A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura: cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura: cultura do nordeste brasileiro

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato
Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

26 março, 2016

ALEGRIA DE SERTANEJO

SEMEANDO AS TERRAS DO NORDESTE | Fonte da imagem: cantuemfoco


                                                                      



                           


                                               SEMEANDO AS TERRAS DO NORDESTE




      O sertão nordestino tem um dos biomas mais lindos de se ver, e ao mesmo tempo, ele é único, só existe no sertão brasileiro. A caatinga é uma formação vegetal que encontramos no semiárido nordestino, e que tem como principal dificuldade, as ondulações do terreno arenoso junto com a sua fauna e flora. 





     Para quem deseja se aventurar em algum tipo de prática de turismo ecológico ou até mesmo fazer pesquisas, o bom é adentrar de mato adentro junto com alguém que conheça imensamente a região, pois esse bioma se torna muito traiçoeiro no que se refere as trilhas e estradas, pois a região além de ser muito seca a temperatura é impiedosa.






      A área da caatinga é de pelo menos 850.000 KM², tem cerca de 10% do território nacional, e está presente nos estados da: Bahia, Paraíba, Piauí, Ceará, Alagoas, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Maranhão, Sergipe e uma parte de Minas Gerais. A fauna é muito rica, existem centenas de espécies e entre algumas estão o: Gambá, cutia, preá, arara azul, sagui-de-tufos-brancos-sapo-cururu, pica-pau da caatinga e outros. Esse bioma é um dos mais fragilizados do Brasil, pois o mau uso da terra leva ao terreno arenoso ficar desertificado. A caatinga tem diversos tipos de vegetação adaptada ao tipo de solo e a disponibilidade de água.






     O grande latifundiário é uma das preocupações para que essa região venha se recuperar, pois quando ele vem, traz junto o desmatamento para formar pastagens e implantar industrias, e aí vem junto a exploração irregular de recursos hídricos, combustíveis fosseis e outras coisas, sendo assim, essa região se torna muito vulnerável. 





      Cerca de 20 milhões de brasileiros vivem nos 800.000 KM² da caatinga, eles nem sempre podem contar com chuvas regulares.  Quando nessa região não chove, o homem do sertão e sua família sofrem muito e as vezes alguns deles, saem para não outras regiões a procura de sobreviver. Esse bioma já foi alterado pelo o homem em 80% da sua cobertura original, ele atualmente só tem 1% de sua área protegida em 36 unidades de conservação, que permitem a exploração de recursos naturais.






      Pelos estudos mais aprofundados vemos que as tentativas de impulsionar o desenvolvimento nas regiões do bioma são vistas desde a época imperial. Com pouco volume pluviométrico nas regiões, isso faz com que o solo da caatinga torne-se fraco e impróprio para o plantio. Geralmente algumas família da região são sustentadas pelo comércio. 





    O mais incrível disso tudo, é que apesar das grandes estiagens na região da caatinga, a gente ver a transformação do bioma quando a chuva chega, tudo passa do cinza e se torna verde em poucos dias, a floresta branca da caatinga se transforma e passa a ser verde, isso é o show que a natureza dá para nós. O sertão nordestino é lindo mesmo, tem seus mistérios, suas transformações e suas riquezas. 





     Quem mora nessa região, sente-se feliz ao ver o tempo nublado e com bastante chuvas, só assim, é que a gente ver o sertanejo alegre e com disposição para plantar na sua terra, terra abençoada que Deus lhe deu. Chuva no sertão, é ouro que Deus dá para o homem. Sertão nordestino com chuva ou sem chuva, é coisa linda para todos nós vermos.





SEMEANDO AS TERRAS DO NORDESTE | Fonte da imagem: cantuemfoco


                                                                      



                           


                                               SEMEANDO AS TERRAS DO NORDESTE




      O sertão nordestino tem um dos biomas mais lindos de se ver, e ao mesmo tempo, ele é único, só existe no sertão brasileiro. A caatinga é uma formação vegetal que encontramos no semiárido nordestino, e que tem como principal dificuldade, as ondulações do terreno arenoso junto com a sua fauna e flora. 





     Para quem deseja se aventurar em algum tipo de prática de turismo ecológico ou até mesmo fazer pesquisas, o bom é adentrar de mato adentro junto com alguém que conheça imensamente a região, pois esse bioma se torna muito traiçoeiro no que se refere as trilhas e estradas, pois a região além de ser muito seca a temperatura é impiedosa.






      A área da caatinga é de pelo menos 850.000 KM², tem cerca de 10% do território nacional, e está presente nos estados da: Bahia, Paraíba, Piauí, Ceará, Alagoas, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Maranhão, Sergipe e uma parte de Minas Gerais. A fauna é muito rica, existem centenas de espécies e entre algumas estão o: Gambá, cutia, preá, arara azul, sagui-de-tufos-brancos-sapo-cururu, pica-pau da caatinga e outros. Esse bioma é um dos mais fragilizados do Brasil, pois o mau uso da terra leva ao terreno arenoso ficar desertificado. A caatinga tem diversos tipos de vegetação adaptada ao tipo de solo e a disponibilidade de água.






     O grande latifundiário é uma das preocupações para que essa região venha se recuperar, pois quando ele vem, traz junto o desmatamento para formar pastagens e implantar industrias, e aí vem junto a exploração irregular de recursos hídricos, combustíveis fosseis e outras coisas, sendo assim, essa região se torna muito vulnerável. 





      Cerca de 20 milhões de brasileiros vivem nos 800.000 KM² da caatinga, eles nem sempre podem contar com chuvas regulares.  Quando nessa região não chove, o homem do sertão e sua família sofrem muito e as vezes alguns deles, saem para não outras regiões a procura de sobreviver. Esse bioma já foi alterado pelo o homem em 80% da sua cobertura original, ele atualmente só tem 1% de sua área protegida em 36 unidades de conservação, que permitem a exploração de recursos naturais.






      Pelos estudos mais aprofundados vemos que as tentativas de impulsionar o desenvolvimento nas regiões do bioma são vistas desde a época imperial. Com pouco volume pluviométrico nas regiões, isso faz com que o solo da caatinga torne-se fraco e impróprio para o plantio. Geralmente algumas família da região são sustentadas pelo comércio. 





    O mais incrível disso tudo, é que apesar das grandes estiagens na região da caatinga, a gente ver a transformação do bioma quando a chuva chega, tudo passa do cinza e se torna verde em poucos dias, a floresta branca da caatinga se transforma e passa a ser verde, isso é o show que a natureza dá para nós. O sertão nordestino é lindo mesmo, tem seus mistérios, suas transformações e suas riquezas. 





     Quem mora nessa região, sente-se feliz ao ver o tempo nublado e com bastante chuvas, só assim, é que a gente ver o sertanejo alegre e com disposição para plantar na sua terra, terra abençoada que Deus lhe deu. Chuva no sertão, é ouro que Deus dá para o homem. Sertão nordestino com chuva ou sem chuva, é coisa linda para todos nós vermos.





24 março, 2016

SEM CRISE








HOTELARIA DO NORDESTE EM ALTA




      O nordeste brasileiro alguns amam e outros nem tanto, mas os que falam mal do nordeste brasileiro por incrível que pareça terminam vindo conhecer essa terra maravilhosa e abençoada por Deus e terminam se apaixonando por toda essa beleza. Não é de agora que que falo que uma das melhores saídas para a crise está no setor hoteleiro. Eu não estou falando nada demais, estou apenas dizendo o que todos já sabem. 





