NORDESTE DO BRASIL – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: NORDESTE DO BRASILBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: NORDESTE DO BRASIL A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: NORDESTE DO BRASILBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: NORDESTE DO BRASILBlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

23 setembro, 2013

NORDESTE DO BRASIL






SERTÃO SERTANEJO

            

O artista potiguar Newton Avelino, trouxe em 2011 na sua exposição Tradições e Costumes, que foi realizada no Restaurante Maturi, obras de artes que mostram o dia a dia dos sertanejos, e os seus costumes dentro da sua cultura regional.

            


      O artista sempre em seus trabalhos, teve a preocupação de focalizar e de pincelar as mais remotas das coisas do cotidiano sertanejo. Um povo que bravamente fez a sua história dentro de um perímetro muito seco e sem muitas oportunidades oferecidas para essas pessoas que vivem e convivem no semiárido do sertão do nordeste brasileiro, tais como: Água, emprego, hospital, escolas etc.


            


       Isso que o artista ver no cotidiano desse povo, ele traduz em traços e cores para o seu público e para o mundo. Como ele mesmo fala, é uma pintura de protesto e de alerta para quem tem o poder de modificar essa história desse povo.

             


       O sertanejo é um povo bravo acima de tudo, e que tem como qualidade a sua luta em sobreviver do que ele acha necessário naquele momento. O nordestino tem a sua história, tem os seus costumes, tem os seus folclores, tem as suas músicas e danças. Ele mostra que com todas as dificuldades ele ainda acha meios para viver feliz e fazer a sua história através da sua cultura. 


             


         Dentro de todo esse contexto esse artista brasileiro passa para as suas obras, a história de um sertão mesmo sofrido, uma mensagem de esperança e de saber, dessa gente tão feliz e alegre.



Nenhum comentário: