SEGUIDORES

Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

6 de dez de 2015

COTIDIANO SERTANEJO

                                                                                   
Fonte da imagem: rainhamaria





PEÇA DE MUSEU

   
   
    O sertão nordestino tem várias cenas rurais que encantam e que fazem parte da história dessa região. Apesar dessa região do sertão ter uma parte mais seca, e menos habitável, também mostra para o mundo que pode ter flores em um passe de mágica. 


   Depende muito dos períodos chuvosos. Bem, já falamos aqui de algumas cenas do cotidiano sertanejo, mas aqui nesse caso, é bem simples, vamos falar aqui de um artefato usado com bastante frequência por quase todos do sertão nordestino. Vamos falar dessa quase peça de museu que é o “Galão”. 


   Um artefato feito com uma madeira resistente que é pendurado ou corda ou arames grossos para enganchar duas latas, uma em cada extremidades da madeira, e que servia para o homem sertanejo carregar o líquido precioso do sertão que é a água. 


     Logo no começo do século, ele era muito usado, e foi até um pouco mais da metade do século passado, isso até em propriedades que ficavam na faixa da zona da mata e agreste. Geralmente eles eram mais usados pelos os homens, já que as mulheres carregavam as latas em cima de uma rúdia que colocava na sua cabeça, assim era como elas transportavam a água para casa. 


     Os galões feitos pelos agricultores, eram uma espécie de moda daquela época, pois eles serviam muito para transportar água principalmente de cacimbões ou de pequenos barreiros. 


   Com o passar dos tempos os “galões” foram ficam obsoletos, então os agricultores começaram a carregar água em barris ou ancoretas, em cima de lombo de jumentos. Até os dias de hoje eles ainda usam esse método, mas também tem as carroças e por fim, os caminhões pipas, pois a água ficou mais escassa e mais longe desses lugarejos que estão encravados nas sub-regiões do sertão do nordeste. 


     O que importa, é que o “Galão” é um artefato que ficou na história da cultura popular do nordeste, tendo ele como toda nossa cultura tido influência europeia principalmente dos portugueses. Eles devem ter tido o seu auge no Brasil colônia, e de lá para cá, fez parte da mão de obra do homem do campo e que ajudou no dia a dia do trabalho braçal do sertanejo.
  
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...