       Porém é preciso investir mais no turismo brasileiro como um todo, e em especial no turismo da região do nordeste do Brasil. Aqui tem belos hotéis de tudo que é estrela que você possa imaginar, tem um ótimo cardápio, de nível internacional, tem uma boa logística, com aeroportos internacionais e tem a simpatia do povo nordestino.






      De Pipa a Tibau do Norte no estado do Rio Grande do Norte, hotéis e pousadas com 80% dos seus leitos ocupados. Já me falaram uma certa vez que estamos em uma crise, não só no Brasil, mas mundial. Posso te falar com toda franqueza, se existe essa tal crise, parece que passou muito longe do setor hoteleiro do Nordeste Brasileiro. 





   Então vemos um cenário que desafia todos os prognósticos, dos mais pessimistas possíveis, do sistema financeiro. Nesse feriado prolongando da Semana Santa e o Dia de Tiradentes, juntando com realizações de vários eventos do interior do estado, foi o somatório dos bons resultados para a hotelaria potiguar. Vemos também que no caso de Pipa no Rio Grande do Norte, a ocupação hoteleira chegou aos 100%.






     O segredo desse hotéis e pousadas do nordeste brasileiro é vender os pacotes com preços convidativos dias e até meses antes das datas comemorativas, isso faz com que tanto os nativos quanto os turistas de outras cidades do Brasil e até do exterior, venham conhecer as terras e as praias maravilhosas do nordeste. Sabemos que o outro atrativo são as comidas típicas da região, com seus sabores picantes e seus aromas, isso faz com que os turistas se deliciem com a comida regional. 





     Um outro fator que é bem convincente são as belas praias que o nordeste brasileiro tem. Elas tem cenário de cinema, com lindos coqueirais e belas dunas, com passeios de buggy e passeios de barco, com animação nas festas noturnas das cidades nordestinas e com a alegria muitas vezes caribenha que o povo nordestino tem.






      Além dos hotéis da orla nordestina, ainda pode-se encontrar hotéis fazendas, esses mais para relaxar no campo e que te convida para fazer várias práticas de turismo ecológico. Pois bem, antes de encerrarmos, podemos dizer que esses hotéis são classificados por estrelas, e é quase praxe, eles divulgarem em suas propaganda, a classificação do hotel, a cozinha se é internacional ou não, enfim, mostram tudo que podem oferecer, e por quanto sai o pacote de viagens. Sendo assim, vejo que se existe crise, passou e passou muito longe da rede hoteleira do Nordeste brasileiro. Antes de sair para conhece outro pais, venha e conheça o nordeste, você pode se surpreender.


















HOTELARIA DO NORDESTE EM ALTA




      O nordeste brasileiro alguns amam e outros nem tanto, mas os que falam mal do nordeste brasileiro por incrível que pareça terminam vindo conhecer essa terra maravilhosa e abençoada por Deus e terminam se apaixonando por toda essa beleza. Não é de agora que que falo que uma das melhores saídas para a crise está no setor hoteleiro. Eu não estou falando nada demais, estou apenas dizendo o que todos já sabem. 





       Porém é preciso investir mais no turismo brasileiro como um todo, e em especial no turismo da região do nordeste do Brasil. Aqui tem belos hotéis de tudo que é estrela que você possa imaginar, tem um ótimo cardápio, de nível internacional, tem uma boa logística, com aeroportos internacionais e tem a simpatia do povo nordestino.






      De Pipa a Tibau do Norte no estado do Rio Grande do Norte, hotéis e pousadas com 80% dos seus leitos ocupados. Já me falaram uma certa vez que estamos em uma crise, não só no Brasil, mas mundial. Posso te falar com toda franqueza, se existe essa tal crise, parece que passou muito longe do setor hoteleiro do Nordeste Brasileiro. 





   Então vemos um cenário que desafia todos os prognósticos, dos mais pessimistas possíveis, do sistema financeiro. Nesse feriado prolongando da Semana Santa e o Dia de Tiradentes, juntando com realizações de vários eventos do interior do estado, foi o somatório dos bons resultados para a hotelaria potiguar. Vemos também que no caso de Pipa no Rio Grande do Norte, a ocupação hoteleira chegou aos 100%.






     O segredo desse hotéis e pousadas do nordeste brasileiro é vender os pacotes com preços convidativos dias e até meses antes das datas comemorativas, isso faz com que tanto os nativos quanto os turistas de outras cidades do Brasil e até do exterior, venham conhecer as terras e as praias maravilhosas do nordeste. Sabemos que o outro atrativo são as comidas típicas da região, com seus sabores picantes e seus aromas, isso faz com que os turistas se deliciem com a comida regional. 





     Um outro fator que é bem convincente são as belas praias que o nordeste brasileiro tem. Elas tem cenário de cinema, com lindos coqueirais e belas dunas, com passeios de buggy e passeios de barco, com animação nas festas noturnas das cidades nordestinas e com a alegria muitas vezes caribenha que o povo nordestino tem.






      Além dos hotéis da orla nordestina, ainda pode-se encontrar hotéis fazendas, esses mais para relaxar no campo e que te convida para fazer várias práticas de turismo ecológico. Pois bem, antes de encerrarmos, podemos dizer que esses hotéis são classificados por estrelas, e é quase praxe, eles divulgarem em suas propaganda, a classificação do hotel, a cozinha se é internacional ou não, enfim, mostram tudo que podem oferecer, e por quanto sai o pacote de viagens. Sendo assim, vejo que se existe crise, passou e passou muito longe da rede hoteleira do Nordeste brasileiro. Antes de sair para conhece outro pais, venha e conheça o nordeste, você pode se surpreender.











MATANDO A FOME DOS BRASILEIROS








TABULEIROS DE RUSSAS






      Quando eu costumo dizer que tendo água no nordeste de tudo que se plantar, dá, isso não é um mérito meu, pois essa frase além de não ser minha, ela é bem mais velha do que todos nós. Pois, até um leigo nos assuntos de agricultura sabe que isso é perfeitamente normal. Não só no nordeste mais em qualquer parte do mundo. Acontece que são poucos os que fazem alguma coisa pelo sertão nordestino e outras áreas. Acho eu, que essa região ficou à mercê de águas de pequenos e médios açudes, já há bastante tempo. 





      Digo isso porque além dos carros pipas terem que tirar água dos açudes para socorrer outras populações nordestinas ainda tem o sol e a temperatura que evapora toda a água dos reservatórios nordestinos. Aqui tem terra rica e fértil que pode-se plantar em áreas com rotação de culturas, isso enriquece a terra. 





     Também vemos que um projeto gigantesco como esse, gera emprego, renda e ainda agrega as pessoas no econômico, cultural e social. Pois bem, vamos falar um pouco do projeto de irrigação Tabuleiro de Russas, que fica no estado do Ceará.






        Ele abrange terras dos municípios de Morada Nova, Russas e Limoeiro do Norte. Nesse projeto, são usados sistema de irrigação por microaspersão e gotejamento e ainda conta com água dos açudes Banabuiú e o Castanhão. Esse projeto gera receita acima de mais de R$ 80.000.000, com venda de produtos animal e vegetal. 





     Podemos dizer que ele é gerenciado pelo Distrito de irrigação (Distar), tem uma área cultivada em torno de mais ou menos 5.758,88 hectares, esse projeto é o maior do estado do Ceará. O projeto é cultivado por cinco produtores rurais, e entre alguns cultivos desse projeto, foi introduzido o plantio de uvas. Isso prova que no sertão ou em outra parte do nordeste brasileiro, tendo água, o que se planta dá, pois no sertão pernambucano, em plena Petrolina isso não é novidade nenhuma pois lá o projeto tem uma diversidade de frutas tais como: plantação de coco, uva, manga e outros.






      Em um primeira etapa, o DNOCS implantou 10.765,72 hectares de áreas irrigadas, isso no perímetro Tabuleiro de Russas, que é o maior do Ceará, que fica nas cidades de Morada Nova, Limoeiro do Norte e Russas. Já na segunda etapa do projeto as obras de infraestruturas foram concluídas, elas tem mais de 3.157 hectares de área irrigada na cidade de Russas a ser licitada para produtores. 





      Essa obra é financiada pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. Vemos então, que isso é um marco na economia do nordeste. O que acontece hoje, é que a oportunidade de crescimento e renda para o homem do campo, ficou mais fácil com o auxílio de créditos e insumos mais fáceis, e isso é uma grandiosidade para quem está no campo atrás de plantar. Tendo água e incentivo por parte do governo federal, o nordeste cresce no campo e na cidade, pois a produção vai crescer junto. A inclusão social também vem atrelada a tudo isso.















TABULEIROS DE RUSSAS






      Quando eu costumo dizer que tendo água no nordeste de tudo que se plantar, dá, isso não é um mérito meu, pois essa frase além de não ser minha, ela é bem mais velha do que todos nós. Pois, até um leigo nos assuntos de agricultura sabe que isso é perfeitamente normal. Não só no nordeste mais em qualquer parte do mundo. Acontece que são poucos os que fazem alguma coisa pelo sertão nordestino e outras áreas. Acho eu, que essa região ficou à mercê de águas de pequenos e médios açudes, já há bastante tempo. 





      Digo isso porque além dos carros pipas terem que tirar água dos açudes para socorrer outras populações nordestinas ainda tem o sol e a temperatura que evapora toda a água dos reservatórios nordestinos. Aqui tem terra rica e fértil que pode-se plantar em áreas com rotação de culturas, isso enriquece a terra. 





     Também vemos que um projeto gigantesco como esse, gera emprego, renda e ainda agrega as pessoas no econômico, cultural e social. Pois bem, vamos falar um pouco do projeto de irrigação Tabuleiro de Russas, que fica no estado do Ceará.






        Ele abrange terras dos municípios de Morada Nova, Russas e Limoeiro do Norte. Nesse projeto, são usados sistema de irrigação por microaspersão e gotejamento e ainda conta com água dos açudes Banabuiú e o Castanhão. Esse projeto gera receita acima de mais de R$ 80.000.000, com venda de produtos animal e vegetal. 





     Podemos dizer que ele é gerenciado pelo Distrito de irrigação (Distar), tem uma área cultivada em torno de mais ou menos 5.758,88 hectares, esse projeto é o maior do estado do Ceará. O projeto é cultivado por cinco produtores rurais, e entre alguns cultivos desse projeto, foi introduzido o plantio de uvas. Isso prova que no sertão ou em outra parte do nordeste brasileiro, tendo água, o que se planta dá, pois no sertão pernambucano, em plena Petrolina isso não é novidade nenhuma pois lá o projeto tem uma diversidade de frutas tais como: plantação de coco, uva, manga e outros.






      Em um primeira etapa, o DNOCS implantou 10.765,72 hectares de áreas irrigadas, isso no perímetro Tabuleiro de Russas, que é o maior do Ceará, que fica nas cidades de Morada Nova, Limoeiro do Norte e Russas. Já na segunda etapa do projeto as obras de infraestruturas foram concluídas, elas tem mais de 3.157 hectares de área irrigada na cidade de Russas a ser licitada para produtores. 





      Essa obra é financiada pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. Vemos então, que isso é um marco na economia do nordeste. O que acontece hoje, é que a oportunidade de crescimento e renda para o homem do campo, ficou mais fácil com o auxílio de créditos e insumos mais fáceis, e isso é uma grandiosidade para quem está no campo atrás de plantar. Tendo água e incentivo por parte do governo federal, o nordeste cresce no campo e na cidade, pois a produção vai crescer junto. A inclusão social também vem atrelada a tudo isso.