CAMINHÃO PAU DE ARARA – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: CAMINHÃO PAU DE ARARABlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: CAMINHÃO PAU DE ARARA A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: CAMINHÃO PAU DE ARARABlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: CAMINHÃO PAU DE ARARABlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

10 fevereiro, 2016

CAMINHÃO PAU DE ARARA


Fonte da imagem: sinduprom-pe
        



TRANSPORTE DE SERTANEJO


                                 
              Em um país de grandes dimensões continentais como o Brasil, vemos que em cada sub região do Nordeste brasileiro, ainda existe e vai existir por muito tempo, pequenos povoados totalmente esquecidos. Nesses lugares, como são remotos, não existe infraestrutura nenhuma. Essas áreas chamamos de sub-regiões dentro da região nordeste, como no agreste, no Seridó, no auto oeste, nos cariris cearense e paraibano, no meio norte, e por aí vai.



     Os lugarejos ficam distantes de toda civilização, portanto a infraestrutura quase não existe. Encontramos nesses lugares nordestinos agricultores sendo transportados em caminhões que chamamos pau de arara, por estradas vicinais quase intransitáveis pois, só de caminhão é possível passar. 



        No sertão, isso é normal e também é cultural, pois desde a metade do século passado até os dias de hoje ainda existem essas cenas e serviram de inspiração para “rei do baião”, Luiz Gonzaga, que escolheu falar da vida sofrida do sertanejo em cima de um pau de arara dentro do sertão ou indo para a cidade de São Paulo.




      Mesmo com todo modernismo das vans ainda existem lugares que o caminhão pau de arara predomina e pode acreditar, nesses lugares do nordeste, distante da civilização, esse meio de transporte ainda é usado como transporte escolar. 



     São lugares que ainda não são cidades, são apenas povoados esquecidos no sertão nordestino, ou mesmo em outra sub-região do nordeste. Esse hábito sertanejo ou hábito nordestino, teve seu auge nas épocas de grandes romarias no sertão, pois eles se tornaram muito conhecidos, transportando os romeiros. A prática foi coibida pelas autoridades e não pode mais ser praticada.




         Mais de 60 anos depois a situação em muitas cidades ainda é a mesma: o povo esquecido precisa usar uma forma arcaica de mobilidade. De certa forma, não podemos ser injustos e falar que está do mesmo jeito que estava há 40, 50 ou 60 anos, mas isso é cultural, dependemos muito das três esferas do poder público. Hoje, já existe o projeto dos ônibus escolares do governo federal, mas mesmo assim, ainda vemos paus de arara fazendo parte de algumas regiões do nordeste do Brasil..





Nenhum comentário: