ições,'/> PRATO EXÓTICO REGIONAL - A ARTE DE NEWTON AVELINO | A arte do Nordeste.

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalismo Links Entrevistas Contato
Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

15 de mai de 2018

PRATO EXÓTICO REGIONAL

comida nordestina | fonte da imagem: eduluz





COMIDA NORDESTINA







      É impressionante como a culinária nordestina pode se tornar de um simples prato regional a um manjar internacional. Isso vai depender muito de quem prepara, mesmo sendo nativo da região, não precisa ser um chef para fazer de uma comida regional um prato dos mais saborosos e exótico. Isso vai depender muito das ervas colocadas nesse prato, dos temperos picantes e aromático que são necessários nesses pratos da cozinha regional do nordeste brasileiro. 





      É incrível como uma iguaria se torne tão apreciada pelos nordestinos e por quem vem de fora. Acho que este costume nordestino começou na época da guerra, como comida era bem escassa por causa da guerra, os nordestinos começaram a aproveitar os restos de alimentos que eles faziam e aproveitavam fazendo novos pratos saborosos para a população degustar. Isso não é novidade nenhuma, pois o nordestino é bem criativo e de gostos populares. 





      Os pratos aromáticos e picantes feitos por eles, são pratos consumidos todos os dias pelos nativos e por quem visita essa região, e há cada dia são mais e mais admirados, prestigiados e consumidos por todos. Essa região realmente é uma das regiões do Brasil que mais valorizada a culinária, tanto local com internacional, sendo assim, não é atoa que eles se tornaram mestres na culinária local. 





      A comida nordestina mesmo sendo picante e aromatizante, ela pode se tornar leve e saborosa na hora da degustação, vai depender muito dos pratos que as pessoas pedem. Isso porque elas mudam de nome e de sabor de estado para estado dentro da região do nordeste brasileiro. Muitos pratos têm nomes esquisitos, como por exemplo: sovaco de cobra, cabeça de bode, buchada, chambaril, rabada, rabada de boi, escondidinho, sarapatel e tantos outros pratos saborosos que existem nessa região brasileira. 





      Mas hoje vamos falar de uma iguaria que poucos falam, mais que existe, e que nessa região algumas pessoas apreciam. Vamos falar da “tripa assada de galinha”. Bom, a tripa deve ser da galinha caipira criada em casa, porque só assim você consegue as vísceras dela. Porém se você encomendar a ave em algum outro local como por exemplo açougue, talvez você consiga ela sem ser tratada. Depois que a galinha é tratada, você separa as vísceras, e leva para ser limpas em água corrente de alguma pia. 





      Bom, você tem que tem uma boa faca de mesa bem amolada para fazer esse ritual, e também tem que ter uma boa tábua de carne para poder começar todos os cortes e os tratos com essas vísceras. Modo de Preparo: Primeiro você tem que tirar o fígado e o fel sem deixar o fel estourar, porque aí vai estragar toda às vísceras. Então você corta o fígado e a moela. Tirando o fígado e a moela, você vai e lava em água corrente na torneira. Lavados e bem lavados coloque em um recipiente de plástico. 





      A moela tem que ser limpa e aberta. A parte alaranjada da moela você tem que dá um cortezinho com uma faca de ponta, e puxa esse pedaço alaranjado da moela, pois esse pedaço ninguém come. A moela é partida em duas partes depois de limpa. Depois limpa o coração tirando a capa de gordura que tem nele. Agora vem o verdadeiro ritual. A tripa tem que ser desenrolada para ser limpa. Ela tem na parte final dela uma parte que não é aproveitada, por isso é bom cortar e jogar fora. 





       Essa parte é uma parte mais delatada, você corta e joga fora. Só se aproveita a tripa fina da galinha. Bom, primeiro você abre a torneira da sua pia, com água moderada, e aí você começa a colocar uma das extremidades da tripa voltada para a água corrente da torneira. Feito isso, você começa a colocar a ponta fina da faca dentro da tripa e vai cortando devagar e moderadamente na vertical até chegar na outra extremidade da tripa. 





      Depois disso você vai ver que os dejetos da galinha vão saindo e você vai limpando a tripa pelo lado de dentro. Por ela ser tão fina, só desse jeito é que é feito a limpeza dela. Então depois de todo esse ritual, você ferve ela com limão ou vinagre. 





      O tempero dessa iguaria é basicamente feito com alho e sal, depois é só colocar em uma frigideira com óleo a fogo brando e depois é só se servir com uma farofinha básica temperada. Essa iguaria é muito apreciada aqui no Nordeste do Brasil. Tem alguns restaurantes regionais que oferece pratos assim. Um verdadeiro manja.







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...