GELO NO SERTÃO DO NORDESTE – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: GELO NO SERTÃO DO NORDESTEBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: GELO NO SERTÃO DO NORDESTE A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: GELO NO SERTÃO DO NORDESTEBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: GELO NO SERTÃO DO NORDESTEBlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

02 outubro, 2015

GELO NO SERTÃO DO NORDESTE

                                                                                               
                                         Fonte da imagem: anoticiabomsucessopb  
                                
                                       



                   FENÔMENO QUE MUDA O SERTÃO
   

     








      Que o sertão vem tendo duros períodos de estiagem, isso já não é novidade para nenhum nordestino e nenhum brasileiro. Sabemos que essa região tão seca e árida, necessita muito de água para ser produtiva e para se tornar uma fonte de emprego e renda para os que moram nela.

     
   Os agricultores que lá moram, alguns costumam cavar poços em suas terras, mas outros que não tem tanta condição financeira assim, ficam a depender das chuvas. Na verdade, todos dependem das chuvas para o plantio em suas terras, seja rico ou não.
     
     As chuvas em algumas cidades dessas regiões nordestinas, dependendo da temperatura que essas regiões estejam tendo, elas vem firme e forte, isso quando o inverno é regular ou bom. Quando o inverno é fraco, geralmente elas são mais brandas, sem relâmpagos e trovões.
     



     Mas em regiões mais quentes e úmidas, quando a época chuvosa chega, aí vemos um inverno mais rigoroso e chuvas com trovões, relâmpagos e ventos fortíssimos. Tem um fenômeno que acontece no sertão nordestino que já aconteceu em algumas cidades de alguns estado dessa região, que são as chuvas de granizo, isso é raro, mais acontece dependendo das convergências climáticas.
   



     Esse fenômeno ocorre quando a chuva se desenvolve de forma muito vertical, e junto com ela, sempre vem a ventania. Também tem a relação da altitude das formações das nuvens, a onde a temperatura é muito baixa, as gotículas são congeladas e caem em forma de cubos de gelo. Isso é dito pelos meteorologistas.
   



      O tamanho das “pedras” aumenta de acordo com a quantidade de água formada na nuvem, e da maior ou menor atividade de movimentação. Na região Nordeste essas pedras não são tão grandes, mas fazem estragos em algumas dessas cidades a onde esse fenômeno acontece. De toda forma, chuva sempre é bem vinda no sertão nordestino, e com isso, a alegria do sertanejo se renova.


Nenhum comentário: