REGIÃO SEMIÁRIDA DO BRASIL – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: REGIÃO SEMIÁRIDA DO BRASILBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: REGIÃO SEMIÁRIDA DO BRASIL A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: REGIÃO SEMIÁRIDA DO BRASILBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: REGIÃO SEMIÁRIDA DO BRASILBlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

10 maio, 2016

REGIÃO SEMIÁRIDA DO BRASIL

O que os órgãos competentes responsáveis devem fazer, é dá assistência para essas pessoas, e que eles ensinem ao homem a valorizar os principais recursos naturais dessa região, procurando assim viabilizar o aumento socioeconômico da terra, reforçando essa área tão árida, através de estudos das atividades produtivas pela sua diversidade cultural.   SERTÃO NORDESTINO | Fonte da imagem: fredjordao











SERTÃO NORDESTINO







      Sempre gosto de falar aqui no nosso blog, que o sertão nordestino é uma das áreas do nordeste brasileiro que castiga mais o homem dessa região. O sertão é uma sub-região do nordeste que fica localizada entre o agreste e o meio norte. Ela é a maior das mesorregiões do nordeste brasileiro. Essa região tem um solo pedregoso e uma vegetação que tem pequeno porte onde se encontra a caatinga, o seu clima é semiárido o que se caracteriza pela umidade baixa, com pouco volume pluviométrico. 





      Ele tem uma extensa área de pelo menos um milhão de quilômetros quadrados e não se apresenta uniforme. Essa região tem longos períodos de secas, geralmente com rios temporários, com uma exceção, o rio São Francisco. A sua vegetação predominante é a caatinga, único bioma no mundo. Essa é uma região do Brasil, que são poucos os que se adaptam a ela, pois o sertão, é feito de desafios e de coragem. 





      Essa área do sertão, tem muitos lugares inóspito e de difícil acesso, tanto no que se refere para as pessoas morarem com também, algumas estradas vicinais, para o tráfego de pessoas animais ou mesmo carros. É apaixonante quando falamos de sertão, pois tem partes do sertão que existe cidades, povoados, que é uma espécie de mine arraial, como também tem lugares dentro do sertão que a gente pensa que não existe pessoas, mas que na verdade elas estão lá, morando mesmo, pois já nasceram ali. 





      Não são como os nômades, pois os “nômades” ficam andando de um lado para o outro. Os sertanejos que moram nos mais longínquos lugares do sertão, são pessoas que vivem ali porque já nasceram distante da civilização, e gostam da tranquilidade desses lugares, mesmo com todas as adversidades que ele traga para o homem. Então isso é cultural, não vai mudar, pois essa faixa de semiárido nordestino, é enorme. E não é de uma hora para outra que as pessoas mudam os seus hábitos nem seus costumes. 





      O que nos apaixona a morar no sertão e viver por lá, é o desafio de conquistar o imprevisível da vida cotidiana desses mesmos lugares. No Rio Grande do Norte tem uma faixa do sertão que chega até ao litoral potiguar, essa faixa fica no alto oeste, por aí você ver a maravilha que é a magia desse lugar chamado sertão. O que os órgãos competentes responsáveis devem fazer, é dá assistência para essas pessoas, e que eles ensinem ao homem a valorizar os principais recursos naturais dessa região, procurando assim viabilizar o aumento socioeconômico da terra, reforçando essa área tão árida, através de estudos das atividades produtivas pela sua diversidade cultural. 





      Para o homem sertanejo, o boi é uma espécie de fonte de abastecimento de fonte econômica para ele a sua família, e que tem um papel sócio cultural dentro desse ciclo de sociedade. Então como vemos, o semiárido do sertão nordestino, é a fundamental distinção de sua paisagem, uma vez que isso se expressa no jeito seco de sua vegetação, a caatinga e no regime passageiro dos seus rios. O sertão já foi muito marcado profundamente pela questão da seca e da fome, o que costuma generalizar para todo os nordeste, o que não é verdade, pois alguns desinformados não leem a fundo, a história dessa região do Brasil, tanto no passado como no presente. 





      Hoje já mudou muito a situação da fome no sertão, ainda existem pobreza e fome, mais ela foi reduzida em sua boa parte. Na verdade, o sertão está sendo beneficiado com alguns grandes projetos, o que impulsiona muito a região. O sertão está sendo cortado pelas águas de transposição do São Francisco, isso pode ajudar e muito os pequenos agricultores dessa região tão castigada pelas prolongadas secas. Isso é meu sertão, isso é o meu nordeste.





Nenhum comentário: