A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura: cultura do nordeste brasileiro: TEMPEROS REGIONAIS TEMPEROS REGIONAISA ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura: cultura do nordeste brasileiroA ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura: cultura do nordeste brasileiro

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato
Confira a arte do artista potiguar Newton Avelino, na sua galeria permanente. Adquira já uma obra!

10 dezembro, 2018

TEMPEROS REGIONAIS

Fonte da imagem:  rustymarcellini











COMIDA DO NORDESTE BRASILEIRO





      Se é uma das coisas que o Nordeste brasileiro tem de bom, dentre tantas, essa coisa é a sua culinária, pois ela é apreciada por todos, e quando provam o seu sabor e temperos picantes, eles se apaixonam. Sabemos que essa região não tem só de bom a culinária, mas tudo que ela produz e tudo que Deus deixou aqui dentro desse pedacinho do Brasil. Apesar de ser uma região onde muita gente desinformada tem seu preconceito com ela, o Nordeste mostra que é uma região onde tudo isso não faz nenhum sentido, porque essa região tem uma cultura riquíssima, tem uma história de batalhas e guerras onde seu povo deu o sangue, o suor e o trabalho para que essa região se tornasse o celeiro cultural do Brasil, depois de tudo isso eu procuro o preconceito e os preconceituosos, e não acho, pois eles desaparecem na ignorância, na intolerância e na desinformação dos que não sabem o que falam, e falam o que não sabem, apesar de tudo isso, o Nordeste do Brasil mostra que é uma aterra abençoada por Deus e bonita por natureza como diz o poeta. Dentro de suas sub-regiões tais como: Litoral, Sertão, Agreste e Meio Norte, temos os mesmos costumes com nomes diferentes, como na culinária, nas danças, nas músicas, e em todo o seu folclore. 


Fonte da imagem: sabor do piauí



    Tivemos sim, influências europeias através dos português, mas também tivemos sim, influências dos índios, dos chineses, dos africanos e porque não dizer, de outras nacionalidades, isso só veio enriquecer a nossa história, a nossa cultura e tudo que direta ou indiretamente fez parte da história do Nordeste e do Brasil. O bom e tudo isso, foi que nós adaptamos e deixamos genuinamente brasileiro a nossa cultura e a nossa história. Pois bem, isso influenciou também na nossa culinária, pois vieram os temperos aromáticos e picantes que se misturaram com os temperos brasileiros e soubemos introduzi-los em cada prato em cada cardápio e em cada gosto proporcionado por essa cozinha tão brasileira, tudo isso foi feito para que se tornasse a abrasileirado a nossa culinária. 


Fonte da imagem: osertanejorh




      Sabemos que o Nordestino além de ser criativo na culinária e em vários seguimentos, ele consegue há cada dia fazer novos pratos com novos nomes e sabores diferentes; mas como estamos falando de culinária, sabemos que, muitos pratos com nomes exóticos, feitos no Nordeste brasileiro a partir da comida que sobrou do almoço; sabemos que isso é uma herança que adquirimos a partir da ll Guerra Mundial, já que a comida era pouca ou escassa, e para não acontecesse o desperdício de comidas, o Nordestinos transformava a comida que tinha sobrado do almoço em novos pratos, isso é dito por alguns pesquisadores. Então como vemos, isso é bem corriqueiro nessa região, uma herança dos tempos de guerra e assim, fomos formando uma cozinha com uma culinária altamente apreciada, tanto pelos turistas internacionais como pelos turistas nacionais. 





      O Nordeste tem nove estados, e em cada um desses estados é praticamente a mesma culinária com sabores igualitários ou não, nomes de pratos ou não, no litoral, estamos acostumados com moquecas e frutos do mar, já no sertão temos o hábito de degustar também peixe de água doce, mas com menos frequência, e com mais frequência a carde de sol, o bode assado, linguiça do Sertão ou galinha caipira. O bode assado é muito apreciado dentro do Sertão e vem com acompanhamento de Macaxeira, isso porque o Nordeste é campeão na criação de caprinos, e há cada ano o seu rebanho vem aumentando, como consequência, a carne vem sendo mais consumida, pois além de tudo, é uma carne de alto teor nutritivo, com pouco teor calórico e com baixo custo, sendo assim, esse prato é conhecido e tradicional na cultura local de todo o Sertão Nordestino. Como vemos, o Nordeste brasileiro é alto suficiente na criação da caprinocultura e isso é essencial para a culinária local. Essa região, só surpreende quem não a conhece, pois quem fala preconceituosamente da Região do Nordeste do Brasil, termina se passando por bobo, pois sua história começou desde o Brasil colônia, e começou por ela.  Quem passa a conhecer esse região termina vendo no potencial que o Nordeste brasileiro tem.