PAISAGENS DO MEU SERTÃO – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: PAISAGENS DO MEU SERTÃOBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: PAISAGENS DO MEU SERTÃO A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: PAISAGENS DO MEU SERTÃOBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: PAISAGENS DO MEU SERTÃOBlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

22 novembro, 2014

PAISAGENS DO MEU SERTÃO

                      
                                        Fonte da imagem: Opipoqueiro
                                                  



                      ORGULHO DE SER NORDESTINO
    





      Passei a olhar o meu nordeste de outro ângulo para saber se era verdade o que diziam de tão ruim dele, mas vi que a região a onde eu nasci e moro, não era nada do que falavam. Vi que a minha região, é uma região bela, de pessoas lindas e de fibra, e muito hospitaleira, vi também que somos um celeiro potencial em todos os aspectos, no que se referem à cultura, tais como: Nas artes, na culinária, no turismo. Somos alto-suficiente em energias limpas e renováveis, somos exportadores de alguns produtos, e que só me orgulha muito em ser dessa terra abençoada por Deus.
   





       Indo um pouco além da minha imaginação de minha infância, vejo nas estradas dos sertões, as maravilhas de um povo que antes de tudo, é um forte e trabalhador. As paisagens sertanejas do sertão nordestino é um colírio para os olhos, tanto para os olhos dos nativos como também para os olhos dos viajantes ou mesmo os olhos dos turistas.
   





       Nessa terra, já nasceram muitos artistas, nessa terra já viveram muitos menestréis, nessa terra, já lutaram muitos homens valentes, nessa terra já teve palcos de batalhas e nessa terra a sabedoria do sertanejo dominou para perpetuar a criação e o criador.
   





       Nos caminhos do meu sertão seu moço, vejo a aroeira, vejo o meu mandacaru, vejo o juazeiro, vejo à macambira, vejo o vaqueiro, vejo também seu moço, as plantas secas nos tempos das estiagens, eu também vejo o verde no tempo das invernadas, vejo o gado do rico e o gado do pobre, vejo também a asa branca voando pelas paisagens do meu sertão, vejo o sanhaçu, e também vejo o anum, vejo os marrecos e os canários das paisagens desse sertão, eu vejo o cantador, vejo o agricultor e as lavadeiras, vejo o meeiro e o vaqueiro trabalhando nesse sertão.
   






       Por fim, vejo muita gente boa sorrindo a toa e distribuindo alegria por onde passa. Essas são as paisagens do meu sertão seu moço, sertão que tanto eu amo de paixão, sertão da minha terra, sertão da nossa terra. Vindo ao nordeste, procure conhecer o sertão, o sertão da nossa gente, o sertão de homem forte e inteligente, sertão de homem bom e hospitaleiro.
   





       O nordeste seu moço, é nosso. É meu, é seu é de quem quiser conhecê-lo. Venha algum dia aqui, pois você vai se sentir como se estivesse em sua casa, você vai provar da nossa hospitalidade, dos nossos temperos, das nossas músicas, danças e do nosso folclore, pois você vai conhecer a nossa cultura e vai provar de tudo que aqui tem de bom. E quando seu moço, você voltar para o seu lugar, você vai provar que o nordeste é um bom lugar, vai até sentir saudade dessa terra linda, desse lugar maravilhoso que chamamos de Nordeste.
                                                                                                                       


Nenhum comentário: