ARRIBAÇÃ, SÍMBOLO DO SERTÃO – A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: ARRIBAÇÃ, SÍMBOLO DO SERTÃOBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: ARRIBAÇÃ, SÍMBOLO DO SERTÃO A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: ARRIBAÇÃ, SÍMBOLO DO SERTÃOBlog de Arte e Cultura A ARTE NORDESTINA | Blog de Arte e Cultura do nordeste brasileiro: ARRIBAÇÃ, SÍMBOLO DO SERTÃOBlog de Arte e Cultura

SEGUIDORES

Página Inicial Biografia Produtos Galeria O que dizem Jornalista Links Entrevistas Contato

12 janeiro, 2015

ARRIBAÇÃ, SÍMBOLO DO SERTÃO

                     
                              Fonte da imagem: caririemfoco
                             
                                           



                PÁSSARO DO SERTÃO NORDESTINO
  




      Com a falta consciência de caçadores que praticam a caça a essa ave que tem a cara do sertão nordestino, e é um símbolo dessa região o órgão fiscalizador estar sempre atento. Essa ave é chamada de arribaçã, avoete ou pomba de bando. Elas voam em bandos.
   




     Centenas, milhares, a procura de locais que tenha água e que seja bem fechado para pôr os seus ovos. A onde elas se abrigam chamamos de pombal, lugar geralmente que é bem fechado com uma vegetação rasteira como à macambira ou como uma vegetação mais alta verde e seca, que chamamos de jurema, e compondo essa vegetação vem o xique xique.
   




     Milhares de aves chegam ao sertão nordestino para a postura do ano. Triste é saber que elas são alvo muito fácil de caçadores dessas regiões a onde elas vem a procura de água e de uma mata fechada para fazerem sua postura e chocarem seus ovos. As pessoas não tem a preocupação de não pisarem nos ovos desses pássaros.
  




      Por isso é que é crime se caçar esse pássaro silvestre. Essa ave está presente em quase todo o sertão do nordeste. A fiscalização é intensa mas mesmo assim ainda tem caçadores que insistem em caçar essa ave. De acordo com os responsáveis pela fiscalização dessa área, já tem um plano de manejo, que foi proposto pelo Centro Nacional de Pesquisa para a conservação dessas aves silvestre. (Cemave) O desafio mesmo é fazer o uso sustentável da arribaçã.
   




     O fato é, que há exploração desde o momento em que as aves se instalam nos pombais, para a reprodução. Existe sempre alguém querendo caçar essa espécie, tanto para o consumo próprio, quanto para comercializá-lo. A preocupação das autoridades, é que se abrir mão da fiscalização, é que essa espécie da fauna silvestre desapareça com o passar dos anos, justamente por que a caça destrói os ovos nos pombais e que fica muito difícil a procriação da espécie. Como todos já sabem, esse tipo de caça é ilegal, portanto as pessoas sabem os riscos que correm, cada um tem que assumir os seus erros, e não continuar persistindo com os mesmos.

Nenhum comentário: