileiro. 





      Uma das opções é você pernoitar na cidade de Canindé e, no dia seguinte, conhecer o município de Piranhas. Essa cidade ficou famosa por ser ela uma das que o cangaceiro Lampião e o seu bando gostavam de acampar depois de suas aventuras dentro da caatinga do nordeste brasileiro.  






       O passeio é feito com escuna ou catamarã e envolve contato com a natureza que é a vegetação típica do semiárido, belas formações rochosas de arenito, grutas, cavernas e pinturas rupestres. Tem uma caminhada que envolve grandes dificuldades e momentos de aventuras, claro que existe acompanhamento de profissionais qualificados. 





     A emoção é imensa só em você pensar que está em trilhas que foram os índios que andaram por elas, já que foram os primeiros habitantes do lugar. Esse lugar só foi possível depois das águas represadas do Rio São Francisco para a construção da Usina Hidrelétrica do Xingó, inaugurada em 1994, na divisa entre os Estados de Alagoas e Sergipe.







       A infraestrutura do lugar é boa e os barcos são bem equipados. Tem banheiro e lanchonete, servem espetinhos de carne frango, bebidas e sorvetes. Depois de 30 minutos de navegação pelo Rio São Francisco, começa a aparecer os primeiros cânions como a Pedra do Galvão, o Morro dos Macacos e a Pedra do Japonês. 





      Destino ainda pouco conhecido dos brasileiros, o Cânion do Xingó é uma das maiores maravilhas naturais dentro da caatinga e é considerado o quinto maior do mundo e o maior navegável, ele possui paredões rochosos esculpidos pelo tempo e clima, e tem mais 60 mil anos. Quando vier ao Nordeste do Brasil, procure conhecer esse lugar, pois é uma maravilha dentro do bioma nordestino que você não encontrará em nenhum canto e, lembre-se, procure sempre um guia credenciado.







20 de nov de 2016

FÉ RELIGIOSA

TURISMO RELIGIOSO | Fonte da imagem: Missão Cristã de Evangelismo Mundia











TURISMO RELIGIOSO







       A região Nordeste do Brasil, é uma região que modéstia à parte, é muito privilegiada pela natureza que Deus criou, e que, quando isso não acontece em certos pontos da caatinga nordestina, os sertanejos criam algo em alguma dessas regiões dentro do sertão, para que isso sirva como ponto turístico e eles possam ter emprego e renda naquela região beneficiada pela aquela obra. Uma dessas regiões beneficiadas, foi o município de Santa Cruz no Rio Grande do Norte. 






       Lá foi erguida uma estátua da santa da igreja católica, Santa Rita de Cassia. Ela é considerada a maior imagem católica do mundo. Essa imagem tem 56 metros de altura incluindo seu pedestal de 6 metros. A obra custou cerca de R$ 6 milhões de reais, e foi com recursos municipal, estadual e federal. 






      Podemos dizer assim que, o turismo nessa região nordestina é realmente um dos carros chefes da chamada economia informal, e que, sempre produz dividendos para o povo mais pobre dessa região tão sofrida pelas adversidades do local. Seja em empregos diretos ou indiretos. 






       O turismo religioso é um dos que, são mais praticados dentro do sertão ou dentro das outras sub-regiões do Nordeste brasileiro, pois o nordestino é muito fervoroso em sua fé e com os santos da igreja católica. Eles sempre estão de uma forma ou de outra, fazendo festas comemorativas para algum santo católico, isso no Nordeste é muito constante, pois também é bem cultural. Essa escultura é considerada bem mais alta do que o Cristo Redentor no Rio de Janeiro. Na festa dessa padroeira, é comum as pessoas irem prestigiar o evento e fazerem seus pedidos. 






       A festa chega a receber cerca de mais de 50 mil pessoas. Essa imagem está sobre o Monte Carmelo e é considerada a estátua mais alta da América Latina, e que deve ser um orgulho para o município de Santa Cruz no Rio Grande do Norte. 






       Quando estamos aos pés desse monumento, vemos uma bela vista panorâmica da cidade de Santa Cruz e também vemos, a BR 226 cortando a caatinga nordestina. A tendência é que, o seguimento do turismo religioso no turismo rural, cresça ainda mais dentro do Rio Grande do Norte. A região faz parte da região do Trairi.






        Para que os visitantes tenham um melhor conforto e comodidade, existe uma promessa por parte do poder público estadual, em estalar um teleférico no “Complexo Santa Rita de Cássia”, isso geraria mais emprego e renda, e fortalece mais, o turismo religioso nessa região. Esse teleférico levará as pessoas através de bondinhos, até o complexo da Padroeira da Cidade. 






       É muito salutar essa ideia de colocarem esse teleférico nesse complexo, pois ele recebe por ano, cerca de mais de 500 mil pessoas, e a tendência depois que instalarem esses bondinhos, é que, o aumento do fluxo de visitação a esse complexo, aumente. 






       O teleférico que estão querendo instalar nesse local, ele tem mais ou menos uma extensão de pelo menos uns 830 metros de extensão, e terá sete torres de sustentação e retenção e será composto por duas estações, sendo a estação motriz no Alto e Santa Rita, e a outra estação, na igreja Matriz, e se chamará Estação Retorno. 






       Essa obra gigantesca da padroeira de Santa Cruz, foi de fundamental importância para o município, pois trouxe frouxo de turismo nessa região, e também trouxe junto com esse turismo, emprego e renda para algumas pessoas dessa cidade. Vindo ao Rio Grande do Norte, procure conhecer esse lugar maravilhoso.







29 de out de 2016

ENTRADA PARA O DELTA

ÁREA DE PRESERVAÇÃO | Fonte da Imagem: Delta do Parnaíba











ÁREA DE PRESERVAÇÃO






 
      Se existe um negócio que o estado do Piauí tem, esse negócio é a beleza que esse estado tem, isso tanto no sertão como no seu litoral. A cultura piauiense é bem diversificada e rica. A cozinha piauiense é maravilhosa e eclética, é um manjar. A água desse estado é uma das melhores do Brasil, costuma-se dizer, que quem toma a água do Piauí, sempre voltará por lá. Mas vamos falar aqui um pouco, de uma localidade e de um porto que serve de ponto de apoio para quem vai conhecer o “delta do Parnaíba”. 






       O porto dos tatus, está localizado na ilha grande, cerca de uns 11 KM da cidade de Parnaíba. Ele é a porta de entrada para quem quer embarcar para passeios no Delta. A maioria dos passeios, saem de lá. Antigamente, alguns dos passeios, saiam do Porto das Barcas, mas hoje em dia, são poucos os que saem desse porto, os passeios de hoje, saem mais pelo o Porto dos Tatus. O processo de urbanização do Porto dos Tatus, está em andamento. Ele fica no município de Ilha Grande, no litoral piauiense. Com a urbanização do Porto dos Tatus, os turistas e ribeirinhos, ganharão um mirante, de onde terão uma vista panorâmica do Delta do Parnaíba. 






      Nesse local, também vão construir lanchonetes, pista de pouso de Helicópteros e um grande estacionamento. Nesse projeto, vai ter uma grande plataforma de embarque e desembarque de passageiros, e uma outra, para desembarque e embarque de mercadorias. Como vemos, esse projeto vai contemplar esse local com geração de emprego e renda para as famílias que moram nessa região. Essa região do Delta, é visitada o ano inteiro, e é esse porto que dar acesso as 73 ilhas que formam o Delta do Parnaíba. 






        Os ribeirinhos também usam esse porto, para se locomoverem para as vilas de pescadores e ilhas habitadas e que estão dentro do Delta do Parnaíba. No projeto que vai beneficiar o Porto dos Tatus, a área ganhará local para comercialização de artesanato, para palestras, exposições, apresentações culturais e área para as crianças brincarem. Nessa área também, existirá um cinema. Tudo indica que essas benfeitorias que vão ser feitas nesse local, irão melhorar o fluxo turístico desse porto, pois através de obras como essas, sabemos que o conforte e a comodidade para turistas e nativos dessa região é de vital importância para que esse local funcione com qualidade para beneficiar quem por ele passa. 






       A importância desse porto para toda essa região é tão grande, que a Companhia Docas do Maranhão, e o Governo do Estado do Piauí, construíram um atracadouro simples nesse local, mesmo sendo do lado que fica o estado piauiense, pois é que lá, é a porta de entrada para o Delta do Parnaíba, pois esse Delta está espalhado dentro dos dois estados Nordestinos, mas esse porto é um ponto mais estratégico para a entrada para todo o Delta. 






       Sabemos que, com essa urbanização desse Porto, o local vai ter um grande impulso econômico, social e cultural, mas também é preciso que a iniciativa privada invista nessa obra, para que as pessoas que por lá passam, tenham mais conforto quando estiverem usando esse local. Quando chegar em Parnaíba, será necessário dirigir-se ao Porto dos Tatus, para poder embarcar em um dos passeios do Delta. Você indo ao Porto dos Tatus, de carro, você vai cruzar a cidade de Parnaíba até o centro da cidade, em seguida segue em direção ao Porto das Barcas. 






       Cruze a Ponte para a ilha de Santa Isabel (por cima do Porto das Barcas) e siga reto pela estrada. Você verá a sinalização das placas que te indicam a onde fica o Delta do Parnaíba, depois você vira à esquerda, na bifurcação. Então você passará no meio de uma pequena vila, e continue seguindo a estrada principal,  vire à esquerda na placa. Então quando você chegar no final da rua, é onde fica o Porto dos Tatus. 






      Os embarques, são feitos no centro, próximo à ponte do Porto das Barcas. Indo ao Piauí, não deixe de conhecer esse cartão postal piauiense, uma maravilha que Deus deixou aqui na terra, para que nós. Uma maravilha da natureza feita pelo criador. O estado do Piauí pode te surpreender bastante, pois esse estado tem história, tem cultura e tem arte. Para falar do Piauí, é preciso conhece-lo, pois essa região, tem lugares maravilhosos que precisam ser conhecidos e divulgados. O calor humano dessa terra, é muito maior que o calor do seu clima. Visita o estado do Piauí, você ficará encantado.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...