SAVEIROS DA BAHIA - A ARTE DE NEWTON AVELINO | A arte do Nordeste.

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato
Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

4 de jul de 2018

SAVEIROS DA BAHIA

Bahia de todos os Santos | fonte da imagem: vivasaveiro






BAHIA DE TODOS OS SANTOS




    O estado da Bahia é simplesmente uma magia, ele com seu povo, suas tradições, costumes e seus encantos, mostra para todos nós que, à Bahia, é um estado de graças. Ou seja, um estado que transmite uma energia, uma alegria e uma cultura cosmopolita, com suas tribos, seus costumes e suas tradições. Entre tantas vertentes culturais desse estado, que chamamos de Bahia; vamos falar de um meio de transporte fluvial que é simplesmente o retrato fiel da Bahia, como diz o poeta. 



    Vamos falar dos saveiros baianos. Essas embarcações tiveram seu momento de apogeu no mar da Bahia de Todos os Santos, e em alguns rios da região como por exemplo o Paraguaçu e alguns outros rios, trazendo e levando pessoas e mercadorias das cidades históricas ali situadas, como por exemplo, para Salvador e vice-versa. Tudo isso acontecia desde à época do Brasil colônia, de modo especial, durante o ciclo da cana de açúcar. 



    Sempre era prazeroso vê-los cortando o mar da Bahia. Eles eram leves, charmosos e econômicos. Os saveiros eram movidos pela força dos ventos, através de suas velas, e guiados pela sabedoria e técnicas dos saveristas. Os saveiros foram responsáveis diretamente pela economia do Estado. Esse tipo de transporte fluvial, era responsável pelo transporte de mercadorias e cargas pesadas entre às cidades do Recôncavo baiano como: Maragojipe, Cachoeira, São Felix e Nazaré das Farinhas. 



    No início do século XVll, mais de mil saveiros navegavam pela baia de todos os Santos. Com o passar dos anos, e já no século XXl, ainda vemos poucas embarcações iguais a essas na baia de todos os Santos. Todos os anos, escolhe-se uma data para comemorar a festa dos saveiros, na qual à Baia de Todos os Santos fica enfeitada com sua presença, cada qual ostentando velas multicoloridas içadas em seus altaneiros mastros. Os saveiros têm origens no Egito e na antiga China. 



    Essas embarcações são embarcações artesanais com velas de panos quadrangulares, içados e armados em um mastro, instalado acentuadamente à vante, com uma “carangueja” (verga de vela latina quadrangular dos navios de dois mastros), por isso é chamada de Saveiro de Vela de Içar. Esse tipo de embarcação foi bem adptada, moldada e aprimorada pela população nativa, aos parâmetros anemo-climáticos e geomorfologicos do Grande Recôncavo, em várias e sucessivas gerações. 



      Para a fabricação de cada embarcação como essa, tinha todo um ritual. Como eles eram feitos artesanalmente, tornou-se fruto da evolução e da síntese de diversas culturas, do constante labor da engenharia e da arquitetura popular naval, sobretudo para o transporte de mercadorias típicas dessa região, oriundas das comunidades tradicionais que vivem nas margens dos rios, da baia de todos os Santos, e das ilhas; e do próprio litoral baiano. 



     Os controles dos métodos e dos tipos de materiais empregados, as ancestrais e rigorosas técnicas (medidas e proporções corretas) e a arte de entalhar madeira e fazer as velas (cortar e costurar os panos) foram aprendidas, passadas e acumuladas de pai para filho. A qualidade da madeira selecionada para a fabricação caseira e artesanal dos saveiros, era conhecida, definida e escolhida à dedo, para em seguida ser cortada, esculpida e aparelhada, dando formas para a montagem e os encaixes necessários, e feitos com ferramentas adquadas, sendo que todo o trabalho é artesanal, feito à mão. 



    O Saveiro teve papel estratégico na pesca e no transporte de carga, sendo o modo de ligação mais forte de toda a cultura ribeirinha e costeira do litoral baiano, sobre tudo na baía de todos os Santos. Essa embarcação tem mais de 400 anos inserido na paisagem marítima, fazendo parte de um cartão postal da região.








Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...