Nordeste CulturalA ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura: cultura do nordeste brasileiro

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato
Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

09 junho, 2019

REVELADO OS SEGREDOS DA COZINHA REGIONAL DO NORDESTE DO BRASIL NOS ASPECTOS CULTURAIS DENTRO DO CONTEXTO DA ARTE DE COZINHAR

<img alt='culinaria-nordestina' src=' a-arte-de-newton-avelino' title='buchada-de-bode'/>






A CRIATIVIDADE DA COZINHA REGIONAL DO NORDESTE BRASILEIRO E MESMO CULTURAL





Por ser uma país continental é que, o Brasil, tem suas diversificações dentro da culinária regional. Essa cultura do Nordeste, também não foge muito à regra. Sabemos que a influência europeia, indígena e africana, nos deu uma rica culinária, tanto no que se refere aos temperos, como ao que se refere a parte técnica da coisa. Sabemos que a fusão desses costumes, enriqueceu muito nosso cardápio, por isso é, que hoje, vemos o quanto nós brasileiros, fomos beneficiados com essa introdução de cultura. Isso sem falar com a criatividade nordestina, pois, a cozinha regional do Nordeste sempre está se reinventando todos os dias. 




<img alt='culinaria-nordestina' src=' a-arte-de-newton-avelino' title='carne-de-sol'/>



      A cozinha regional do Nordeste é, em primeiro lugar, uma cozinha com temperos picantes e aromatizantes, mas com sabores inenarráveis, pois ela tem pratos muito saborosos. A cozinha regional, além disso, tem muita criatividade, temperos aromatizantes e sabores inigualáveis. Os pratos típicos da culinária nordestina são: vatapá, moqueca, buchada de bode, sarapatel, galinha ao molho pardo, acarajé, e sururu. No café da manhã é comum a presença da tapioca,  cuscuz, macaxeira, bolo de milho, manguzá e outros pratos deliciosas. 


<img alt='culinaria-nordestina' src=' a-arte-de-newton-avelino' title='galinha-caipira'/>



     Como podemos perceber, a cozinha nordestina, assim como as cozinhas  das demais regiões é, riquíssima e muito apetitosa, apesar de parecer algumas vezes exótica, as receitas são aprovadas pela maioria absoluta de quem prova seus pratos. Vale ressaltar que,  você não precisa ir até o nordeste para experimentar esses sabores, existem por todo Brasil, diversos restaurantes especializados nessa cozinha, que já possui algumas receitas tombadas como patrimônio imaterial, mas que também, podemos observar que, a comida caseira sempre é melhor do que qualquer outra, feita em nos renomados Restaurantes, pois é uma comida que não é feita as pressas, e que você as vezes coloca temperos de um dia para outro em determinado prato em que você queira vir a fazer no dia seguinte. Isso é claro e notório que, são os segredos guardados a sete chaves que as nossas avós e a nossa mãe tem como segredo de justiça; não ensinar o pulo do gato para ninguém, no que se refere a tempero a, b ou c de tal prato. 


<img alt='culinaria-nordestina' src=' a-arte-de-newton-avelino' title='caranguejo'/>



      O interessante nisso tudo é que, os nomes de alguns pratos, podem ser diferente entre alguns estados do Nordeste brasileiro, mas tem os mesmo temperos e aromas, e são usados os mesmos ingredientes. A diversificação da cultura Nordestina é impressionante, você pode está dentro dessa mesma região comendo vários pratos típicos regionais, com nomes exatamente diferente entre eles. Isso é magnífico, no que se refere a arte e a cultura nordestina, mesmo porque, a culinária também é um estilo de arte. Dentre tantos pratos magníficos, que existem dentro dessa cozinha, podemos destacar alguns, apreciados dentro dela, tais como: carne de sol com macaxeira assada, tapioca no coco, baião de dois, buchada de bode, carne de carneiro, galinha caipira, carne de sol e tantos outros pratos regionais que essa região tem.

08 junho, 2019

SÃO JOÃO NO NORDESTE: SEGREDOS FESTAS E AS MELHORES CIDADES DESSA REGIÃO NA ÉPOCA DAS FESTAS JUNINAS QUE FAZEM PARTE DA CULTURA DO NORDESTE

<img alt='cultura-do-nordeste' src=' aarte-de-newton-avelino' title='são-joão'/>







NA CULTURA NORDESTINA A FESTA JUNINA NO BRASIL UNE JESUÍTAS PORTUGUESES E COSTUMES INDÍGENAS




    Como todo mundo sabe, a Região Nordeste do Brasil, é uma região que existe muitas festas durante o ano inteiro.  Se existe uma das festa, mais comemorada no Nordeste brasileiro, essa festa se chama "festas Junina". E o São João, talvez seja a festa mais comemorada pelos nordestino. A cultura popular do Nordeste brasileiro, é muito diversificada e durante o ano todo, muitas festas são feitas dentro da Região Nordestina. Como toda cultura, nordestina e brasileira, tivemos a influência europeia, começando pelos colonizadores portugueses, não só a festa Junina, mas também toda cultura brasileira. No caso das festas juninas, no Brasil, une jesuítas portugueses, costumes indígenas e caipiras, comemorando o dia dos Santos católico como: As festas juninas que homenageiam três santos católicos: Santo Antônio, dia 13, São João dia 24 e São Pedro dia 29 de Junho. 


<img alt='sao-joao' src=' a-arte-de-newton-avelino' title=' festa-junina'/>



      As explicações que existem para As Festas Juninas são: Homenagem para três Santos da igreja Católica. Outra explicação é que, essas festas tem origem em países católicos da Europa e, portanto, seriam em homenagem apenas a São João. No começo dessa festa, ela era chamada de Joanina depois de alguns anos, se tornou, festa junina. Essa tradicional festa, no Brasil, foi introduzida no século XVI. 


     
<img alt='nordeste' src=' a-arte-de-newton-avelino' title=' sao-joao'/>
    


      Ela era tradicional e bastante popular, na Península Ibérica, que fica entre Portugal e Espanha. Foi aí que, ela foi trazida para cá, na época da colonização, e junto com ela, vieram muitas outras tradições. Quando introduzida no Brasil, a festa era conhecida como festa joanina, em referência a São João, mas, ao longo dos anos, teve o nome alterado para festa junina, em referência ao mês no qual ocorre, junho. No início, o tom dessa festa, era bem religioso, e com a continuação dos tempos, ela foi deixando o tom mais religioso para dá lugar a um tom mais popular. A religiosidade de cada região do Nordeste brasileiro, é muito grande então, talvez seja por isso que ela tenha um cunho religioso dentro da cultura dessa região brasileira, o que sabe-se é que, essas festas tradicionais, são inventadas e reinventam dentro dentro do cunho popular, tanto na parte estrutural e cultural, como na linguagem cultural dos festejos. As quadrilhas juninas, foram disseminadas pelos portugueses, mas as marcações das danças, foram influências francesas que tivemos. 


<img alt='quadrilha-de-sao-joao' src=' a-arte-de-newton-avelino' title='festa-de-sao-joao'/>



      Com o decorrer dos tempos, os passos e as marcações foram adaptados e ganharam novas coreografias e mais alegrias, se tornando assim, uma cultura genuinamente brasileira. Como em toda nossa cultura, nós tivemos a influência europeia, mas com o passar dos anos, soubemos adaptar essa influência a nossa cultura mas com os nossos costumes. Com tudo, isso não quer dizer que, não exista um tom religioso, tem sim, mas um tom religioso, mas para moderado. Pois o homem sertanejo e em todo o Nordeste do Brasil, tem a sua religiosidade presente no seu da a dia, e talvez seja por isso que, essa festa dentro do Nordeste, tenha uma conotação maior dentro do Brasil, pois a cultura e a arte se misturam com a fé do povo do Nordeste brasileiro. As maiores festas junina do Brasil, acontecem nas Cidades de Campina Grande, no estado da Paraíba, Caruaru, no estado de Pernambuco e em Mossoró no estado do Rio Grande do Norte. Mas de 3 milhões de pessoas estima-se nesses eventos durante o mês de junho. Durante as festas juninas no Brasil, as danças típicas são realizadas, tais como: quadrilhas juninas, muito forró, danças tradicionais, muitos fogos de artifícios, muita comida tradicional e bastante animação. E assim, que as festas juninas acontecem dentro da cultura do Nordeste brasileiro.






30 maio, 2019

DISTRITO TURÍSTICO DE PORTO SEGURO ATRAI MILHARES DE TURISTAS

<img alt='Trancoso-Bahia' src='www.aartedenewtonavelino.com ' title='nordeste-do-brasil'/>





TRANCOSO É UM DESTINO CERTO PARA OS TURISTAS INTERNACIONAIS NO VERÃO BRASILEIRO




A Bahia, é um estado da Região do Nordeste do Brasil, e em extensão territorial, ele é o maior estado dessa região; ele tem 564 km² e fica ao sul do Nordeste brasileiro. A subdivisão, faz divisa com 8 estados, possui a mais extensa faixa litorânea do Brasil, apresenta uma importante indústria petroquímica e ostenta o status de sexto estado brasileiro em riqueza. Por aí, você já imagina o quanto essa região nordestina é importante para o Brasil. Sua vegetação é caracterizada por floresta tropical, mangues litorâneos, caatinga e cerrado. Seu relevo é constituído por planície no litoral, depressão a norte e a oeste, e planície no centro. 



<img alt='casas-em-trancoso ' src='www.aartedenewtonavelino.com ' title='nordeste-do-brasil'/>



      O ponto mais elevado é a serra do Babado com 2.033,30 metros de altitude. O clima da Bahia é tropical. A capital desse estado é Salvador, primeira capital do Brasil. Sua arquitetura é marcada por construções do período colonial. São palácios, igrejas e casarinhos do Pelourinho, transformados em patrimônio cultural da humanidade, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a ciência e a Cultura (UNESCO). Como essa terra é abençoada por Deus, temos vários lugares nela que, encantam os olhos de quem tem o privilégio de conhece-la. Mas hoje, vamos falar de um dessas pérolas que está encravada na Bahia. Vamos falar de Trancoso. 


<img alt='praias-de-trancoso ' src='www.aartedenewtonavelino.com ' title='litoral-baiano '/>



      Ele é um povoado que fica no sul da Bahia, e que originou-se de uma aldeia Jesuíta denominada São João Batista dos Índios, fundada em 1586. Foi descoberto no fim dos anos de 1970 por um grupo de hippies. A população nativa desse lugar ainda é descendente da população que primeiro habitou e fundou a aldeia Jesuíta, que teve fundação em 1586. O Quadrado, hoje chamado de Praça João, é atualmente o Centro Histórico de Trancoso, onde podem ser visitadas casas da época da colonização, com prédios administrativos já desativados, mas em sua maioria ainda bem conservados. O clima bucólico de Trancoso, no entanto, ainda mantém a vila, com a beleza de antes, bem preservada, com a tranquilidade necessária para quem quer apenas quer relaxar, mantendo uma frequência jovem, antenada com as necessidades de preservação ambiental. 


<img alt='trancoso-porto-seguro-bahia ' src='www.aartedenewtonavelino.com ' title='nordeste-brasileiro '/>



      Mesmo sendo o destino turístico de pessoas das mais diversas origens, a vila continua rústica e isolada do mundo, tendo ainda a calma no ar, embora já exista um jeito de pequena cidadezinha de interior. Ela se tornou um dos destinos mais badalados do mundo, para o Réveillon; mas fora de temporada, aquela magia de vilarejo perdido em algum lugar isolado do mundo ainda continua. Para chegar a esse lugar no extremo sul da Bahia, que fica em Porto Seguro, onde você pega uma balsa até Arraial d'Ajuda, a travessia dura dez minutos. Depois, segue a viagem pela estrada BA 987. O percusso é de uns 47 Km. Não é atoa que dizem que a Bahia, é um lugar mágico, pois se encontra de tudo o que se possa  imaginar, como por exemplo: O trio elétrico, o acarajé, pessoas lindas, cultura afro, poetas, cantores, pintores e até uma cidade como Trancoso que nos faz viajar no tempo. Tendo um tempinho, vem pra Bahia, vem conhecer as maravilhas dessa região Nordestina, vem conhecer a Bahia.