FESTEJOS NORDESTINOS – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: FESTEJOS NORDESTINOSBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: FESTEJOS NORDESTINOS A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: FESTEJOS NORDESTINOSBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: FESTEJOS NORDESTINOSBlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

06 abril, 2016

FESTEJOS NORDESTINOS

VAQUEIROS DE CURAÇÁ - BA | Fonte da imagem: lagoagrandenoticia








VAQUEIROS DE CURAÇÁ-BA






      O nordestino é aquele povo alegre e espontâneo, que realmente sempre gosta de estar em alguma celebração, e como vemos, a região nordestina já tem várias cidades, povoados e distritos com um calendário oficial para cumprir durante o ano todo. Ele é trabalhador daqueles assíduo, gosta de estar na labuta dos seus afazeres durante toda a semana, cumprindo com o seu papel de homem dos seus afazeres, mas quando anunciam uma festa nos finais de semanas, a onde ele mora, ele com certeza está lá para dançar aquele forró pé de serra. 





    Bem, existem muitos municípios, muitos povoados e distritos, naquelas regiões mais inóspita da região nordeste, mas também existem esses lugares mais próximos as zonas urbanas, é claro que pelas dificuldades de alguns desses lugares, a tendência é que não exista os calendários festivos. Mas na maioria deles existe sim, e é muito gostoso da gente ver o movimento de pessoas e de animais, nessas festanças.






     Alguns desses lugares promovem esse tipos de festas para movimentar a economia do lugar que durante os dias festivos gera emprego e renda para as pessoas e para o próprio município. Isso é uma forma de ver o nome daquele ou de outro município sendo divulgado para que nas próximas festas venham mais pessoas. Geralmente essas festas são vaquejadas, pega de bois ou procissão dos vaqueiros e por aí vai. Eu posso dizer aqui que realmente essas festas tem a cara do povo nordestino, um povo alegre, espontâneo e que traz em sua mente e em seu pensamento, um só propósito, de ajudar ao próximo.






     Pois bem, vamos destacar aqui, uma dessas festas que acontece já há bastante tempo no sertão da Bahia. O povoado de Pedra Branca, está localizado a 88 KM da sede do distrito de Curaçá. Os festejos começam com muita brincadeira e uma festa de forró pé de serra à noite, isso já no primeiro dia.  





       No segundo dia, por volta de meio dia, o padre dá início a missa do vaqueiro, aonde os vaqueiros se encontram concentrados em frente à igreja católica. Depois da missa os vaqueiros são homenageados pelas suas bravuras dentro e fora da caatinga, esse bioma de difícil acesso e que eles trabalham todos os dias. Na verdade, costumo dizer que o vaqueiro que é vaqueiro, é aquele que usa chapéu de couro, gibão, ponteira, perneira, luvas, peitoral, jaleco e tudo mais no dia a dia do seu trabalho.






     Então vemos que já em alguns municípios nordestinos a tradição não é preservada até mesmo pelas vestimentas incorretas, descaracteriza totalmente o vaqueiro tradicional do nordeste brasileiro. Não é o caso do povoado Pedra Branca, eles lá estão mantendo a tradição, pois usam todos os itens de um vaqueiro nordestino, um vaqueiro tradicional, isso é muito bonito, isso é cultura, isso é tradição. Então voltando a festa de Pedra Branca no sertão Baiano, já depois da missa eles vão almoçar, descansar um pouco, para só as 16 Horas começar o Desfile com 50 vaqueiros todos encourados e mais 50 vaqueiros sem trajes de vaqueiros. 





    O trajeto começa em uma fazenda próxima ao povoado e vai até o centro do mesmo através do acesso pela BA 210. Chegando ao povoado os vaqueiros desfilam pelas principais ruas e encerram a cavalgada no local aonde na noite anterior teve um forrozão pé de serra. Então vemos que tudo isso que acontece no sertão nordestino, são movimentos culturais que só embelezam e enriquece tanto a cultura popular, quanto as pessoas que fazem parte dessa cultura tão rica e forte, como é a cultura nordestina.






Nenhum comentário: