NORDESTE BRASILEIRO – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: NORDESTE BRASILEIROBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: NORDESTE BRASILEIRO A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: NORDESTE BRASILEIROBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: NORDESTE BRASILEIROBlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

29 maio, 2014

NORDESTE BRASILEIRO


                                                                Fonte da imagem:umbuzada
                                   






                                         HISTÓRIA DO NORDESTE BRASILEIRO









      Canudos é um município brasileiro que fica situado no sertão da Bahia, localizado no Nordeste do Brasil. A cidade atual de Canudos, já é a terceira Canudos da região. A primeira foi feita no século XVlll às margens do rio Vaza-Barris, ela foi feita como uma pequena aldeia na fazenda Canudo

    



    O Nordeste no final do século XlX, tinha uma seca terrível, fome, violência e um abandono político que afetava os nordestinos. Realmente a região era muito precária e pobre. Essa situação afetava principalmente a população mais carente da região. A grave situação foi desencadeada um grave problema social.

     



      O conflito começou no ano de 1896, no sertão baiano. O governo da Bahia pediu apoio Federal para conter essa situação formada por fanáticos, jagunços e muitos sertanejos famintos e sem empregos. Antônio Vicente Mendes Maciel, conhecido como Antônio Conselheiro, era um beato.

      



     Ele nasceu em Quixeramobim no Ceará, e foi um líder religioso e social brasileiro. O Beato Conselheiro era considerado um fora da lei pelas autoridades nordestina. Os jagunço e fanáticos e outros foras da lei, começaram a seguir o beato Antônio Conselheiro, depois de um certo tempo eles usavam de violência nas comunidades saqueando e fazendo tudo que não presta em nome de uma ideologia que não tinha muito haver.

      



     O Beato passou mesmo a ser conhecido só depois da Proclamação da República, ele liderava aqueles movimentos no sertão baiano. Ele acreditava que eram um enviado de Deus para acabar com as ideias e as diferenças sociais, e também os pecados republicanos, entre alguns, estavam o casamento civil e cobranças de impostos.

      



    O governo federal, com auxílio de tropas locais, organizou uma ofensiva militar contra o arraial liderado por Conselheiro. O conflito armado, conhecido como "Guerra de Canudos, ocorreu entre 1896 e 1997". Só no quarto confronto foi que essa guerra se deu por finalizada. O cerco foi tão grande que quem morava no arraial, não tinha nenhuma chance de ir à busca de qualquer tipo de alimentos e muitos morreram de fome, ou eram baleados tentando fugir do cerco que havia no arraial.

      



     O massacre foi de tamanha proporção que nem mulheres, crianças e idosos escaparam dele. Só na quarta tentativa de invasão das tropas federais e estaduais e de algumas regiões do Brasil, foi que a guerra de Canudos chegou ao fim. O beato Antônio Conselheiro foi morto durante a batalha em 22 de setembro de 1897, com ferimentos causados por granada. Hoje a cidade de Canudos já a terceira Canudos. A sua história fica para novas gerações de Nordestinos.