A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura: cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: 06/15/13Blog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: 06/15/13Blog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: 06/15/13Blog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

15 junho, 2013

A CAPOEIRA


                                      fonte da imagem capoeirabrasil

                                  


                                  EXPRESSÃO CULTURAL  
      



           A capoeira é um tipo de expressão cultural brasileira. De descendência africana a capoeira tem uma mistura de luta, movimentos rápidos e complexos, os praticantes usam os pés, mão, cabeça, joelhos e cotovelos, e é acompanhada por músicas tocadas por pandeiros e berimbaus. 



           




           No Brasil, a capoeira nasceu no período da colonização, os negros a criaram para utilizá-la como uma luta em sua defesa. Eles também usavam muito a capoeira para os momentos de diversão, para relaxar do trabalho pesado para os coronéis donos de fazendas de cacau, açúcar e outras lavoras e para alavancar o progresso do país. 



      




              O nome "capoeira" se deu por existirem várias áreas de vegetação rasteira que situavam-se ao redor das fazendas escravocratas. As músicas são acompanhadas sempre pelos participantes com instrumentos: atabaque, caxixi, agogô e reco reco. As ladainhas cantadas remetem ao cotidiano dos escravos. Elas são basicamente em referência a religião de origem africana e do catolicismo. 



       




               Na época da República, a capoeira era proibida, se fez transformou em crime. Os capoeiristas, na época, eram considerados marginais, para dar continuidade à prática, que era proibida, eles sempre estavam se escondendo nos barracões dos portos. Em 1937 a capoeira volta ao cenário cultural depois de alguns mestres montarem e registrarem as suas academias. 



       




              A capoeira sobrevive, e o negro preservou sua luta e a transformou em luta brasileira. Não adiantou a perseguição. Devemos muito aos negros pela a sua capacidade e resistência na luta por uma causa nobre, e atualmente a capoeira é conhecida e divulgada dentro e fora do Brasil, e a cada dia mais.