ORIENTANDO EMBARCAÇÕES – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: ORIENTANDO EMBARCAÇÕES Blog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: ORIENTANDO EMBARCAÇÕES A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: ORIENTANDO EMBARCAÇÕES Blog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: ORIENTANDO EMBARCAÇÕES Blog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

12 abril, 2016

ORIENTANDO EMBARCAÇÕES

FAROL DE PONTA VERDE | Fonte da imagem: juremajosefa









FAROL DE PONTA VERDE






      As paisagens das praias nordestinas são lindas, principalmente aquelas que estão distantes dos centros urbanos. As que estão dentro das capitais nordestinas são belíssimas também, mas quando eu falo das distantes do centros urbanos quero dizer que essas tem uma vegetação ainda intacta e dá uma aparência de praias ainda virgens ou quase virgens. São cenários belíssimos que encantam aos nossos olhos. Com muitos coqueirais, águas cristalinas com uma tonalidade de cores que parece mais com cenário de filmes paradisíacos.






    A praia da Ponta Verde em Maceió, é uma dessas praias que foi presenteada com um belíssimo farol, que por sinal, leva o nome da mesma praia, Farol da ponta Ponta Verde. Ele tem uma estrutura cilíndrica de alvenaria, com faixas horizontais em vermelho e branco. Construído em cima de um tronco de concreto armado, tem 13 metros de altitude e 11 metros de altura, com pilares e pirâmides de concreto ao seu redor e está localizado a vários currais de pesca e em pleno funcionamento. 





     Foi construído para orientar as embarcações vindas do norte, contudo ele deu um beleza natural a praia. Esse farol começou a iluminar com o sistema daquela época que era com gás acetileno, mas com as novas tecnologias e com o passar dos anos, ele foi modernizado na sua parte elétrica e então a partir do ano de 1986 passou a iluminar através da eletricidade. O Farol da ponta Verde tem um equipamento luminoso que consiste de uma lanterna de Sinalização Náutica que transmite uma característica luminosa lampejante. 





    Seus sinais lampejantes deve ter um alcance de várias milhas fazendo com que as embarcações se situem e não se percam do rumo que querem tomar. Tem dois aspectos interessantes nesse belo farol: um é quando a maré está baixa fica mais próximo das pessoas, pois elas podem se aproximar mais um pouco, o outro é quando a maré está alta, a pessoas ficam a contemplá-lo e, certamente, devem pensar como é uma obra tão bela fica dentro da água (sim, o farol foi construído sobre arrecifes) e não é atingido pela força da pressão da água. Certamente, o que sustenta o farol é a robustez da sua base que aguenta toda pressão do mar.






     Então, como pudemos perceber o Farol da Ponta Verde, está embelezando o azul piscina das águas das praias de Maceió e só nos mostra que tanto as praias quanto os faróis que estão dentro do mar do nordeste, são obras, engenharias belíssimas feitas pelo o homem que veio abrilhantar e a orientar os navegantes desses mares. Sendo assim, eu fico à vontade para falar que eu tenho um orgulho danado em ter nascido nessa terra chamada nordeste brasileiro.




























Nenhum comentário: