, A ARTE DE NEWTON AVELINO: 07/04/14 07/04/14 - A ARTE DE NEWTON AVELINO

SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

4 de jul de 2014

REDES DO BRASIL

Fonte da imagem: br.distanciacidades

                      


                      O COLORIDO DO SERTÃO NORDESTINO

    


       As redes do sertão do nordeste, além de serem um utensílio que fazem parte da cultura sertaneja e nordestina, esse artefato é uma herança que nós herdamos da cultura indígena. Foram os índios da América do Sul que inventaram esse utensílio.

       


       As redes indígenas eram feitas de cipós. O nome rede foi dada pelo escrivão da frota de Pedro Álvares Cabral, o Pero Vaz de Caminha. Bem, as mulheres dos colonos portugueses foram quem adaptaram as redes, feitas de cipós pelos índios tupiniquins, para redes de tecidos.

   


       Pelo que nós observamos é que as redes realmente tem a sua origem no Brasil introduzida na cultura nordestina através da cultura indígena. Interessante é que essa cultura é forte na cultura popular do nordeste, passando de pai para filho o costume de dormir em redes.

  


       Se observamos, a população do sertão nordestino gosta mesmo de armar as redes. Isso pode ser no alpendre das casas de suas propriedades como nas casas da cidade. O certo é que esse costume vem desde a época do Brasil império até os dias de hoje, a gente ver que essa cultura a cada dia fica mais forte e mais rica.

   


       Não é a toa que o maior produtor de redes de dormir do Brasil, é o estado da Paraíba, sendo a cidade de São Bento, no sertão paraibano. Isso leva a nos mostrar que a rede de dormir é um produto bem sertanejo, e bem nordestino. Nas mais longínqua regiões do sertão, os sertanejos tem a mania de fazerem as suas casas com alpendre e depois colocarem tornos nas colunas.

   


      Tornos são aqueles armadores feitos de madeiras e que eles espalham esses artefatos por toda a casa. Geralmente no nordeste os amigos, ou mesmo a família  vem passar os finais de semana na casa de parentes, e para facilitar e ter espaço para todo mundo dormir, eles tem o costume de colocarem os tornos(armadores de madeira), em suas casas.

   


      Sertanejo  que é sertanejo, mesmo que tenha uma cama, ele sempre tem uma rede para tirar o seu cochilo nas horas de folga. Elas se tornaram utensílio de artesanato, sendo vistas em várias cores, modelos e tecidos diferentes uns dos outros.

   


      O nordeste exporta redes de dormir para todo o Brasil e para fora dele. A rede de dormir é quase uma instituição nordestina, não vejo o nordeste sem uma boa rede para descansar um pouco. Elas fazem o colorido das paisagens do sertão ao litoral, mostrando o quanto o sertão é forte na sua produção.


.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...