RETIRANTES – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: RETIRANTESBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: RETIRANTES A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: RETIRANTESBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: RETIRANTESBlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

02 agosto, 2013

RETIRANTES






REALIDADE SERTANEJA
            



               O nordeste já há muito tempo vem sofrendo com a seca. Esse é um dos problemas sociais que vem sendo debatido pelos meios responsáveis para resolver esse  tipo problema. A seca no sertão do nordeste do Brasil, já vem desde os anos de 1580.
       
       


       Os motivos que fazem com que grandes quantidades de habitantes saiam da zona rural para grandes cidades  são vários. por exemplo: fugir da seca, a falta de alimentos, a falta de água, a falta de trabalho, a falta de hospitais, a falta de transporte, enfim, a  falta mesmo de  estrutura para as pessoas que moram no semi árido nordestino.
        
         


        Esse problema crônico que o semi árido do nordeste tem, foi denunciado para todo mundo através de grandes escritores brasileiros como: José Lins do Rego, Raquel de Queiroz e Graciliano Ramos entre outros. Até os dias de hoje a seca cada vez fica pior, e as soluções para esse problema nunca vem. 
         
         


        E ninguém ver essa situação ser resolvida, o pior de tudo é isso. Na caatinga, o chão rachado revela o triste destino das pessoas que vive no sertão nordestino, elas vivem na seca em busca de uma vida melhor, alguns cruzam o país em busca de trabalho.
         
          


        Quem fica no sertão andam quilômetros e quilômetros pra conseguir água. Elas são pessoas sofrida pelo tempo e pela seca e pela indiferença de quem pode ajudar. Devido a tudo isso, os fazendeiros e donos de terras explora e tira proveitos das necessidades dessas famílias que vivem à beira da miséria.
          
          


        Sem perspectiva, sem terra, sem chuva e sem a mínima condição de trabalho, enfim sem esperança, e cada vez mais os grandes latifundiário ficando mais ricos. Para o sertanejo nordestino, essas pessoas simples e humildes só resta partir para terras desconhecidas sem perspectivas nenhuma de uma vida digna e que lhes dê condição de trabalho.


.

Nenhum comentário: