. 05/29/17Blog de Arte e Cultura | Assuntos do Nordeste

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato
Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

29 de mai de 2017

LOCAL DE CULTURA POPULAR

BAÚ VIVO DA CULTURA REGIONAL | Fonte da imagem: 360meridianos







BAÚ VIVO DA CULTURA REGIONAL








      A região Nordeste do Brasil é uma região muito rica culturalmente, e por ser assim, vemos que sua história está dentro de muitos museus de arte popular que estão dentro dessa região, e também fora dos museus, a arte popular está espalhada em vários espaços alternativos dentro dessa região, tais como: praças, restaurantes, feiras livres e outros. Não é de hoje, que os nordestinos têm uma história muito rica culturalmente falando, história de muitas batalhas, guerras e motins, sangue e vitórias. E dentro desse contexto, vemos que isso só fez enriquecer a cultura dessa região. 






      Quando se fala de Nordeste, sempre é bom, as pessoas terem certeza do que vão falar sobre os nordestinos e sobre essa região. Temos vários museus a céu aberto e outros em espaços fechados, e com isso, a cultura vem ganhando mais força na divulgação dos costumes dessa gente tão sofrida e trabalhadora. Hoje vamos falar de um museu que sempre chama atenção, tanto para quem os conhecem e que não moram na região, mas também dos que vivem nessa região e conhecem. Ele foi inaugurado em abril de 2014, e é um dos mais modernos do Brasil. 






      Ele está instalado no antigo Armazém 10 do Porto do Recife, é um local de diversão e de conveniência e conhecimento. Estamos falando do Museu Cais do Sertão. O mergulho no mundo sertanejo começa com enorme juazeiro seco, com mais de dez toneladas, e que fica na entrada do museu. E por isso é chamada de “Praça do Juazeiro. Essa é uma árvore típica da caatinga, vegetação encontrada no sertão nordestino. Ele é conhecido como polo gerador de novas ideias e experiências. Nele existem obras dos mais renomados artistas populares do Nordeste brasileiro. 





      Esse espaço cultural é dividido em Sete espaços e cada espaço desses, vem destacando um ato da vida do nordestino. Os lemas de uma vida de história do homem do Nordeste brasileiro são: viver, trabalhar, criar, crer, cantar, ocupar, migrar. Então nós vemos que, são esses os contextos que contam a história do homem dessa região, e como esses homens vivem dentro e fora dela. O tema “viver”, mostra uma casa típica de família pobre nordestina, feita de barro batido que chamamos de “casa de taipa” e que também destaca tudo que existe lá dentro. 






      Na parte “trabalhar” destaca os materiais de trabalho do homem nordestino, como várias ferramentas usadas pelos trabalhadores sertanejos. Na parte de “criar”, existem várias obras de muitos artistas populares dessa região. Na parte “crer”, esse espaço é reservado para as crenças do homem dessa região, especialmente aqueles que vivem lá dentro do sertão do Nordeste. Na parte de “cantar”, ela é quase toda reservada para o “rei do baião”. Na parte “ocupar”, ele destaca a geografia e a história do Nordeste. Por último, temos a parte “migrar”, esse é um espaço que fica no primeiro andar do prédio, e que, destaca o depoimento de migrantes nordestinos famosos e anônimos. 






      O nome “Cais do Sertão” se deu porque ele está localizado na beira da água, junto ao marco zero, onde nasceu a cidade do Recife, e por abrigar toda a riqueza do sertão nordestino. Com 7 mil² de área construída, e com seis metros de altura, ele tem um grande vão para passagem dos pedestres, além de detalhes de cores, e uma decoração surpreendente esse local surpreende tanto pela riqueza cultural dos objetos quanto pela arquitetura do local. 






      Hoje devido a essa crise política, econômica e também social, por falta de recursos financeiros, o museu, infelizmente passa por dificuldades, e por isso teve que reduzir os horários de funcionamento, infelizmente esse é o nosso Brasil. Um país que não preserva a sua cultura, é um país sem identidade. Mas vindo a Recife, tente conhecer esse museu, pois ele é um espaço reservado para contar a história do povo nordestino e da cultural regional.



O HAVAII É LOGO AQUI

PRAIA TROPICAL DO SOSSEGO | Fonte da imagem: terratributa












PRAIA TROPICAL DO SOSSEGO 






      O nordeste do Brasil é uma das poucas regiões brasileiras que mostram praias paradisíacas belíssimas e com um mar de águas mornas. Também tem outro fator preponderante para que essas belas praias sejam frequentemente visitadas durante o ano todo, tanto por turistas nacionais como pelos turistas internacionais. 






      Como chove pouco durante todo o ano nessa região, esse é um dos fatores principais pela vinda de muitos turistas a essa região. Na faixa litorânea do nordeste brasileiro existem milhares de praias e de cenários paradisíacos. Hoje vamos falar de uma dessas lindas praias. Vamos falar da praia do Patacho.  Essa, é uma das praias quase desérticas, e fica no litoral norte de alagoas. 






       Essa é uma região conhecida como Rota Ecológica de Alagoas, que compreende o trecho entre a Barra do Camaragibe e Porto da Pedra. Como em toda região do litoral nordestino, na época de lua cheia, e do movimento das marés, é possível observar o mar quase chegar a e tocar nos coqueiros que estão a beirar mar. Essa praia é a última antes do rio Manguaba. Extensa, e com o crescimento imobiliário desenfreado, ela começa a ser ocupada por casas. 






       Na areia, só existem bares num trecho próximo ao centro de Porto de Pedras, já quase chegando à beira-rio. Para quem não está hospedado na praia, é preciso pegar uma estradinha que corta o coqueiral, com vista para o mar. Patacho na maré baixa ela exibe suas piscinas naturais. O percurso de barco dura 15 minutos. A praia do Patacho pertence ao município de Porto de Pedra, e fica a 10 KM de São Miguel dos Milagres. 






       Não há indicação com placas na pista, mas com uma boa dica para quem vem do centro de São Miguel é virar à direita logo após passar por uma praça com uma estátua do Padre Cícero. É preciso pegar uma estradinha que avança pelo meio de um coqueiral, até chegar à orla deserta. Em mais de 200 KM de praias de águas mornas e calmas, devido à extensa barreira de corais, não faltam lugares incríveis para relaxar. O local dessa praia fica apenas 109 KM de capital alagoana, Maceió, que também é um paraíso. 






       Situada entre as cidades de São Miguel dos Milagres e Japaratinga, a antiga vila de pescadores, carrega fortes características de sua história entre o seu artesanato. Essa é uma região que está inserida em uma costa de corais, conhecida por ser a segunda maior barreira de corais do mundo, atrás apenas da costa australiana. Para vir a esse paraíso, vindo de Maceió, é só pegar o caminho da Rota Ecológica, pelo litoral norte, seria mais fácil se tivesse um caminho beirando o litoral, mas como não existe, quando você chegar na altura de Barra de Santo Antônio, você segue e pegando em direção de São Luís do Quitunde, e depois, de Passo do Camaragibe, até que finalmente alcançar a pequena cidade de Barra do Camaragibe. 






       Depois é só percorrer a AL 101 em direção ao norte e observar as praias. A do Patacho é bem sinalizada. Vindo a alagoas, procure conhecer essa linda praia. O Nordeste brasileiro tem dessas coisas, falam, falam e falam, mas as pessoas sempre estão aqui tanto para curtirem o belo verão nordestino, quanto para apreciar as belezas dessa região maravilhosa do Brasil. O nordeste brasileiro é uma das regiões do brasil que mais recebe turistas internacionais e nacionais, isso porque o potencial turístico dessa bela região é simplesmente “inesgotável, pois Deus deu aos nordestinos, esse privilégio de morar aonde muita gente passa as férias. Sendo assim, vemos que ele sempre está agradecendo a Deus pelos privilégios concedidos a eles. 






       É engraçado porque nessa região, suas sub-regiões se dividem, e são totalmente diferentes umas das outras, e é por isso que muita gente se confunda quando fala sobre essa região, sem conhecimento de causa. Então é isso, vindo ao Nordeste brasileiro, seja no sertão ou no litoral, procure conhecer mais a história cultural dessa região, e procure aproveitar o máximo que puder, , a estadia no Nordeste, pois ele pode te surpreender muito.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...