PLANTAÇÃO DE ARROZ – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: PLANTAÇÃO DE ARROZBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: PLANTAÇÃO DE ARROZ A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: PLANTAÇÃO DE ARROZBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: PLANTAÇÃO DE ARROZBlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

11 março, 2016

PLANTAÇÃO DE ARROZ






ARROZ IRRIGADO





     O plantio de arroz no nordeste brasileiro nos anos de 1970 já foram mais fortes do que nos atual momento, isso por vários motivos, insumos altos, a área com muita água os agricultores não precisam ficar investindo em uma só cultura e por aí vai. Maranhão, Piauí e o Ceará são os estados nordestinos que eram muito fortes na plantação de arroz irrigado, nos anos 70. 




     O Piauí já produziu no sertão muito arroz irrigado, o estado do Ceará ainda hoje produz na região de Iguatu e de Quixelô, na região centro sul, são as maiores produtoras de arroz irrigado do Ceará. Em 2009 a área de plantio foi ampliada em 60% em relação a 2007.





      O cultivo de arroz irrigado tradicionalmente começa o plantio em julho e vai até o fim de setembro, mas nos período mais chuvosos o plantio se estende um pouco mais. Esse cultivo é feito em algumas das lagoas dessa região tais como nas várzeas do Rio Jaguaribe, Barro Alto, Santa Rosa, Quixoá e outras. Quando acontece inverno rigoroso e as cheias aparecem, muitas dessas terras férteis ficam inundadas e ficam inviável plantar arroz. 




       A colheita da maior parte das áreas que foram plantadas, acontecem no mês de Dezembro e vai até a primeira quinzena de janeiro. Já no sistema de terras altas, o arroz pode ser plantado com irrigação suplementar por aspersão ou sem irrigação. 




        Como todo mundo sabe, ou quase todos, o cultivo dessa cultura para as famílias de baixa renda é muito importante pois gera emprego e renda. No açude do Orós isso só foi possível porque a Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, abriu um canal de terra e permitiu a transferência de água do Rio Jaguaribe para as áreas de produção nas várzeas do Açude Orós.





     Vemos então que este cultivo, além de ser bem complexo, é também um ato de bravura de agricultores nordestinos, pois tem que ter bastante água e local próprio para se plantar além depender de preço, de insumos baratos e de incentivos para que esse cultivo seja viável e que tenha preço justo para o agricultor. Pois se olharmos pelo lado de preço, primeiro tem que ter insumos barato para que eles possam baratear os preços das sacas de arroz. Se isso não acontece, o agricultor parte para outro tipo de cultivo, por isso, só as Prefeituras por meio de suas Secretarias de Agricultura é quem deve viabilizar e incentivar esses agricultores familiares a plantarem esse tipo de cultivo.





    Arroz irrigado é muito importante para o crescimento do Nordeste, pois são os pequenos agricultores familiares que plantam esse tipo de cultura, e de mais em mais, juntando todos os pequenos agricultores, no final da colheita a produção é imensa. Precisa-se só de incentivo, insumos mais baratos e bastante água nas áreas plantadas, esse conjunto de fatores gera produção e emprego. No final de tudo, todos ganham. O agricultor, as prefeituras, e a sociedade. É só ter boa vontade de ambas as partes, flexibilidade e bom senso.







Nenhum comentário: