A ARTE NORDESTINA | Blog de arte e cultura: do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de arte e cultura: do nordeste brasileiro: 05/08/20 A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de arte e cultura: do nordeste brasileiro: 05/08/20

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

08 maio, 2020

AS DESIGUALDADES SOCIOECONÔMICAS NO NORDESTE E NO BRASIL CHEGA A SER CRUEL E AFETA A VIDA DOS MAIS POBRES

<img alt='restaurante' src='comida regional' title='culinária'/>





A DESIGUALDADE TRAZ COMO RESULTADO A DISCRIMINAÇÃO E DESVALORIZAÇÃO DAS CLASSES PREDOMINANTES QUE SÃO AS DE BAIXA RENDA






      O Brasil é um país exuberante tanto em tamanho territorial, mas também em quase tudo que se refere a ele, menos na política, infelizmente isso é desde o descobrimento do Brasil em 1500, passando por: Brasil império, Brasil  colônia,  e até os dias atuais, no (Brasil) república. Não mudou em nada, absolutamente nada. A concepção de muitos políticos dentro da política, é exatamente a mesma coisa, isso chega ser cultural. Sua distribuição de renda é uma das mais cruéis do mundo, ao passo que, uma pessoa da classe baixa, precise ganhar menos de 2,00 reais por dia, para comer. Isso é um absurdo. Pois bem! As grandes fortunas não são taxadas, e a classe trabalhadora e mais pobre é quem paga os impostos da carga tributária. Isso faz desse país, um país desigual. Pois, é... Apesar de todos esses absurdos, de desigualdade social, onde os ricos, há cada dia, ficam mais ricos, e os pobres, há cada dia, ficam cada vez mais pobres. Apesar de tudo isso, esse é um país que é abençoado por DEUS, e que tem belezas naturais em todo o seu território. 


<img alt='casa de taipa' src='pobreza' title='nordeste brasileiro'/>



      Esse país é um gigante continental, em tamanho territorial, mas peca muito em se tratando de distribuição de renda e geração de emprego, pois, poucos querendo e ganhando muito, e muitos ganhando pouco ou quase nada. É assim que eu começo a mostrar mais ou menos como é esse país chamado de Brasil, e que tem, uma enorme força dentro da sua cultura, mas que peca nesse aspecto do social. Apesar dos pesares, esse país tem suas qualidades, e foi contemplado por Deus, nas suas maravilhas naturais, onde, em cada canto desse lugar, encontramos belezas naturais onde a vista pode alcançar. Como esse site é direcionado a falar das riquezas da região do Nordeste brasileiro, a prioridade aqui, é falar das riquezas do Nordeste brasileiro, da cultura nordestina, falar das belezas naturais dessa região nordestina, e também, falar da miséria que assola algumas sub-regiões, que sofre por falta d'água. O Brasil é dividido em cinco regiões, norte, nordeste, centro-Oeste, sudeste e sul. Ele tem vinte e seis estados e um distrito federal, a capital do Brasil é Brasília. Bom, então como esse site é direcionado a região do Nordeste brasileiro, nada mais normal que, a postagem, seja falando sobre essa região brasileira. Essa região do Brasil tem quatro sub-regiões: meio-norte, zona da mata, agreste e sertão. 


<img alt='palafitas' src='pobreza' title='nordeste brasileiro'/>



      É a região brasileira que possui a maior quantidade de estados, nove ao todo: Bahia Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Ele tem uma extensão territorial de 1.554.257,0 km². Sua vegetação é composta de Mata Atlântica em pequenas áreas da região próxima ao litoral; com cerrado no oeste da Bahia e sul do Maranhão, Caatinga no sertão nordestino, interior, mata dos Cocais em áreas do Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Ceará. Sua economia é bem diversificada. No seu litoral, os serviços são voltados para o turismo. Na pecuária, existe uma importante criação de bovino nos estados do Piauí, Maranhão, Pernambuco e Bahia. Nas grandes cidades, existem indústrias de calçados, produtos elétricos, petroquímica e tecelagem. Na área de tecnologia podemos destacar o Porto digital do Recife. Conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), abriga uma população de 53.081.950 habitantes. Então hoje, vamos falar de uma sub-região nordestina que, além de ser, a que mais sofre com a estiagem, esse fenômeno ainda causa muitos estragos nesse lugar. A existência de dois antigos e extensos planaltos, o da Borborema é uma das principais causas da seca no Sertão e a bacia do rio Parnaíba e de algumas áreas altas e planas que formam as chamadas chapadas, como a Chapada Diamantina, onde se localiza no ponto mais elevado da região, o Pico do Barbado com 2.033 metros de altitude, na Bahia, e a do Araripe, nas divisas entre os Estados do Ceará, Piauí, Pernambuco e a Paraíba. Entre essas regiões ficam algumas depressões, nas quais está localizado o sertão, região de clima semiárido. Podemos ver também planícies litorâneas. As causas das secas no sertão nordestino são: correntes de ar que cruzam o Oceano Pacífico e a temperatura das águas no Atlântico Norte, influenciadas pelas geleiras do Polo Norte, isso é que determinam o ciclo das chuvas e secas no Nordeste do Brasil. 


<img alt='fome' src='pobreza' title='nordeste'/>      Com tudo isso, é claro que, as pessoas que vivem nessa área, vão ser bastante prejudicadas, pois, já falta tudo, como: infraestrutura e coisas básicas como escolas, hospitais, segurança e por aí vai. Se não há chuva, não há trabalho, se não existe trabalho, não se compra, se as pessoas não têm o que comer, então morrem de fome. Infelizmente nessa região, muitas pessoas na época de secas prolongadas, passam a comer uma vez por dia, pois, não existe trabalho sem chuvas, sem plantação, eles não comem e também não vendem, se não vendem não tem dinheiro para as suas necessidades básicas. Mas muitos políticos só aparecem nessas localidades de 4 em 4 anos, para pedirem votos para se elegerem a algum cargo político. As pessoas,  devem mudar a mentalidade para que essas coisas mudem e que, elas, não votem mais, em quem não trabalha em prol da sociedade. Essa é mais ou menos a realidade do homem do campo que mora nas sub-regiões do Nordeste brasileiro. Chega ao cúmulo do absurdo, no Brasil, 10% mais ricos ganham cerca de 17,6 vezes mais que os 40% mais pobres, e isso, é a desigualdade que destroça um país em todos os sentidos, ou seja, não tendo distribuição de renda, o país para de crescer e a desigualdade aumenta. Até um aluno de primeira série sabe disso, é só passar uma questão de matemática para ele resolver que ele vai constatar isso. É triste, mas é a realidade do Brasil.