A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura: cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: RIQUEZAS DO NORDESTEBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: RIQUEZAS DO NORDESTEBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: RIQUEZAS DO NORDESTEBlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato
Mostrando postagens com marcador RIQUEZAS DO NORDESTE. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador RIQUEZAS DO NORDESTE. Mostrar todas as postagens

11 maio, 2016

CONGLOMERADO NO NORDESTE

FÁBRICA DE JIPES DO NORDESTE | Fonte da imagem: engenhariadeproducaoindustrial    |   O nordeste brasileiro é um dos estados mais atraentes do Brasil para investimentos. Hoje essa região é uma das que mais cresce no Brasil.












FÁBRICA DE JIPES







      O nordeste brasileiro é um dos estados mais atraentes do Brasil para investimentos. Hoje essa região é uma das que mais cresce no Brasil. No nordeste, além de alguns estados darem em forma de inventivos um certo período para que alguns conglomerados se instalem, em alguns desses estados, eles não cobram impostos por determinado tempo, para que isso seja transformado em emprego e renda, para as regiões de implantação industrial. 





      Esses investidores também tem com como aliado, uma região que tem um clima ótimo, uma boa infraestrutura e por fim, uma ótima logística, tudo isso conta pontos para as empresas que querem investir no nordeste brasileiro e também é ótimo para que elas gerem emprego e renda para as pessoas dos locais a onde essas empresas são instaladas. Podemos dizer hoje, que O Ceará, O Pernambuco e a Bahia, são alguns desses estados que investiram e incentivaram muito as empresas a se instalarem nas suas regiões. Isso depende muito dos Governos Estaduais, é claro. 





      Algumas empresas que se instalam nessa região, sempre comemoram com bons lucros e também o retorno dos investimentos.  A fábrica da Ford internacional que fabrica os Jipes Troller que se instalou no estado do Ceará, aliás, essa fábrica era quase fundo de quintal, quando a Ford comprou e ampliou par uma grande fábrica.  Outra empresa americana que fez um grande investimento recentemente na cidade de Goiana no estado de Pernambuco, Chrysler-Fiat. Esse polo automotivo da Jeep, fica nessa cidade, no litoral do estado de Pernambuco. 





      Esse investimento começou no ano de 2016, bem na contramão da crise, diga-se de passagem, que não é só no Brasil, é uma crise mundial, mas mesmo assim o Brasil vem investindo incansavelmente. Pois bem, a fábrica já começou a contratar tanto para ela, quanto para fornecedores de auto peças. 





         Então vemos que são empregos diretos e indiretos que a fábrica começa a abrir. A projeção sempre é animadora, pois é que as contratações se mantém ao longo dos meses. O incremento no número de empregados do polo automotivo está sendo impulsionado pelo início da produção comercial do Jeep Renegade, e pela nova picape Toro. 





      As demandas de mão de obra para o cargo de auxiliar de produção, com a prioridade para os moradores de Goiana. Essa fábrica fica na zona da mata pernambucana, e por si só, já é um grande desafio logístico, tanto para a chegada dos materiais e componentes que serão utilizados na fabricação dos veículos, quanto para o escoamento e distribuição da produção. Ela é a mais moderna e eficiente planta da FCA. 





      A fábrica Jeep de Pernambuco foi concedida para atender aos mais avançados processos globais de fabricação automotiva, ao aplicar mais de 15 mil das melhores práticas, apr mais moderna e eficiente planta da FCA, a fábrica Jeep de Pernambuco foi concebida para atender aos mais avançados processos globais de fabricação automotiva, ao aplicar mais de 15 mil das melhores práticas, aprimoradas dentro do sistema Word Class Manufacturing (WCM). Os focos estão, principalmente, na excelência na produção e na otimização do fluxo logístico. 





       A produção dessa fábrica, quando ela atingir o seu auge é de pelo menos de 250 mil carros ao ano, ou seja de 100 a 120 carretas do polo. A planta dessa fábrica soma uma área construída de 260 mil m². Bom, então eu fico muito feliz em ver o meu nordeste investindo e produzindo para o mundo, produtos que geram emprego e renda para esse povo tão alegre e tão ordeiro. 





        A distribuição de carros novos para as regiões Nordeste e Norte do país, serão utilizados motoristas predominantemente baseados no estado do Pernambuco. O nordeste a cada dia impulsiona mais e mais a produção industrial. O porto de suape é um dos pontos estratégicos para a logística do sucesso das indústrias do nordeste brasileiro, pois é por lá que o nordeste escoa a produção para vários pontos do mundo.








05 abril, 2016

FERROVIA NORDESTINA

TRANSNORDESTINA | Fonte da imagem: logweb








TRANSNORDESTINA 





      Bom...falar do nordeste brasileiro é sempre bom! Às vezes fico imaginando as pessoas que não acreditam muito no progresso dessa região por puro preconceito e outras por serem sempre negativas. Eu, portanto, não posso analisar aquilo que não acontece nessa região linda e maravilhosa, mas, do que eu vejo, sempre é bom falar. Pois as coisas boas que trazem prosperidade e um grande desenvolvimento para todos nós é claro que eu falo pois isso aqui é um pedacinho do Brasil e que nos últimos dez doze anos cresceu mais do que nos últimos cem.






      Todos já estão cansados de saber que essa região é próspera e tem um potencial exorbitante no que se refere a investimentos, aqui tem clima bom, tem um enorme espaço territorial, tem uma logística ótima, só falta mesmo que seja dado às empresas interessadas a vir instalar-se no nordeste brasileiro, um pouco de incentivo na área fiscal, isso em contraponto gera emprego e renda para as pessoas que estão no local de instalação dessas empresas.






    Vamos falar aqui do progresso da região nordeste do Brasil, vamos falar da ferrovia transnordestina. Essa é uma ferrovia que vai ser um dos marcos mais importantes para a região nordeste, depois da transposição do rio São Francisco que corta a caatinga dentro do nordeste brasileiro. Antes de começar sobre essa ferrovia, eu só queria lembrar aqui, que se o Brasil se interligasse entre o sul e o nordeste com várias ferrovias, tanto com trens de cargas e trens de passageiros, o Brasil tomaria uma grande impulsão no que se refere a economia de mercado. 





      A Transnordestina, é um elo entre o presente e o futuro para a região nordeste, para o Brasil e para as pessoas que diretamente ou indiretamente vão depender dela. Começando no Sul do estado do Piauí em Eliseu Martins e vai até o porto de Suape no Recife, mas também tem uma interligação entre o porto de Pecém em Fortaleza interligando até o Estado de Pernambuco, precisamente na cidade de Salgueiro. A gente percebe o quanto é importante essa ferrovia para todos os nordestinos.
Fiquei maravilhado vendo esse progresso monstruoso cortando o sertão e levando progresso para o nordeste e para o mundo. Isso se chama uma logística providencial que anda nos trilhos. 





      A ferrovia tem mais de 1.700 KM de extensão e poderá transportar até 16 milhões de toneladas anuais, isso só quando ela estiver operando em sua capacidade máxima. Deve ser transportados por ela: gesso, combustível, frutas e minério de ferro. O início desse projeto começou em 2006 para ser entregue em 2010, mas por motivo de atrasos nas obras parece que ficou acertado para ser entregue em 2018, tendo contrato de concessão firmado somente no ano de 2014.






     Como vemos, essa região é uma das mais promissoras para se investir já que há cada ano que passa ela cresce e com ela vem a infraestrutura. Por isso eu digo para todos, eu não posso deixar de elogiar aquilo de bom que eu vejo, claro que eu posso fazer uma crítica construtiva, mas também elogio. O governo federal investiu muitos milhões em uma grande obra que vai trazer benefício para todos. A transnordestina e a transposição do São Francisco, são duas grandes obras que o nordeste recebe de braços abertos.

















31 março, 2016

A CAPITAL DO JEANS NO NORDESTE

TORITAMA






TORITAMA





       O nordeste brasileiro é mesmo surpreendente para quem não o conhece pois para quem já o conhece, não é tão surpreendente assim. Aonde jamais poderíamos imaginar que ele fosse florescer, aí é que ele floresce. Em pleno agreste pernambucano, a força da geração de emprego e renda está visível através da movimentação das pessoas na cidade de Toritama. Bem, eu vou explicar o que acontece nessa cidadezinha nordestina.





         Como solo dessa região não tem um rio perene e também não tem pequenos açudes para que se invistam nele, a população dessa cidade foi forçada a buscar um meio de sobrevivência para que gerasse emprego e renda para todos que ali moram. Sendo assim, eles optaram em começar o ramo calçadista na região, inicialmente foi isso, então depois de alguns anos, isso fez dessa região, um polo produtor calçadista em destaque durante a década de 1970. 





       Anos mais tarde, essa atividade declinou-se em decorrência do aumento da concorrência da indústria de grandes calçadistas, isso fez o setor dessa região entrar no vermelho e pouco tempo depois, fechar as fábricas ali instaladas. Mais uma vez, a população teve que procurar outra forma de trabalho. Como não poderiam entrar no setor de pecuária e agrícola, optaram pela fabricação de Jeans industrial, começando com retalhos.






       A atividade proliferou no agreste pernambucano rapidamente, sendo que 15% das confecções feitas por jeans produzidas no Brasil, vem de Toritama. Veja que nesse relato do começo desse texto, a gente nota que o nordestino não desanima nunca, ele coloca um negócio, não deu certo, parte para outro, e assim sucessivamente até conseguir o sucesso desejado. Cidades das várias regiões do nordeste, realmente não existe emprego, a não ser na agricultura ou pecuária, isso quando existe uma terra fértil, mas a maioria são cidades que precisam de investimentos para crescer e foi isso que aconteceu com Toritama. 





       No parque das Feiras, fica concentrado o comércio da cidade e a maioria das lojas de roupas. A sua área é dividida em boxes e lojas, possuindo unidades de restaurantes e lanchonetes em seu complexo. O seu estacionamento comporta 2.000 veículos. Inaugurado em 2001 aoo todo são 1.518 boxes. A capital do Jeans é realmente surpreendente, mostra para o Brasil que a força do nordeste é impressionante, em uma cidadezinha do interior pernambucano gera emprego e renda e faz crescer a sua economia junto com a economia do nordeste e do Brasil. Essa cidade tem uma população de mais de 37 mil habitantes. 





       Ela fica aproximadamente 140 KM do Recife a capital do estado de Pernambuco. A sua história não é diferente de algumas outras cidades da região nordeste não, basicamente começam como povoados em terras de antigas fazendas de gado e que com o passar dos anos se transformam em pequenas cidades e vão crescendo economicamente ao seu modo e aos costumes das pessoas que ali vivem. Ela foi elevada à categoria de cidade em 29 de dezembro de 1953. 





       Os produtos de vestuário que são vendidos nessa cidade nordestina, são de excelente qualidade e com preço baixo. A cidade de Toritama atrai consumidores de todo o Brasil para comprar o seu jeans que é fabricado na própria cidade para a revenda. Sendo assim, vemos que esse nosso nordeste é lindo demais e, quando produz, ele produz para todos. É isso galera, viva Toritama, viva o nordeste e viva o Brasil.

















28 março, 2016

VINÍFERO

                                   
                                                         Fonte da imagem: quersaberpolitica





                                                       

                                                        

                                   COLHEITA DA UVA







       Falar das riquezas do nordeste brasileiro é fácil, pois vemos o quanto essa região produz e exporta os seus produtos. O nordeste para alguns, ainda tem aquele estigma social de que isso aqui é só fome e seca, e que a pobreza predomina. Felizmente isso hoje, é um equívoco. Não posso dizer que no nordeste do Brasil não tenha pobreza, claro que tem, mas não como antes, sei também que em todo quanto existe pobreza e miséria, mesmo nas maiores nações desse nosso mundo. 





         O importante é que o nordeste nesses últimos 12 anos, cresceu mais do que nos últimos 500 anos do descobrimento do Brasil, e isso trouxe mais dignidade para as pessoas mais simples e humildes dessa região. Vemos também que em algumas cidades a onde esse índice melhorou, foi porque teve algum tipo de investimento e de incentivo, começaram então, aparecer empresas em algumas dessas regiões atraídas por esses incentivos. Bom, vamos falar das riquezas do sertão nordestino aonde contribui e muito para a economia tanto do nordeste quanto do Brasil. Hoje a onde muitos acham impossível nascer algum tipo de vegetação, estão algumas das maiores e melhores vinícolas do sertão de Pernambuco. 






     Elas são as melhores e mais avançadas vitivinícolas do Brasil, estão justamente em uma das regiões mais secas do Brasil. É do vale do São Francisco, em Pernambuco que saem os melhores vinho, espumantes e sucos de uva do país e do mundo, graças a vários projetos e empresas que lá foram instaladas, graças a Deus isso foi possível nessa região. Essa área chega a produzir quase três safras por ano, sendo a segunda na produção de vinhos finos no Brasil, a partir de uvas vítis viníferas, também conhecidas como europeias. 





       Essa é a única região do mundo que produz vinho o ano todo. A safra anual brasileira desse tipo de vinho, fica em mais ou menos 40 milhões de litros, desses 40 milhões, 7 milhões são da região. Isso equivale a 15% da produção nacional. Não é só na cidade de Petrolina e nem na cidade de Juazeiro que as pessoas podem apreciar um bom vinho fabricado no sertão com uvas sendo irrigadas pelas águas do Velho Chico. No município de Lagoa Grande, em Pernambuco, aonde as principais atividades econômicas e fontes de renda são os cultivos de uvas, e também a produção de vinho, lá eles também tem o privilégio de apreciar o mesmo vinho. 






       O vale do São Francisco, é responsável por 99% de uva de mesa exportada para o resto do Brasil. As vinícolas do vale, são responsáveis por empregar mais ou menos 30 mil pessoas, isso na vinícola pernambucana/baiana. Interessante nisso tudo, é que uma coisa puxa a outra, o turismo do vinho tem cada vez mais tomando corpo nos locais a onde esses projetos se instalam. A começa pelo um agradável passeio pelo rio São Francisco, passando pela barragem de Sobradinho na Bahia, até chegar nas terras irrigadas das vinhas que fazem os vinhos conhecidos internacionalmente. 






      O vale do São Francisco também se transformou em um polo de desenvolvimento tecnológico da fruticultura irrigada, com apoio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), por meio de sua unidade descentralizada, a Embrapa Uva e Vinho, vinculada ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Como vemos, é de suma importância a participação do governo federal nos pequenos, médios e grandes projetos do Brasil. 






    Vemos que essa região do nordeste, é só uma de milhares de outras que já estão no cenário nacional e internacional e outras que poderão aparecer com a transposição do rio São Francisco, cortando o sertão nordestino e levando água, esse líquido tão precioso para os sertanejos plantarem e mostrarem a força que tem o sertão nordestino, tanto na agricultura e em outras vertentes econômicas da região. Para quem acha que o nordeste ainda tem aquele estigma social e econômico do século passado, é melhor procurar ler mais sobre a história contemporânea do nordeste brasileiro. Procure conhecer mais o nordeste brasileiro e procure ler mais sobre essa região do Brasil, pois com essa crise mundial ela ainda produz muita coisa, tanto para o mercado interno quanto pra o mercado externo.





24 março, 2016

MATANDO A FOME DOS BRASILEIROS








TABULEIROS DE RUSSAS






      Quando eu costumo dizer que tendo água no nordeste de tudo que se plantar, dá, isso não é um mérito meu, pois essa frase além de não ser minha, ela é bem mais velha do que todos nós. Pois, até um leigo nos assuntos de agricultura sabe que isso é perfeitamente normal. Não só no nordeste mais em qualquer parte do mundo. Acontece que são poucos os que fazem alguma coisa pelo sertão nordestino e outras áreas. Acho eu, que essa região ficou à mercê de águas de pequenos e médios açudes, já há bastante tempo. 





      Digo isso porque além dos carros pipas terem que tirar água dos açudes para socorrer outras populações nordestinas ainda tem o sol e a temperatura que evapora toda a água dos reservatórios nordestinos. Aqui tem terra rica e fértil que pode-se plantar em áreas com rotação de culturas, isso enriquece a terra. 





     Também vemos que um projeto gigantesco como esse, gera emprego, renda e ainda agrega as pessoas no econômico, cultural e social. Pois bem, vamos falar um pouco do projeto de irrigação Tabuleiro de Russas, que fica no estado do Ceará.






        Ele abrange terras dos municípios de Morada Nova, Russas e Limoeiro do Norte. Nesse projeto, são usados sistema de irrigação por microaspersão e gotejamento e ainda conta com água dos açudes Banabuiú e o Castanhão. Esse projeto gera receita acima de mais de R$ 80.000.000, com venda de produtos animal e vegetal. 





     Podemos dizer que ele é gerenciado pelo Distrito de irrigação (Distar), tem uma área cultivada em torno de mais ou menos 5.758,88 hectares, esse projeto é o maior do estado do Ceará. O projeto é cultivado por cinco produtores rurais, e entre alguns cultivos desse projeto, foi introduzido o plantio de uvas. Isso prova que no sertão ou em outra parte do nordeste brasileiro, tendo água, o que se planta dá, pois no sertão pernambucano, em plena Petrolina isso não é novidade nenhuma pois lá o projeto tem uma diversidade de frutas tais como: plantação de coco, uva, manga e outros.






      Em um primeira etapa, o DNOCS implantou 10.765,72 hectares de áreas irrigadas, isso no perímetro Tabuleiro de Russas, que é o maior do Ceará, que fica nas cidades de Morada Nova, Limoeiro do Norte e Russas. Já na segunda etapa do projeto as obras de infraestruturas foram concluídas, elas tem mais de 3.157 hectares de área irrigada na cidade de Russas a ser licitada para produtores. 





      Essa obra é financiada pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. Vemos então, que isso é um marco na economia do nordeste. O que acontece hoje, é que a oportunidade de crescimento e renda para o homem do campo, ficou mais fácil com o auxílio de créditos e insumos mais fáceis, e isso é uma grandiosidade para quem está no campo atrás de plantar. Tendo água e incentivo por parte do governo federal, o nordeste cresce no campo e na cidade, pois a produção vai crescer junto. A inclusão social também vem atrelada a tudo isso.








JIPE DOS SERTÕES



                               



                                               

                                                       

                                

                                 HISTÓRIA DE SUCESSO   






      Quando eu falo que o nordeste brasileiro é uma potência comercial, eu não estou falando nenhuma bobagem, apenas estou repetindo o que muita gente já sabe, porém ainda tem alguns que pensam que o nordeste do Brasil ainda é estigmatizado como uma terra de pobres e de fome, triste engano. O nordeste brasileiro de 12 anos para cá cresceu mais que algumas outras regiões brasileira. Isso porque teve incentivo tanto do governo federal, como incentivo da iniciativa privada em grandes projetos. 





         O nordeste hoje, é uma das melhores regiões do Brasil, para investimentos, para se visitar e para conhecer a fundo o que é essa região. Não precisa ser um conhecedor para ver o quanto isso aqui está crescendo. Alguns estados mais do que outros, mas em média, essa região cresce bem. Que as áreas em desenvolvimento são as mais convidativas para se investir em alguma coisa por aqui. O bolo da cereja é aqui, só precisa conhecer para tirar suas dúvidas. 





       Aqui tem um clima maravilhoso, tem uma terra ótima, e uma logística espetacular. Vou falar aqui de uma das fábricas de automóveis que começou pequena em 1995 na cidade de Horizonte, no estado do Ceará, e foi comprada pela gigante americana, à Ford do Brasil. A fábrica da troller foi ampliada e a sua capacidade produtiva também. Ninguém entendeu muito quando essa gigante do setor automotivo, comprou a troller. Uma fábrica artesanal mais que sempre foi sucesso diga-se de passagem, dentro do nordeste e fora dele. Até hoje os jipes troller fazem sucesso.  





       Eu acho que a ford percebeu isso, e investiu na marca, pois eles já tinham percebido que era uma marca de sucesso, com um ótimo produto. Pois bem, deve ter tido outro motivo bem mais atraente, que foi uma generosa parcela de incentivos fiscais do antigo Regime Automotivo do Norte, Nordeste e Centro-Oeste, criado nos anos 1990. Logo que a Ford adquiriu a Troller, a Ford passou a ganhar isenção total de IPI de tudo que fosse produzido na região, isso por um determinado tempo, é claro, mais por outro lado a fábrica teve que investir e gerar empregos naquela região. 





       A ford remodelou a fábrica da Troller na cidade de Horizonte no estado do Ceará, e que produz o único produto que é o fora de estrada T4. Ela aplicou um investimento de R$ 215 milhões, nessa fábrica de horizonte, o equivalente ao investimento de três meses de isenção de IPI nos produtos feitos também Camaçari que fica no estado da Bahia. Esses recursos vêm do mesmo pacote de R$ 2,8 bilhões que a empresa Ford investiu em suas operações no Nordeste brasileiro. 







Vemos que essa região tem potencial para investimentos, e tem mão de obra que pode muito bem ser qualificada, gerando assim emprego e renda para uma parte da população desses municípios a onde estão sendo feitos esses investimentos. Para quem tem visão comercial, sabe que, o nordeste do Brasil só precisa de incentivos para gerar empregos.



21 março, 2016

MUDANDO A PAISAGEM DO SERTÃO

                             

                         

 
                                           

                         
                                                TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO




       A região do Nordeste brasileiro vem se destacando com um salto enorme no desenvolvimento nos últimos anos precisamente nos últimos 12 anos. Os expressivos investimos que essa região vem recebendo fizeram mudar significativamente essa parte do Brasil. O perfil que essa região tinha, perante o resto do país, que era uma região pobre, talvez a mais pobre do Brasil, com pouca infraestrutura e quase nenhuma oportunidade, isso já ficou no passado. 





     O nordeste mudou e pra melhor, pois nesses 12 anos ele cresceu mais do que o resto do país. O governo investiu mais de R$ bilhões em obras para garantir acesso à água a população dessa região principalmente nos períodos com secas prolongadas. A água está vindo através da integração do Rio São Francisco com a bacias hidrográficas do Nordeste. 





     Isso pode vir assegurar a oferta de água para mais de 12 milhões de habitantes que vivem nos municípios do Semiárido do Nordeste brasileiro, essa distribuição fica entre os estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Pernambuco e Paraíba. Essa obra que está modificando a paisagem do sertão nordestino, fica entre as 50 maiores construções de infraestrutura do mundo.





    Esse projeto de integração do São Francisco está orçado em pelo menos R$ 8,2 bilhões. Esse grande empreendimento pode solucionar a escassez de água nessa região, e pode também gerar emprego e inclusão social. Do ponto de vista econômico, cultural e social essa transposição vai ser de suma importância para essas regiões secas do bioma nordestino. 





      Ela traz para as pessoas que ali moram perspectiva de integração entre as pequenas cidades que produzem algo em torno de pecuária e agricultura familiar para uma agricultura bem mais forte economicamente falando, e uma ascensão de integração social desses povos. 





      Um canal como esses cortando o sertão do nordeste brasileiro, é algo de perspectiva para geração de emprego e renda para dos que moram nessa faixa de transposição, ou seja, mais água, uma produção forte, e uma geração de rende para aquecer o comércio local. Com isso todos ganham.





     As águas do São Francisco deverão percorre 470 KM, é mais ou menos uma distância de São Paulo a Belo Horizonte, vai beneficial cerca de 12 milhões de pessoas em 325 comunidades que residem a uma distância de até 5 Km de cada Margem dos Canais. 





       O velho chico, nasce na Serra da canastra em Minas Gerais e, depois de passar por cinco estados brasileiros e cerca de 2,7 mil KM de extensão, ele deságua no oceano atlântico, na divisa entre Sergipe e Alagoas. 





      O projeto de transposição do São Francisco prevê a retirada de 26,4m³ de água por segundo 1,4% da vazão da barragem de sobradinho, que será destinada ao consumo da população urbana de 390 municípios dos estados do Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte, através das bacias de Terra Nova, Brígida, Pajeú, Moxotó, Bacias do Agreste em Pernambuco, Jaguaribe, Apodi Piranhas-açu no Rio Grande do Norte, Metropolitanas no Ceará e Paraíba e Piranhas na Paraíba. 





      Uma obra fenomenal para o sertão do nordeste pois traz o líquido precioso da vida para a região mais árida do Brasil, o sertão, onde milhares de pessoas tentam sobreviver dignamente, através do sustento de agricultura de subsistência. Nordeste brasileiro, uma região rica em todos os aspectos.


REGIÃO PORTUÁRIA

PORTO DE ITAQUI | Fonte da imagem: Logweb






                                    PORTO DE ITAQUI



      O nordeste brasileiro é uma potência comercial, essa região brasileira é extremamente atrativa para quem deseja investir nela. Exporta de tudo um pouco, de petróleo a sal de cozinha, de frutas a automóveis, de grãos roupas, e por aí vai. Ela é muito promissora, pois esta região, além de ter um potencial incrível, ainda tem infraestrutura e logística para escoar mais rápido toda a sua produção. Eu sempre sou otimista no que se refere ao progresso desse lugar, pois como as próprias estáticas falam, a região nordeste cresceu mais do que o resto do Brasil economicamente. 





      Com essa região crescendo, existe grande perspectiva de geração de  empregos nas indústrias desses estados nordestinos que dão incentivos para que elas se instalem em seus territórios. Pois bem, todos os estados nordestinos, tem uma grande parcela no crescimento econômico, cultural e social dessa região linda do Brasil. Não é à toa que os investidores estão preferindo investir no nordeste brasileiro, pois tudo que aqui se planta, aqui se colhe. 





         Então poderíamos está falando aqui da prosperidade do Nordeste brasileiro a semanas, e também poderíamos falar de várias coisas que precisam ser mudadas, mas com tudo isso, vemos que o nordeste mudou muito, e mudou para melhor, acho que pelo menos há uns 10 para cá. Mas vamos falar de um dos estados que contribui e muito para o crescimento do nordeste, e porque não dizer o crescimento do Brasil. Vamos falar do estado do Maranhão. 





            Esse estado que tem um potencial econômico estrondoso, isso gera emprego e renda para todos que lá se encontram, mesmo com alguma redução na situação empregatícia, vemos que ainda é uma região que está investindo. Podemos começar pelo o alumínio que vem do estado do Pará e é beneficiado na indústria maranhense. Porque São Luis, tem um Porto responsável pelas exportações do centro norte e meio norte. 





            Eles apostam no encurtamento de distâncias entre Brasil e Europa ou outros continentes. Para se ter uma ideia, o Porto de São Luís tem um encurtamento de pelo menos 7 dias em relação aos portos de Paranaguá no Paraná e o de Santos em São Paulo. O porto do itaqui exporta 2,5 milhões de toneladas, mais pode atingir em 4 anos 5 milhões de toneladas, por aí a gente ver a força da região do nordeste brasileira no que se refere a área comercial desse estado. Também está sendo exportado por esse porto, os grãos que são produzidos no estado do Maranhão, Tocantins, e todo o centro norte. 





          O porto de Itaqui é uma porta de escoamento para o eixo meio norte e centro norte, isso deve girar uma economia com menos despesas. Esse lindo estado nordestino, vem se posicionando como corredor de minério, produtos agrícolas e industriais. O estado também exporta artesanato e plantas medicinais. O Maranhão tem sete distritos industriais, dos quais três estão implantados, são eles: São Luis, Imperatriz e Balsas. O restante são Rosário, Santa Inês, Bacabal e Açailândia, ainda em fase de implantação. 





          Todos próximos a áreas da estrada de Ferro Carajás. Essa é uma estrada de ferro feita para escoar a produção de mineiro no estado do Pará, ela liga o estado do Pará na região norte, ao estado do Maranhão na região nordeste. Essa é a força de um dos estados nordestino. A região nordestina tem suas suas carências como qualquer outro estado do nordeste tem, mas as pessoas responsáveis por gerar progresso nesses estado da região nordeste, vão resolvendo aos poucos. Afinal não é fácil administrar com sucesso, as dificuldades foram feitas ou criadas para serem ultrapassadas. Isso é o nordeste mostra para o mundo, que essa é uma das mais ricas regiões do Brasil e ótima para investimentos. Procure conhecer o nordeste, para depois você tirar as suas conclusões.