SURRÃO – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: SURRÃOBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: SURRÃO A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: SURRÃOBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: SURRÃOBlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

02 dezembro, 2015

SURRÃO

                                                                               
                                                           Fonte da imagem: Alexandremulato
                            
                     

                         OBJETO EXTRAORDINÁRIO

     


       A palha é uma das matérias primas mais extraordinárias que existe no meio de peças artesanais dentro da cultura nordestina. Sim, porque também temos outras matérias primas tais como o: barro, o couro à argila, à areia a madeira e tantos outras. Mas especificamente eu vou falar da palha, que é a matéria prima de um artefato que sempre foi usado pelos sertanejos e que é feito da palha. 


     
      Esse artefato sempre esteve dentro das casas dos sertanejos e que sempre fez parte da cultura sertaneja. Vamos falar do Surrão. Ele é conhecido como “Saca” ou “Surrão”. No século passado ele ainda era muito usado entre os sertanejos que trabalhavam no campo, isso porque eles eram feitos de palha e que era para armazenar a safra desses agricultores. 


     
       Quando a safra era muito boa, os agricultores tinham dificuldades para armazenar adequadamente os seus produtos, pois eles não podiam ter contato com a umidade ou o bicudo ou qualquer outro meio que viesse a estragar os grãos. Geralmente os produtos que eram armazenados neles, eram: farinha, goma, feijão e o milho. Quando o inverno era regular no sertão, que os agricultores plantavam e colhiam uma safra boa, você poderia chegar à casa de qualquer um deles que encontraria vários surrões cheios de grãos ou de qualquer outra colheita que eles fizessem. 


     
       Eles eram feitos de palhas porque mantinham a temperatura, era um produto de preço baixo e que eles mesmo tinham em suas propriedades, e que deixava o produto intacto sem maiores danos. Com a continuação dos tempos, ele foi desaparecendo do convívio dos sertanejos, os tempos mudaram, apareceram os tonéis tanto de plásticos como de aço, e aí a comodidade convenceu os agricultores a trocar os surrões pelos tonéis. Alguns agricultores ainda usam os “surrões” como o meio mais econômico de armazenar seus produtos. 


    
         Na verdade, sabemos que algumas coisas que fazem parte, ou fizeram parte da nossa história e da nossa cultura, algumas ficam só na memória, porque com o avanço da modernidade elas se tornam absoletas e que só resta pra nós termos boas ideias e passarmos a faze-las como objetos de artesanatos, só assim, elas irão voltar ao cenário cultural da nossa história, e não caíram no esquecimento da memória de alguns que fazem essa própria histórias.

Nenhum comentário: