CIRANDA – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: CIRANDABlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: CIRANDA A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: CIRANDABlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: CIRANDABlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

01 março, 2016

CIRANDA

Dança-de-Criança | Fonte-da-imagem: astromath






DANÇA DE CRIANÇA




    No século passado existia um costume quase que ingênuo das pessoas de se comunicarem mais umas com as outras, isso acontecia porque não existia tanta corria do dia a dia, e também não existia essa coisa que chamamos de globalização. Tudo era bem mais simples, mais ingênuo. As pessoas preservavam o seu senso de educação, porque isso foi passado de pai para filho. Ainda não existia televisão aqui no Brasil, e todos procuravam um meio de interagir uns com os outros da maneira mais simples e singela que existi.




    O nosso país é uma criança ainda, comparando com outras nações, pois quase todo o nosso folclore teve origem europeia sendo trazido pelos portugueses e outros povos que aqui chegaram na época da colonização. Pois bem, no meio do século passado ainda existia brincadeiras infantis que conhecemos por cantigas de roda, ciranda ou brincadeiras de roda. 




    Elas são brincadeiras infantis onde só as crianças formam uma roda de mãos dadas e cantam. Como ainda não existia essa tecnologia de hoje ao alcance das crianças, elas tinham tempo de brincarem umas com as outras e passarem o tempo aproveitando essas brincadeiras. 




    Num passado remoto não tão distante, era muito comum no cotidiano infantil dessas crianças brasileiras, você ver esse tipo de cena, tanto nas cidades como também no sertão brasileiro. Já nos dias de hoje, essas manifestações folclóricas estão sendo esquecidas pois elas estão mais interessadas em outras brincadeiras e em outros tipos musicais.




      As cantigas de rodas, tanto no Brasil quanto em outros lugares, elas são basicamente folclóricas e possuem letras, melodias e ritmos simples e lúdicos. As brincadeiras de roda ajudam a socializar e desinibir as crianças bem como auxiliam no desenvolvimento da expressão corporal e são de extrema importância para a cultura de qualquer país.





     Quem é que não ouviu falar ou conhece: Entrei na roda, Fui no tororó, Marcha soldado, Meu limão meu limoeiro, Marinheiro só, Pai Francisco, Peixe vivo, A canoa virou, Se esta rua fosse minha e tantas outras. Ainda bem que elas são muito executadas em escolas, parques e outros espaços frequentados por crianças. 




    Sendo assim, vemos que essas brincadeiras de crianças não está mais como era antes, ou seja, as crianças na frente de suas casas brincando com seus colegas, como era em um passado remoto recente. Mas ainda hoje vemos que as escolas procuram aplicar esse método de brincadeira para desinibir as crianças.

                                              






Nenhum comentário: