RIQUEZA ARQUIOLÓGICA – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: RIQUEZA ARQUIOLÓGICABlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: RIQUEZA ARQUIOLÓGICA A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: RIQUEZA ARQUIOLÓGICABlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: RIQUEZA ARQUIOLÓGICABlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

02 junho, 2015

RIQUEZA ARQUIOLÓGICA

                                     Fonte da foto:marcalocadora

                                                   





                             TURISMO ECOLÓGICO

   







        Enganam-se quem pensa que o nordeste só tem belas praias, comidas saborosas e outras coisas mais. Essa região linda e rica em todos os aspectos, além disso, que eu já citei aqui, também tem uma cultura linda e rica, a sua música é belíssima, tem também grandes artistas em todas as áreas da cultura, e tem um povo muito hospitaleiro.  

   





      Mas hoje nós vamos falar da riqueza arqueológica que tem nessa região. A arqueologia tem como prática uma contextualização de vestígios culturais de populações passadas. O nordeste tem vários sítios arqueológicos, isso é uma riqueza no que se refere ao âmbito cultural, incomparável. Temos dois grandes parques que ficam no estado piauiense, que são: Parque de Sete Cidades e o outro é o Parque Nacional da Serra da Capivara

   





      O Parque Nacional da Serra da Capivara é Patrimônio Cultural da Humanidade. Em 1991, este parque foi reconhecido pela UNESCO, como o maior conjunto de arte rupestre do planeta e seus vestígios das populações que ocuparam essa região do Piauí, já há pelo menos uns 50 mil anos atrás. Essa reserva é administrada por um convênio entre poder público e a fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM). 

     





       Essas pinturas (rupestres) foram realizadas durantes milênios, e que indica alguma coisa ou algo que esses indivíduos e animais faziam nessas épocas remotas dos seus ancestrais. Os seres humanos têm imensa capacidade de surpreender uns aos outros com essa capacidade de raciocínio. Esse parque recebe em média por ano uns 20 mil turistas, aqueles que gostam mesmo de fazer turismo ecológico, mas por outro lado, esse mesmo parque deveria receber acima de um milhão de pessoas por anos, isso por baixo. 

   






        Ele foi fundado em 1979 por motivo mesmo de preservar toda a parte arqueológica desse imenso parque. Sua fauna é formada por espécies do cerrado, como tatus, veados e macacos, sem contar com outras espécies com tamanduá bandeira, a onça pintada e outros. Dentre aves figuram mais de duzentas espécies entre codorniz e jacu, ave muito parecida com peru. A caatinga é a vegetação nativa do parque. 

   





        O turista pode fazer o percurso de 22 sítios arqueológicos, que é o percurso preparado para o visitante fazer. Todas essas trilhas são bem sinalizadas. A área total do parque é de 100 mil hectares. No parque tem lanchonetes, auditório etc, se no caso o turista quiser se hospedar com mais conforte e uma infra-estrutura com mais conforto, é só se hospedar na cidade de São Raimundo Nonato – PI. Os horários de visitações são de 07 às 17hs. Este parque fica a sudeste do estado do Piauí. Bem, como se ver o Nordeste do Brasil, não é só seca que tem por lá. Tem muitos lugares para ser visitados por pessoas que valorizem a cultura e arte dessa terra tão maravilhosa chamada NORDESTE BRASILEIRO.

Nenhum comentário: