TRADIÇÃO PERNAMBUCANA – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: TRADIÇÃO PERNAMBUCANABlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: TRADIÇÃO PERNAMBUCANA A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: TRADIÇÃO PERNAMBUCANABlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: TRADIÇÃO PERNAMBUCANABlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

04 outubro, 2016

TRADIÇÃO PERNAMBUCANA

FESTA PAGÃ | Fonte da imagem: lemondelittah













FESTA PAGÃ








      Posso dizer sem muitas novidades, que o carnaval pernambucano é um dos melhores carnavais de rua que o Nordeste apresenta durante todo período carnavalesco. As vertentes culturais e sociais inseridas dentro dessas festividades carnavalescas, são imensas. O novo e o velho se misturam, as classes sociais não se dividem, os foliões brincam à vontade, pois o carnaval pernambucano, ainda sabe preservar tudo de bom que nele existe. 






      Esse é um carnaval que além de divulgar a região do nordeste do Brasil, ainda mostra toda sua cultura para o mundo. O mais legal disso tudo, é que, a cidade de Olinda ainda fica de braços dado com a cidade do Recife nos dias carnavalescos, pois elas se tornam exemplos com suas vertentes culturais, com suas misturas e seus sons e batuques, com o frevo no pé, com seus caboclinhos, com seus maracatus e seus cavalos marinhos, e com todo o seu folclore. 






      Hoje vamos falar dos bonecos gigantes feitos em Olinda, pois hoje não é possível pensar no carnaval pernambucano, sem lembrar dessas maravilhas que são os bonecos gigantes de Olinda. Esses bonecos são confeccionados com isopor, papel, madeira e fibra de vidro para a cabeça, mãos e ao corpo dos bonecos. Eles devem ter um suporte para que o carregador consiga leva-los durante os desfiles, para que esses carregadores de bonecos tenham um conforto ideal e não venham a se machucar. 






       O calor de quase 40 graus, dificulta muito os brincantes que estão levando os bonecos, pois eles ficam pelo lado de dentro do boneco e isso faz com que o forte calor do verão nordestino, dificulte um pouco o manejo dos bonecos. Segundo o folclorista Luiz da Câmara Cascudo, esses bonecos começaram a ser confeccionados e aparecerem no carnaval pernambucano, lá pelo o ano de 1962. 






      Eles são confeccionados em cima da fama de muita gente que faz parte da cultura popular ou não, pode ser um político, pode ser um garçom pode ser uma pessoa comum, pode ser um personagem fictício, só depende da criatividade dos artistas que os fabricam. Nos dias atuais acho que não vai faltar inspiração para esses artesões fazerem vários bonecos com nome de várias personalidades da nossa sociedade. Dentre tantos bonecos famosos do carnaval de Pernambuco, temos: o homem da meia noite, Maria Angu e Paulino, Mulher do Dia, Menino da Tarde e tantos outros famosos. 






      O homem da meia noite é o responsável pela abertura da festa do carnaval pernambucano. As pessoas que dão vida aos bonecos, carrega-o na cabeça apoiado em almofada existente na base da estrutura. A cintura do boneco é a onde fica localizado os olhos do carregador, que se orienta através de pequena abertura na braguilha da calça do próprio boneco, que fica amarrada na cintura por baixo do paletó ou de outra vestimenta. Hoje passar o carnaval em Olinda é garantia de encontrar uma das mais maravilhosas festas tradicionais e com o melhor do sincretismo religioso e cultural do nosso Brasil. 






       O entrudo, uma festa pagã europeia animava toda população de Pernambuco, entre ricos e pobres, senhores e escravos. Depois do século XVll, a festa cresceu com a assimilação de costumes africanos, o que culminou no frevo. Isso deu uma identidade única ao carnaval pernambucano. Já no ano de 1907 o carnaval começou a ganhar os modelos atuais, através das adaptações culturais brasileiras e se tornando um carnaval genuinamente brasileiro, gostos e costumes do nosso povo. Esses bonecos gigantes é uma prova disso, são criações como essas que valoriza a cultura e enobrece a criações dos nossos artistas, sem falar que deixa o carnaval do Nordeste, o carnaval de Pernambuco e o carnaval do Brasil, mais rico, tanto na parte cultural como na parte social, pois isso gera emprego e renda para o povo.





Nenhum comentário: